Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

Fiocruz ainda tem dificuldade para receber insumo chinês e produzir vacina

China ainda não expediu licenças de exportação do IFA, segundo ofício da fundação

Por Machado da Costa 3 fev 2021, 10h01

Em ofício enviado a um deputado na segunda-feira, 1º, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirmou ainda estar tendo problemas para receber o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) necessário para a produção da vacina no Brasil. “O problema que tem sido reportado pela empresa AstraZeneca é de ordem regulatória junto ao governo chinês e envolve a licença de exportação do produto”, escreveu Maurício Zuma Medeiros, diretor de Bio-Manguinhos, o departamento de imunobiológicos da Fiocruz.

Medeiros ainda diz acreditar que os insumos possam chegar até o fim da primeira quinzena de fevereiro, o que já representa um atraso no cronograma original. Se isso se perpetuar, dificilmente a Fiocruz conseguirá produzir vacinas num curto prazo.

Enquanto isso, as mais de 10 milhões de doses da vacina que viriam da Índia ainda não foram fechadas. Nenhuma ordem de compra passou pela Fiocruz.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade