Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Megarrodada de concessão de aeroportos anima investidores

Ministério de Infraestrutura prometeu privatizar 22 aeroportos até março de 2021

Por Machado da Costa Atualizado em 2 dez 2020, 16h21 - Publicado em 2 dez 2020, 16h01

Os planos do Ministério da Infraestrutura para 2021 incluem assinar os contratos de concessão de 22 aeroportos das regiões Sul, Norte e Centro-Oeste, sendo os principais os de Curitiba (PR), Manaus (AM) e Goiânia (GO). A ideia é ter os contratos assinados no terceiro trimestre do ano que vem, com investimentos previstos de 6 bilhões de reais, sendo a realização dos leilões no mês de março de 2021.

Em apresentação a investidores estrangeiros na semana passada, incluindo árabes, suíços e russos, em evento organizado pela gestora carioca Rubicon Capital Partners, a secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias, Natália Marcassa, disse que o planejamento da pasta é viável e vem sendo cumprido em 2019 e 2020. Um ponto que chamou atenção dos investidores para dar segurança jurídica é que o cronograma para 2021 inclui não só as etapas a serem organizadas pelo governo, como audiências e a organização do leilão, mas também o prazo para que o Tribunal de Contas da União analise e aprove as concessões. Anima também o fato de a Infraero não permanecer com participação relevante, diferentemente das primeiras rodadas realizadas, ainda no governo Dilma.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade