Tarja - Avião Desaparecido

Ásia

Avião da Malaysia Airlines faz pouso de emergência

Airbus A330 que ia de Kuala Lumpur a Seul teve um problema elétrico e pousou no aeroporto de Hong Kong. Os 271 passageiros estão bem

Parente de passageiro a bordo do avião da Malaysia Airlines, desaparecido desde o último sábado (7), espera por notícias no Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur

Parente de passageiro a bordo do avião da Malaysia Airlines, desaparecido desde o último sábado (7), espera por notícias no Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur (Damir Sagolj/Reuters/VEJA)

Um voo da Malaysia Airlines para a Coréia do Sul fez um pouso de emergência em Hong Kong nesta segunda-feira após uma pane elétrica, informou a companhia aérea – a mesma operadora do Boeing 777 que está desaparecido desde o dia 8 de março. Desta vez, de acordo com a CNN, o avião que apresentou problema era um modelo Airbus A330, que teve de pousar em Hong Kong por volta das 03:00 desta segunda. Todos os 271 passageiros foram transferidos para outros voos, de outras companhias aéreas.

Em comunicado, a empresa confirmou que o voo 066 entre Kuala Lumpur e Seul teve um problema no principal "gerador que fornece energia elétrica".  Depois de detectado a falha, a energia elétrica continuou a ser fornecida pela unidade auxiliar do avião. O aeroporto internacional de Hong Kong disse que recebeu uma chamada por volta das 02:30 alertando-o de uma mudança urgente do voo 066 e colocou equipes de resgate de prontidão. O avião fez seu pouso de emergência sem problemas cerca de meia hora mais tarde.

Leia também
Austrália envia navio para tentar resgatar possíveis destroços de avião

Voo MH370: avião chinês avista 'objetos suspeitos' no mar
​Avião desaparecido voou a 12.000 pés após mudança de rota

A Malaysia Airlines é o centro das atenções internacional após o desaparecimento de mais de duas semanas de um dos seus aviões de passageiros com 239 pessoas a bordo. O voo MH 370 estava a caminho de Kuala Lumpur a Pequim, quando ele desapareceu sobre o Sudeste da Ásia. Nesta segunda, a Austrália informou que deslocou um navio para a área de buscas – a cerca de 2.500 Km da costa do país – para tentar resgatar possíveis destroços que foram avistados por aviões e satélites.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados