Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

Brasil será país a aplicar mais doses da Pfizer, diz Queiroga

Ministro confirma que está prestes a fechar compra de mais 100 milhões de doses do imunizante

Por Josette Goulart Atualizado em 30 abr 2021, 15h46 - Publicado em 30 abr 2021, 15h28

O Brasil saiu do momento em que rejeitou a vacina da Pfizer alegando cláusulas leoninas, como disse o presidente Jair Bolsonaro, no ano passado, para ser o país que mais vai usar o imunizante. O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, confirmou que o Brasil está prestes a fechar a compra de mais 100 milhões de dose da vacina da Pfizer, dobrando assim o número de doses contratadas com a farmacêutica para 200 milhões. “O Brasil será o país a aplicar mais doses desse imunizante”, disse o ministro a jornalistas na tarde desta sexta-feira, 30.

Ontem, chegou o primeiro carregamento com um milhão de doses, com quatro meses de atraso já que o governo teve a oportunidade de comprar as vacinas em setembro para receber o primeiro carregamento já em dezembro, mas acabou se recusando a fazer a compra. Agora o caso deve ser investigado na CPI da Covid. As vacinas que chegaram ontem  só serão distribuídas na segunda-feira porque o governo ainda tem que acertar a logística, segundo o ministro. A vacina da Pfizer precisa ser armazenada a temperaturas de 70 graus negativos para ser preservada.

Publicidade