Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercados asiáticos revertem ganhos por temor da crise espanhola

TÓQUIO, 12 Jun (Reuters) – Os mercados acionários asiáticos reverteram nesta terça-feira os fortes ganhos anteriores, com os investidores longe de estarem convencidos de que um resgate aos bancos espanhóis abalados por dívidas irá evitar que a crise se espalhe pela Europa.

Investidores preocupam-se que o acordo do fim de semana pode agravar ainda mais a crescente dívida pública da Espanha, mesmo com as atenções voltadas para problemas na Itália e para as eleições do dia 17 de junho na Grécia, que podem determinar o futuro do bloco do euro.

Às 7h38, o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,24 por cento, após ter registrado seu maior ganho diário em quase cinco meses na sessão anterior.

A média de ações Nikkei, do Japão, recuou mais de 1 por cento, após Wall Street ter uma forte queda em uma liquidação de ações tardia.

“Os (esforços) de recapitalização para os bancos espanhóis foram cruciais porque, sem isso, a probabilidade de um default desordenado era muito, muito maior, e as ramificações para os bancos muito grande”, disse o chefe de investimentos para a Ásia do banco suíço Lombard Odier, Pranay Gupta.

“O otimismo desaparece quando a realidade morde. O foco está indo de um país para o outro”, afirmou, acrescentando que em um mês a Itália pode estar nas manchetes, assim como a Espanha no momento.

A bolsa de Cingapura subiu 0,33 por cento, a 2.797 pontos, enquanto Taiwan caiu 0,68 por cento e Hong Kong recuou 0,43 por cento. O índice referencial de Xangai teve queda de 0,70 por cento, mas Sidney avançou 0,23 por cento.

(Reportagem de Chikako Mogi; reportagem adicional de Manash Goswami em Cingapura)