Presidente do BNDES rejeita aumento de empréstimos subsidiados

Paulo Rabello de Castro teve encontro com o presidente Michel Temer, de quem recebeu um pedido para dar atenção às micro, pequenas e médias empresas

O novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, que o banco fomento não vai acelerar o desembolso de crédito subsidiado a empresas.

“Os empresários não ditam o que o BNDES tem que fazer”, disse Castro a jornalistas. “Temos que começar a desapegar no Brasil da ideia do subsídio e os juros têm que convergir para a normalidade”, adicionou.

O executivo afirmou que o empresário brasileiro não precisa de subsídio e que o apoio do BNDES ao setor produtivo não deve ser medido por subsídios, mas pela disponibilidade de recursos”.

Castro esteve em Brasília nesta segunda para encontro com o presidente Michel Temer, de quem recebeu um pedido para dar atenção às micro, pequenas e médias empresas.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Ainda prefiro uma boa Refoma Tributária para que o empresário produza produtos baratos e haja consumo, do que o banco ficar emprestando dinheiro aos empresários.

    Curtir

  2. Almir Bohana

    Vamos ver se esse novo presidente vai ter a coragem de divulgar a real situação do banco com referencia
    aos empréstimos efetuados a outras nações e empresas ligadas a delações premiadas, principalmente
    das épocas Lula/Dilma (Iolanda, Janete, Luiza, etc.)

    Curtir

  3. Tá na hora dos empresarios pararem de pedir beneficios ao governo. Aqui temos os preços e lucros mais altos do mundo. Dá muito bem pra caminharem com as próprias pernas. Chega.

    Curtir