Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leão ameniza confusão de Denílson: Não podemos penalizar o clube

O volante Denílson se confundiu com o horário do treino desta terça-feira e simplesmente não participou do coletivo comandado pelo técnico Emerson Leão, no CT da Barra Funda. Após a atividade, o treinador relevou o fato e disse que o clube não pode sentir os efeitos de um ‘equívoco’ na partida da próxima quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), diante do Coritiba, pelo primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasi

Sem a intenção de punir o volante titular de sua equipe, Leão falou com tranquilidade sobre a situação, garantindo que ‘erros acontecem’ e que o São Paulo não deve sofrer por isso. ‘Não podemos penalizar o clube, seja qual atleta for, por um erro no meio do caminho. É mais fácil consertar o erro do que punir’, disse o treinador, que ainda lembrou de um atraso de uma hora do zagueiro João Filipe no dia anterio

‘Existe a possibilidade de ele ter cometido um equívoco, não podemos pré-julgar antes de decidir. Ele já telefonou e foi sincero para admitir esse erro. Isso é fundamental na tomada de atitudes. Ele vai pagar o treino à tarde, no CT, vai ser multado na ‘caixinha’ dos jogadores e isso vai ser comunicado à diretoria’, disse Leão. A ‘caixinha’ a que o técnico se referiu é um movimento dos próprios jogadores e equivale ao pagamento de R$ 30 por minuto de atraso.O vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, garantiu que não haverá punição ao jogador em virtude do histórico de bom comportamento, mas Leão fez questão de explicar porque enviará um comunicado à diretoria: ‘No São Paulo funciona assim: para todos que faltarem a comissão técnica faz um relatório de ordem interna, em que eu assino três vias e encaminho uma à diretoria, sendo que a outra fica comigo e a terceira vai para o próprio jogador. Então eles tomam a decisão, a hierarquia é deles, de punir ou não. Eu sou o delegado, mas o juiz são el

Mesmo sem treinar ao lado dos companheiros na terça, Denílson está escalado para a partida de quinta à frente da zaga que terá a presença de Paulo Miranda, mas pode não ter a de Rhodolfo, com dores na coxa direita. Leão testou e deve lançar uma formação 4-4-2, abandonando o esquema 3-5-2 das últimas partidas, com Dênis; Douglas, Paulo Miranda, Edson Silva e Cortez; Denílson, Casemiro, Cícero e Jadson; Lucas e Luis Fabiano.