Rússia aceitou acordo para entrar na OMC, diz Geórgia

Por Álvaro Campos

Tbilisi – A Geórgia afirmou hoje que a Rússia aceitou suas condições em um acordo que abre caminho para os russos entrarem na Organização Mundial do Comércio (OMC), após 18 anos de espera. “É nossa vitória diplomática”, afirmou o presidente georgiano Mikhail Saakashvili, em um discurso veiculado pela televisão. “O que nós alcançamos hoje é um reconhecimento muito importante de quais são as fronteiras aduaneiras da Geórgia”.

O acordo entre Rússia e Geórgia acontece após meses de negociações com o intermédio da Suíça. As duas ex-repúblicas soviéticas não têm relações diplomáticas desde uma breve guerra em 2008. Segundo autoridades georgianas, o acordo deve ser assinado em uma semana. Acredita-se que, após a superação desse obstáculo, os russos devem ganhar acesso à OMC em meados de dezembro.

“Nós estamos felizes com o apoio da Geórgia ao projeto e que finalmente se chegou a um acordo”, disse o chefe da delegação de negociação russa, Maxim Medvedkov, segundo noticiado pela agência Interfax.

Sob os termos do acordo, um órgão internacional vai monitorar o comércio transfronteiriço nas regiões separatistas Abkházia e Ossétia do Sul, que têm o apoio de Moscou no movimento de independência. A Geórgia considera que o acordo é um reconhecimento da sua “integridade territorial”, já que acusa a Rússia de ocupar as duas regiões rebeldes. “É um princípio muito importante que até o ocupador aceita a monitoração internacional. Nossa posição é clara como cristal: ou isso ou a Rússia não se tornará membro da OMC”, comentou o presidente.

De acordo com o representante russo, uma empresa independente será contratada para auditar o comércio nas regiões rebeldes. Essa empresa também agiria como mediadora e meio de comunicação entre os agentes alfandegários da Rússia e da Geórgia. “O acordo é baseado na nossa proposta e não vai além da posição inicial da Rússia”, comentou Medvedkov.

A aceitação da Rússia deve ser colocada em votação em uma reunião de cúpula da OMC entre os dias 15 e 17 de dezembro. O Banco Mundial estima que a entrada do país no órgão deve elevar o Produto Interno Bruto (PIB) russo em até 11%, no longo prazo, com as empresas do país se tornando mais dinâmicas e uma melhora no clima de investimentos. As informações são da Dow Jones.