Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

EUA devem flexibilizar entrada de brasileiros a partir da próxima semana

Voos estão restritos desde 24 de maio

Por Machado da Costa, Felipe Mendes Atualizado em 14 set 2020, 12h53 - Publicado em 9 set 2020, 17h29

O governo dos Estados Unidos deve flexibilizar a entrada de brasileiros no país a partir da próxima semana. Atualmente, há voos diretos feitos apenas por companhias americanas com destino a 15 aeroportos. Além disso, quem chega nos EUA precisa comprovar necessidade da viagem e passar por uma série de exames de saúde e um questionário relacionado a sintomas da Covid-19. O ato administrativo ainda não foi assinado pelo presidente Donald Trump, mas a informação já circula entre as embaixadas do país.

  • O Brasil não é o único país a ter a entrada flexibilizada. O Reino Unido, a China, o Irã e outras nações também vão ter a entrada facilitada. A informação, publicada originalmente pelo Yahoo News, foi confirmada pelo Radar Econômico. A promessa é de que as restrições sejam revistas a partir de segunda-feira, 14. As restrições de voos desde o Brasil para os Estados Unidos foram impostas em 24 de maio.

    Atualização: Segundo a embaixada americana, as alterações são válidas apenas para os grupos que já estavam isentos das restrições de acordo com a proclamação presidencial que continua em vigor.

    + Siga o Radar Econômico no Twitter

    ASSINE VEJA

    Os riscos do auxílio emergencial Na edição da semana: a importância das reformas para a saúde da economia. E mais: os segredos da advogada que conviveu com Queiroz
    Clique e Assine
    Continua após a publicidade
    Publicidade