Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Ameaça de contágio chinês atinge mercados globalmente

VEJA Mercado: semana começa num clima péssimo em todo mundo; Vale e Petrobrás despencam no pré-market

Por Josette Goulart 20 set 2021, 09h03

VEJA Mercado | Abertura | 20 de setembro.

O clima nas bolsas mundiais está péssimo antes mesmo da abertura das principais bolsas por conta da queda dos preços das commodities, respondendo ao medo do contágio da crise do setor imobiliário chinês. Muitos investidores temem que a China esteja passando pelo seu subprime com a Evergrande, uma das maiores incorporadoras imobiliárias chinesa que está à beira do precipício com calote nos empréstimos. Com a crise imobiliária, o setor de construção desacelera, e ainda tem  o fato de que a China está reduzindo uso de aço por conta de metas ambientais. O resultado é o preço do minério de ferro derretendo. A commodity cai 8% na bolsa de Singapura.

Por conta desse clima, a semana nem havia começado na bolsa de valores brasileira e a Vale e Petrobras já estavam despencando no pré-market americano.

Nos fatos relevantes, a Rumo Logística, do Grupo Cosan, informou que deve assinar hoje contrato com o governo do Mato Grosso para construção de ferrovia com investimentos de 9 a 11 bilhões de reais. A AES Brasil anunciou uma oferta primária de ações. E o IRB tem um novo presidente: Raphael Afonso Godinho de  Carvalho.

Continua após a publicidade
Publicidade