Petrobras vai recorrer da liminar que suspende venda da Gaspetro

Negócio foi fechado com a Mitsui em dezembro por 1,9 bilhão de reais, mas foi barrado pela Justiça na Bahia nesta semana

A Petrobras afirmou que ainda não foi intimada sobre liminar de juiz da Bahia que suspendeu a venda de 49% da Gaspetro à japonesa Mitsui, mas adiantou que recorrerá da decisão “mediante as medidas judiciais cabíveis”, de acordo com comunicado divulgado nesta quinta-feira.

A estatal disse que “finalizou esta operação de venda dentro da absoluta legalidade, e obteve todas as aprovações necessárias, sem restrições”, incluindo aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A venda da Gaspetro à Mitsui foi concluída em dezembro por 1,93 bilhão de reais. A liminar que barrou o negócio foi concedida pelo juiz federal João Paulo Pirôpo de Abreu, do município baiano de Paulo Afonso. Ela foi proferida na segunda-feira em resposta a uma ação popular movida por José Gama Neves, membro da comissão executiva do diretório estadual do partido Democratas na Bahia.

Leia mais:

Justiça suspende venda da Gaspetro pela Petrobras

(Com Reuters)