Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

A lição de Warren Buffett sobre o dinheiro

Contratar pessoas para não fazerem nada faz o PIB crescer. Mas...

Por Josette Goulart Atualizado em 23 jun 2021, 23h14 - Publicado em 24 jun 2021, 07h00

“Não tenho problema de culpa por causa do dinheiro. Do modo como vejo as coisas, meu dinheiro representa um grande número de recibos de depósito que a sociedade me deu. É como se eu tivesse esses pedacinhos de papel que posso transformar em consumo. Se eu quisesse, poderia contratar 10 mil pessoas para não fazer nada a não ser pintar meu retrato todos os dias durante o resto de minha vida. E o PIB cresceria. Mas a utilidade do produto seria zero, e eu estaria impedindo essas 10 mil pessoas de fazer pesquisas sobre a Aids, ou ensinar, ou cuidar dos doentes. Mas não faço isso. Não uso um número muito grande desses recibos. Não há nada de material que eu queira muito. E vou doar praticamente todos eles para obras de caridade quando minha mulher e eu morrermos.”

WARREN BUFFETT, megainvestidor que nesta quarta-feira, 23, anunciou que já doou metade do seu patrimônio para fundações filantrópicas.

Publicidade