Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

Armas: EUA proíbem exportações de empresas de supercomputação chinesas

Departamento de comércio diz que empresas chinesas estão ajudando militares chineses na construção de armas de destruição em massa

Por Josette Goulart Atualizado em 8 abr 2021, 15h44 - Publicado em 8 abr 2021, 15h42

O departamento de comércio americano anunciou nesta quinta-feira, 08, que está proibindo sete empresas chinesas de supercomputação  de exportar tecnologia americana. Esta é a primeira medida do governo Joe Biden para tentar dificultar a obtenção de tecnologia americana pela China, sob o argumento de segurança nacional, seguindo os passos de seu antecessor Donald Trump. As empresas que agora estão com as atividades de exportação restritas são acusadas pelo departamento de comércio de ajudar militares chineses a produzir inclusive armas de destruição em massa. A secretária de comércio dos Estados Unidos, Gina M. Raimondo, divulgou a seguinte declaração:  “As capacidades de supercomputação são vitais para o desenvolvimento de muitas – talvez quase todas – armas modernas e sistemas de segurança nacional, como armas nucleares e armas hipersônicas. O Departamento de Comércio usará toda a extensão de suas autoridades para evitar que a China aproveite as tecnologias dos EUA para apoiar esses esforços desestabilizadores de modernização militar. ”

Publicidade