Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Costuras para votar BR do Mar envolviam temor de greve de caminhoneiros

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, chegou a um acordo para botar projeto de cabotagem em votação ainda este ano

Por Victor Irajá Atualizado em 19 nov 2020, 13h48 - Publicado em 18 nov 2020, 18h12

Em um almoço realizado com lideranças partidárias nesta terça-feira 17, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, apresentou aos deputados os dados referentes ao projeto que aumenta a oferta da cabotagem, conhecida como BR do Mar. Ele mostrou aos parlamentares que os levantamentos do governo apontam a ampliação dos atuais 1,2 milhão de teus (unidade usada para a medição de contêineres, de cerca de 20 pés) para 2 milhões de teus em 2022.

Principal temor dos congressistas, a influência da insatisfação de caminhoneiros — e os receios envolvendo uma nova greve como a ocorrida em 2018 — passam longe das preocupações do ministro. Ele disse que, apesar de uma insatisfação do líder dos atos Wallace Landim, conhecido como Chorão, outros representantes da categoria foram convencidos de que a medida apenas ampliará a possibilidade de atuação do transporte terrestre. No Congresso Nacional, admite-se botar o projeto para andar ainda neste ano.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade