Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petróleo mantém alta devido a tensões geopolíticas

O petróleo fechou em alta nesta terça-feira, em Nova York, impulsionado por uma atualidade internacional que se mantém tensa, enquanto os investidores aguardavam os resultados das empresas nos Estados Unidos, que serão divulgados na quarta.

O barril de “light sweet crude” (WTI) para entrega em fevereiro teve alta de 93 centavos em relação à véspera, fechando a sessão a 102,24 dólares no New York Mercantile Exchange (Nymex).

“O mercado foi absolutamente impulsionado pelas tensões geopolíticas no Irã”, afirmou Rich Ilczyszyn, da empresa iitrader.com

Segundo o analista, o programa nuclear iraniano fixou os preços “oito ou nove dólares acima de onde deveriam estar”.

Os Estados Unidos advertiram no domingo que responderiam militarmente se o Irã bloqueasse o Estreito de Ormuz, passagem estratégica por onde passa aproximadamente 35% do tráfego marítimo do petróleo em nível mundial.

Na segunda-feira, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), subordinada à ONU, anunciou que o Irã havia iniciado a produção de urânio enriquecido a mais de 20% na usina de Fordo.

“O Irã desempenha um papel de primeira grandeza para manter os preços elevados, mas não parece que (este programa) seja suficiente para continuar influenciando o mercado de petróleo”, advertiu Phil Flynn, da PFG Best.

Outro elemento importante no mercado foi a queda da balança comercial na China. O excedente caiu para 155,140 bilhão de dólares em 2011, o que deverá abrir a porta a uma flexibilização monetária no segundo maior consumidor de petróleo do mundo, disse Ilczyszyn.

“Isto alimenta as especulações sobre as medidas para revitalizar a economia, o que soma elementos favoráveis à alta”, comentou Matt Smith, do Summit Energy (grupo Schneider Electric).