Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Shoppings esperam crescimento de 8,5% em 2015

Dados da entidade que representa o setor mostram que, apesar do número alto, vendas serão menores do que em anos anteriores

O setor de shopping centers no Brasil deve ter desaceleração de vendas em 2015, apesar da abertura de novos empreendimentos. Depois da alta de 10,1% nas vendas no ano passado, para 142,27 bilhões de reais, a expectativa para este ano é de um crescimento mais modesto, de 8,5%, divulgou nesta terça-feira a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

O presidente da entidade, Glauco Humai, afirmou que o desempenho esperado é “bastante razoável” diante do atual cenário econômico. Segundo ele, será um ano difícil com pressão inflacionária, juros mais altos e problemas estruturais relacionados à disponibilidade de água e de energia.

A Abrasce ainda espera a abertura de 26 novos shoppings em 2015 ante 24 novos shoppings em 2014. Previsão divulgada anteriormente apontava para a inauguração de 40 empreendimentos em 2014 e apenas 15 em 2015, o que mostra que alguns empreendimentos sofreram atraso.

Humai acrescentou que o adiamento dos lançamentos ocorreu devido a questões econômicas e de fatores como a demora na obtenção de licenciamento e menor disponibilidade de recursos para financiamento de projetos. Em 2014, as empresas do setor ficaram mais cautelosas com relação aos novos projetos depois da abertura de unidades com baixa taxa de ocupação.

Leia também:

Vendas em shoppings têm o menor crescimento em 8 anos

Metade dos shoppings planejados para 2014 foi adiada

Conjuntura – O Brasil encerrou 2014 com 520 shoppings distribuídos em 188 cidades, sendo que 18% deles contam com projetos de expansão. Dos 26 novos empreendimentos esperados para 2015, 16 serão construídos fora das capitais. Ao mesmo tempo, 12 cidades receberão seu primeiro shopping, A Abrasce estima um investimento de cerca de 16 bilhões de reais em aberturas e expansões neste ano.

(Com agência Reuters)