Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mistura é o melhor restaurante de Salvador

Com a abertura de um novo e refinado endereço, o restaurante se consagra também na categoria de melhor cozinha de peixes e frutos do mar

No que diz respeito à sofisticação do ambiente e à complexidade das receitas do menu, o Mistura vem se afastando cada vez mais de seu formato original: o de uma barraca de praia. Com a inauguração da primeira e pomposa filial, em uma travessa da Avenida do Contorno, o restaurante consagrou-se duplamente nesta edição, levando, inclusive, o prêmio máximo do júri. Apesar das mudanças recentes, alguns procedimentos, ainda bem, seguem inalterados. Os pescados, sempre frescos, são limpos e porcionados na peixaria própria em Itapuã, e continuam brilhando nas mãos de Andréa Ribeiro, que mostra sua verve mais criativa na nova casa. Ali, com vista escancarada para a Baía de Todos-os-Santos, a chef apresenta receitas como a da lagosta cozida em baixa temperatura, servida sobre cuscuz marroquino hidratado com tinta de lula, fios de aspargo, molho bisque e caviar (R$ 82,00).

Robalo grelhado em companhia de lulas recheadas com bacalhau e cogumelos salteados (Ligia Skowronski/VEJA)

Antigos hits, como o bufê de acepipes frios ofertado na matriz (R$ 18,00 cada 100 gramas), aparecem repaginados no endereço caçula, onde uma seleção de seis tira-gostos do mar, entre eles o vinagrete de polvo, é apresentada como entrada (R$ 71,00, para quatro pessoas). Na etapa principal, o cardápio dos dois restaurantes sugere o robalo grelhado guarnecido de lula recheada com bacalhau, cogumelos salteados e crocante de milho (R$ 74,00), pedida que faz bom par com o vinho francês Domaine George Chablis Vieilles Vignes 2015 (R$ 205,00). Rua Professor Souza Brito, 41, Itapuã, ☎ 3375-2623 (95 lugares). 11h30/23h (qui. a sáb.  até 0h); Ladeira do Gabriel, 334, Dois de Julho (Cloc Marina Residence), ☎ 2137-0782 (70 lugares). 12h/16h e 19h/23h (qui. a dom. almoço até 17h, qui. a sáb. jantar até 0h). Aberto em 1992. $$$$

Vista panorâmica: na filial, o salão envidraçado é voltado para a baía (Ligia Skowronski/VEJA)

2º lugar na categoria melhor da cidade: Amado
O imponente salão com vista para a Baía de Todos-os-Santos é palco para as criações do chef Edinho Engel. Inicia a refeição a porção de camarão salteado em molho cítrico mais uma fruta da estação (R$ 35,00, com cinco unidades). Entre as opções principais, a paleta de cordeiro — assada, desfiada e prensada — é servida ao lado de nhoque romano e banhada com o molho do próprio assado. Finalizado com salada de agrião e cebola-roxa, o prato custa R$ 68,00. Entre os mais de 200 rótulos, está o vinho sul-africano Robertson Valley Pinotage 2014 (R$ 97,00). Avenida Lafayete Coutinho, 660, Comércio, ☎ 3322-3520 (150 lugares). 12h/0h (dom. até 17h). Aberto em 2006. $$$

3º lugar na categoria melhor da cidade: Origem
Na mais celebrada novidade gastronômica de Salvador, a refeição tem ritmo próprio. Em uma afinada dança entre cozinha e salão, a ideia da dupla de chefs Fabrício Lemos e Lisiane Arouca é surpreender os comensais em uma sucessão de treze etapas que compõem o menu degustação, renovado diariamente. As sugestões, muitas levadas à mesa sobre peças de cerâmica e em  recipientes de pedra ou de madeira, são reveladas apenas na hora do serviço, quando os garçons se encarregam de uma descrição detalhada. Iniciado por um drinque à base de cachaça e frutas da estação, o jantar prossegue com snacks como o sanduíche de pão delícia recheado com carne de panela. O couvert, que traz ingredientes típicos, a exemplo do requeijão-manteiga e da carne de fumeiro salteada com abobrinha, antecede entradas como o peixe curado guarnecido de molho beurre blanc, à base de manteiga com limão, mais pó de beterraba e crocante de milho. A continuidade pode ficar por conta do camarão grelhado servido com nhoque de banana-da-terra sobre molho de moqueca. A harmonia de sabores continua presente quando chega a hora dos doces. Sob a batuta da chef pâtissière Lisiane, mulher e sócia de Lemos, chegam à mesa duas sobremesas, como o creme de limão com morango, suspiro, manjericão, farofa crocante e sorvete de carvão vegetal. A refeição custa R$ 160,00 por pessoa ou R$ 280,00 na versão harmonizada com ao menos seis vinhos. Atendendo exclusivamente mediante reserva, a casa vem trabalhando com fila de espera de duas semanas. Alameda das Algarobas, 74, Caminho das Árvores, ☎ 99202-4587 (47 lugares). 19h30/0h (fecha dom. e seg.). Aberto em 2016. $$$$

2º lugar na categoria a melhor cozinha de peixes e frutos do mar: Al Mare
O cardápio, criado pelo chef Ricardo Brito, é marcado por pratos à base de frutos do mar. Para petiscar, as tapas (R$ 45,90, para duas pessoas) incluem lagosta com leite de coco, tortinhas de salmão, croquete de caranguejo e polvo com brandades de bacalhau. Sugestão do chef, o robalo grelhado (R$ 89,90) é servido com nhoque de banana, brócolis e molho à base de manteiga e limão-siciliano. Nas noites de quarta a domingo, a casa recebe apresentações musicais. Salvador Shopping, ☎ 3033-7615 (184 lugares). 11h30/23h (sex. e sáb. até 0h). Aberto em 2012. $$$

3º lugar na categoria a melhor cozinha de peixes e frutos do mar: Bargaço
Na cozinha, comandada pela chef Alaíde Barbosa, a grande estrela é o siri-mole. Como entrada, a iguaria pode ser consumida frita (R$ 50,00 a porção para duas pessoas). Entre os pratos principais, a sugestão é a moqueca (R$ 139,00, para duas pessoas), que vem acompanhada de pirão, arroz e farofa. Cocadas na versão preta ou branca (R$ 20,00) e roska de frutas da estação
(R$ 14,00) completam a refeição. Rua Antônio da Silva Coelho, quadra 43, Jardim Armação, ☎ 3231-1000 (190 lugares). 11h30/18h. Aberto em 1971. $$