Mais Lidas

  1. Áudio: novo presidente da Câmara 'assessorou' quadrilha de doleiro

    Brasil

    Áudio: novo presidente da Câmara 'assessorou' quadrilha de doleiro

  2. Edinho quer tirar de Teori pedido de inquérito sobre caixa dois

    Brasil

    Edinho quer tirar de Teori pedido de inquérito sobre caixa dois

  3. Comissão do impeachment aprova parecer e abre caminho para afastamento de Dilma

    Brasil

    Comissão do impeachment aprova parecer e abre caminho para...

  4. Procuradoria denuncia Fernando Pimentel ao STJ

    Brasil

    Procuradoria denuncia Fernando Pimentel ao STJ

  5. MP denuncia Ronan Maria Pinto e Gim Argello na Lava Jato

    Brasil

    MP denuncia Ronan Maria Pinto e Gim Argello na Lava Jato

  6. Governo propõe tributar heranças em até 25%

    Economia

    Governo propõe tributar heranças em até 25%

  7. As chances de judicialização do impeachment

    Brasil

    As chances de judicialização do impeachment

  8. Dirigente da oposição é assassinado na Venezuela

    Mundo

    Dirigente da oposição é assassinado na Venezuela

Fabricantes de chips retomam produção no Japão

Retomada é lenta e limitada a poucas indústrias que foram menos afetadas

- Atualizado em

Algumas fábricas japonesas de chips da região Nordeste do país estão, pouco a pouco, retomando a produção, afirma reportagem do jornal americano Wall Street Journal. Empresas como a Fujitsu e a Renesas Electronics, que estavam operando em capacidade máxima antes do terremoto e do tsunami que atingiram a região, decidiram religar algumas das máquinas de suas plantas.

O objetivo inicial das empresas não é retomar as operações normais e sim conseguir completar a fabricação dos componentes que já havia sido iniciada antes do terremoto. Segundo comunicado da Fujitsu ao WSJ, as máquinas podem levar até uma semana para serem completamente religadas, pois dependem de uma avaliação prévia de segurança e qualidade a cada vez que são pausadas.

A Toshiba, maior fabricante mundial de chips de memória para computadores, tablets e smartphones, não teve sua produção de chips afetada pelo terremoto, pois a planta responsável pelo abastecimento se encontra na região central do Japão. No entanto, sua fábrica de microprocessadores, na cidade de Iwate, foi duramente danificada durante a tragédia e, segundo a empresa, não há perspectivas de retomada da produção.

TAGs:
Japao
Chip