Mais Lidas

  1. Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

    Entretenimento

    Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

  2. Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se revoltam

    Mundo

    Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se...

  3. Falta uma semana para descermos a rampa com Dilma, diz ex-ministro

    Brasil

    Falta uma semana para descermos a rampa com Dilma, diz ex-ministro

  4. Governistas já ensaiam discurso de oposição - e cobram até redução de ministérios

    Brasil

    Governistas já ensaiam discurso de oposição - e cobram até redução...

  5. STF arquiva acusação de Delcídio contra Dilma por caso Pasadena

    Brasil

    STF arquiva acusação de Delcídio contra Dilma por caso Pasadena

  6. Atriz revela ser dublê de corpo do nude de Maitê Proença

    Entretenimento

    Atriz revela ser dublê de corpo do nude de Maitê Proença

  7. Suzane Richthofen deixa cadeia em saída do Dia das Mães

    Brasil

    Suzane Richthofen deixa cadeia em saída do Dia das Mães

  8. Corinthians decepciona em casa e cai na Libertadores

    Esporte

    Corinthians decepciona em casa e cai na Libertadores

Governo libera uso do FGTS para material de construção

Para o exercício de 2012, a linha de crédito será de 300 milhões de reais, sendo que 45,54% dos recursos serão destinados ao Sudeste

- Atualizado em

O foco dos fundos de private equity da GTSI Partners é o mercado imobiliário
A linha de crédito destina-se exclusivamente aos titulares de contas vinculadas do FGTS(Germano Luders/Exame/VEJA)

O governo regulamentou a linha de crédito para aquisição de material de construção com recursos do FGTS. Instrução Normativa do Ministério das Cidades foi publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União e entrará em vigor a partir de 1º de novembro. A medida tinha sido aprovada em janeiro pelo Conselho Curador do FGTS, mas não havia sido implementada.

Para o exercício de 2012, a linha de crédito será de 300 milhões de reais, sendo que boa parte dos recursos (45,54%) será destinada ao Sudeste. O Nordeste ficará com 28,20%; o Sul, com 11,21%; o Norte, com 9,68%; e o Centro-Oeste com 8,37%.

O montante destina-se exclusivamente aos trabalhadores titulares de contas vinculadas do FGTS, independentemente da renda mensal bruta familiar. Serão permitidos financiamentos para imóveis urbanos e rurais para construção ou ampliação de unidade habitacional, reforma de moradia, instalação de hidrômetros de mediação individual e implantação de sistemas de aquecimento solar.

Segundo o texto publicado nesta quarta, serão financiados valores de até 20 mil reais por contribuinte, para imóveis avaliados em até 500 mil reais. Segundo o regulamento, os interessados terão de dar uma contrapartida mínima de 5% do valor da linha de crédito utilizada.

Ainda de acordo com a Instrução, terão prioridade famílias com renda mais baixa e projetos que beneficiem idosos, deficientes ou mulheres chefes de família.

Para poder solicitar o crédito, é preciso ter ao menos três anos de trabalho sob regime de FGTS e apresentar contrato de trabalho ativo ou saldo em conta vinculada do FGTS, na data de concessão do financiamento, correspondente a, no mínimo, 10% do valor da avaliação do imóvel.

(Com Agência Estado)

TAGs:
FGTS
Mercado Imobiliário
Construção Civil