Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Opep diz que oferta global de petróleo está acima da demanda

LONDRES, 10 Mai (Reuters) – A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está bombeando petróleo suficiente para manter os mercados mundiais mais do que abastecidos, e a elevação dos preços internacionais tem ocorrido principalmente devido ao risco geopolítico, disse o grupo nesta quinta-feira.

A Opep disse que sua própria produção aumentou em abril para 31,62 milhões de barris por dia (bpd), com um maior fornecimento do Iraque e também por conta da recuperação da indústria do petróleo na Líbia.

O aumento do fluxo ajudou a baixar o preço do Brent em 15 dólares desde o pico de 128 dólares por barril em março.

“O aumento da produção de petróleo da Opep destaca a tendência atual de uma abundante oferta acima das necessidades do mercado”, disse a Opep em seu relatório mensal.

Fontes secundárias dizem que em abril a organização bombeou 1,62 milhão de bpd acima de sua meta de oferta e da demanda do seu próprio petróleo.

O óleo extra da Opep está preenchendo as lacunas causadas por uma série de interrupções inesperadas da oferta mundial de petróleo. A queda significou 1,3 milhão de bpd a menos no início de abril.

O grupo também tem compensado um declínio nas exportações do Irã, que enfrenta um agravamento das sanções ocidentais sobre seu polêmico programa nuclear.

Os números de produção relatados pelos membros da Opep à sede, em Viena, mostram uma taxa de bombeamento ainda maior.

Segundo dados de “comunicação direta” em março a produção da Opep foi estimada em 32,4 milhões de barris, contra os 31,3 milhões de bpd relatados pelas fontes secundárias.

Os níveis de produção informados diretamente pelos membros da Opep subiram mais em abril. O maior produtor, a Arábia Saudita, disse ter bombeado 10,1 milhões bpd em abril, cerca de 179 mil bpd acima dos volumes de março.

O Irã disse à Opep que sua produção em abril foi de 3,76 milhões de bpd, estável desde fevereiro, negando na prática, que o seu bombeamento foi afetado pelas sanções contra Teerã.

(Reportagem de Peg Mackey)