Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Maioria dos brasileiros não acha que a economia começou a se recuperar

Pesquisa da CNI mostra que 56% dos entrevistados não acha que a recuperação da economia começou

Por Matheus Leitão Atualizado em 30 jul 2021, 11h18 - Publicado em 30 jul 2021, 11h17

A maior parte dos brasileiros acredita que a economia ainda não começou a se recuperar dos danos causados pela pandemia do coronavírus. Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que será divulgada nesta sexta, 30, mostra que 56% dos entrevistados não acha que a recuperação econômica já começou.

O número é menor do que o registrado em pesquisa de abril, quando 80% respondeu que a recuperação ainda não tinha começado. Dentro do grupo dos 56%, a maioria é mulher (64%).

Entre os que deram essa resposta, 67% tem entre 16 e 24 anos e 60% tem o Ensino Médio completo. Na análise por renda, dentro dos 56% que não acreditam que a economia começou a se recuperar, 65% tem renda entre 1 e 2 salários mínimos e 62% é da região Nordeste.

Quando questionados sobre o tempo que a economia vai levar para se recuperar dos impactos da pandemia, 45% dos entrevistados afirmou que deve demorar mais de 2 anos. Em abril, esse número era de 51%. Para 22%, a economia vai levar até 2 anos para se recuperar. Outros 22% acham que o processo levará até 1 ano. Apenas 3% acredita que a recuperação acontecerá em até 3 meses.

A pesquisa da CNI, feita em parceria com a FSB, ouviu 2 mil pessoas por telefone entre 12 e 16 de julho de 2021 na 4ª rodada da pesquisa “Os brasileiros, a pandemia de Covid-19 e o consumo”. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Continua após a publicidade
Publicidade