Crédito

Inadimplência sobe pelo quinto mês consecutivo

O índice medido pela Serasa Experian teve avanço de 1,6% no mês passado em relação a agosto – na maior alta mensal para setembro desde 2000

A inadimplência em setembro foi puxada por dívidas em cartões de crédito e financeiras

A inadimplência no mês foi puxada por dívidas em cartões de crédito e financeiras (Rayes/VEJA)

A inadimplência do consumidor brasileiro subiu pelo quinto mês seguido, informou nesta sexta-feira a Serasa Experian, empresa especializada em análise de crédito. Em setembro, o índice de inadimplência avançou 1,6% em relação a agosto, na maior alta mensal em um mês de setembro desde 2000, quando foi criado o indicador.

Em relação a setembro de 2009, houve alta de 15,3% na inadimplência – o maior resultado anual desde março do ano passado, quando o país enfrentava a crise financeira mundial. De janeiro a setembro deste ano, o índice de inadimplência acumula alta de 1,8% em relação ao mesmo período de 2009.

Para os técnicos da Serasa Experian, "com as compras parceladas nas datas comemorativas e nos feriados prolongados, o consumidor ainda está enfrentando problemas na hora de pagar suas dívidas". No entanto, os economistas afirmam que "a inadimplência do consumidor continua ganhando força na mesma direção do endividamento, porém a evolução da renda e do emprego formal tem ajudado a evitar um crescimento acelerado do índice."

A expectativa da Serasa Experian é de que a inadimplência sofra pressões de alta em outubro, por conta do Dia das Crianças. Conforme dados divulgados pela empresa no último dia 13, o Dia das Crianças foi, até o momento, a melhor data para o comércio em 2010, com crescimento de 12,0% nas vendas.

Cartões – Pelo sétimo mês seguido, a inadimplência com cartões de crédito e financeiras subiu, puxando o resultado geral do indicador em setembro. Nesta categoria, a alta foi de 7,2%. As dívidas com bancos avançaram 0,2%, enquanto os protestos e os cheques sem fundos caíram 8,7% e 5,5%, respectivamente.

O Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor leva em conta variações registradas no número de cheques sem fundos, títulos protestados, dívidas vencidas com bancos, financeiras e cartões de crédito. A abrangência do indicador é nacional.

(com Agência Estado)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados