Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Ricardo Amorim CannabiZ Por Ricardo Amorim Novidades e reflexões sobre o mercado da cannabis legal, no Brasil e no mundo

Cannabis já é o quinto maior cultivo dos EUA em valor de mercado

Erva colhida legalmente em 2020 foi cotada a US$ 6,2 bilhões, ficando atrás apenas de milho, soja, feno e trigo, diz estudo inédito

Por Ricardo Amorim Atualizado em 3 nov 2021, 16h17 - Publicado em 3 nov 2021, 16h15

Levantamento inédito da Leafly, divulgado nesta quarta-feira, 3, revela que a cannabis legal já é a quinta maior cultura agrícola em valor de mercado nos Estados Unidos. De acordo com o documento, a cannabis colhida no país em 2020 gerou US$ 6,2 bilhões em receitas para os cultivadores, ficando atrás apenas do milho (US$ 61 bi); da soja (US$ 46 bi); do feno (US$ 17,3 bi) e do trigo (US$ 9,3 bi). No estudo, a Leafly considerou 13.042 licenças de cultivo nos 11 estados do país onde o comércio da erva é legalizado para adultos. Juntos, esses agricultores produziram 2.278 toneladas da planta, o suficiente para encher 57 piscinas olímpicas ou 11 mil caminhões de lixo que, enfileirados, cobririam uma distância de quase 58 quilômetros, segundo o texto divulgado pela empresa.

Para chegar ao valor total de US$ 6,2 bilhões, a Leafly considerou os preços no atacado de uma libra da erva (cerca de 450 gramas), que variam de 500 a 3.000 dólares, dependendo do local e da qualidade do produto, entre outros fatores. Assim, a cannabis cultivada legalmente em 2020 nos Estados Unidos alcançou valor maior que de culturas tradicionais como o algodão (US$ 4,7 bi), o arroz (US$ 3,1 bi) e o amendoim (US$ 1,3 bi). O levantamento da Leafly revelou ainda que, nos estados de Alaska, Colorado, Massachusetts, Nevada e Oregon, a cannabis ficou em primeiro lugar entre as maiores culturas agrícolas locais.

Publicidade