Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tetra Pak aposta em aceleração no segundo semestre

Por André Magnabosco

São Paulo – A Tetra Pak, maior fabricante de embalagens cartonadas do Brasil, prevê expandir em 4% as vendas neste ano, na comparação com 2011. O resultado deverá ser impulsionado principalmente pelos negócios do segundo semestre, uma vez que os primeiros meses de 2012 apresentaram resultados discretos de crescimento. “Vemos que a recuperação está acontecendo, com aceleração de pedidos na primeira semana de junho”, afirmou o vice-presidente de Estratégia de Negócios da Tetra Pak, Eduardo Eisler. “O segundo semestre está prometendo muito”, complementou o executivo na abertura da Fispal Tecnologia – Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas.

Diante de um primeiro bimestre fraco, consequência dos estoques elevados da indústria ao final do ano passado, a companhia acredita que ainda poderá crescer entre 3% e 5% Neste ano. Segundo Eisler, o número considerado mais provável de crescimento é de 4% em embalagens vendidas – a Tetra Pak superou a marca de 12 bilhões de embalagens comercializadas no ano passado. A expansão do faturamento da empresa, de aproximadamente R$ 4 bilhões em 2011, também deverá ficar em aproximadamente 4%.

Para atingir essa expansão, a companhia aposta no crescimento das vendas de recipientes para alimentos sólidos e no lançamento de produtos, caso da primeira garrafa cartonada do mercado brasileiro, cuja comercialização está prevista ainda para este ano. “Projetamos comercializar 130 milhões de embalagens de Tetra Recart, uma expansão de 15% em relação ao ano passado”, destacou o diretor executivo de Vendas Fernando Varella, em referência à embalagem desenvolvida para atender o mercado de alimentos sólidos.

Esse produto é, inclusive, uma dos principais apostas da Tetra Pak para atingir a meta de crescer em média 7% ao ano até 2020 e alcançar uma venda anual de 20 bilhões de embalagens no final do período. Desse total, aproximadamente 800 milhões de embalagens virão da tecnologia Tetra Recart, presente hoje na venda de milho e ervilha e, no futuro, em sopas, saladas de fruta e pratos prontos, entre outras opções.

Outro pilar da estratégia do crescimento da Tetra Pak é o investimento de aproximadamente R$ 200 milhões que será feito na fábrica de Ponta Grossa (PR), cuja capacidade será duplicada de 7 bilhões para 14 bilhões de embalagens. A primeira etapa da expansão deverá ser concluída em 2013 e a segunda, em 2015. “Esperamos uma aceleração do crescimento a partir de 2014”, destacou Eisler.