Enem 2011: 92% escolas estaduais ficam abaixo da média

Unidades obtiveram média inferior a 519 pontos nas provas objetivas

Os resultados por escola do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011, divulgados na quinta-feira pelo Ministério da Educação (MEC), mostram que 92% da escolas estaduais tiveram nota abaixo da média geral do Brasil na prova objetiva. As redes estaduais concentram a maioria dos estudantes de ensino médio do país.

Leia também:

Enem 2011: entre melhores escolas, só 10% são públicas

Confira a lista com a nota de todas as escolas (arquivo .xls)

Os dados contemplam as notas obtidas pelos estudantes nas provas de ciências da natureza, ciências humanas, matemática e português. A média do Brasil é 519 pontos – distante da média da rede privada, de 561, e da escola mais bem posicionada: o Colégio Objetivo Integrado, que obteve média de 737 pontos. O levantamento foi feito pela Merrit Informação Educacional.

O resultado dos estudantes das redes estaduais evidencia a crise que o país enfrenta no ensino médio público, com currículos defasados e pouco sedutores, altos índices de evasão e baixo desempenho em avaliações. O cenário é praticamente o mesmo em todos os estados, que não conseguiram registrar 20% das escolas com notas acima da média nacional.

A primeira escola estadual a aparecer entre as maiores pontuações é o Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues Silveira, da Universidade Estadual do Rio (UERJ), na 60º posição. A segunda é a Escola Técnica Estadual de São Paulo, na região central da capital paulista, em 74º. A primeira escola regular é o Centro Estadual de Ensino Médio Tiradentes, do Rio Grande do Sul, no 248° lugar.

O estado com o melhor resultado foi o Rio de Janeiro, que teve 18% das escolas com notas acima da média nacional. Para Antonio Vieira Neto, subsecretário de Gestão de Ensino do Rio de Janeiro, as adversidades do ensino nesse ciclo são grandes. “Há regiões na cidade onde o ensino médio regular só é oferecido à noite, o que representa uma dificuldade ainda maior na aprendizagem”, diz.

A secretaria estadual do Ceará afirma que o Enem funciona como um termômetro da rede. E, por isso, é importante uma participação massiva dos alunos. “Já esperamos ter uma queda no rendimento médio no Enem deste ano e no do próximo”, afirma o secretário-adjunto, Maurício Holanda. “Essa queda, no entanto, será comemorada, pois teremos um retrato mais fiel da rede com a maior inclusão dos nossos alunos”. No Ceará, só 2% das escolas conseguiram nota acima da média.

Por outro lado, alunos das escolas públicas federais tiveram desempenho muito superior. Apenas 19% dos colégios tiveram notas abaixo da média nacional. A nota média dessas escolas é de 568, maior do que a das privadas.

Leia também:

Enem 2011: entre melhores escolas, só 10% são públicas

Confira a lista com a nota de todas as escolas (arquivo .xls)

Confira a cobertura completa do Enem 2012