Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Brasil deve receber 80 milhões de doses da vacina de Oxford até fevereiro

Acordo de importação já está firmado para, no caso de fábrica não ficar pronta a tempo, permitir o início da vacinação

Por Machado da Costa Atualizado em 24 nov 2020, 10h23 - Publicado em 24 nov 2020, 10h18

Já existe um acordo para que 80 milhões de doses da vacina de Oxford contra a Covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e a Fiocruz, sejam distribuídas no Brasil entre janeiro e fevereiro. Caso a fábrica que está sendo construída não fique pronta a tempo para entregar este volume, as doses serão importadas. São 40 milhões que chegarão no início de janeiro e outras 40 milhões em fevereiro, segundo uma fonte próxima aos parceiros privados que estão desenvolvendo a vacina. Segundo esta fonte, profissionais de saúde, grupos de risco e professores serão os primeiros a receber o imunizante.

Espera-se que até dezembro, tanto a vacina de Oxford quanto a chinesa Coronavac, desenvolvida com o Instituto Butantan, já estejam aprovadas pela Anvisa. A expectativa é que o volume de doses da vacina de Oxford se some às 46 milhões de doses da Coronavac, o que poderia imunizar até 63 milhões de brasileiros, pouco mais de um quarto da população.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade