Mantega diz que inflação já está controlada

Por Eduardo Rodrigues e Renata Veríssimo

Brasília – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou hoje que a inflação já está controlada no País, após o crescimento verificado no começo do ano. “Eu diria que esse problema está controlado. As commodities deixaram de pressionar a inflação nos últimos meses”, disse o ministro, na abertura da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o chamado “Conselhão”.

Mantega também lembrou as medidas monetárias e macroprudenciais tomadas pelo governo, também no sentido de reduzir a demanda e o crédito no País. “Significa que o governo não economizou esforços para deixar a inflação sob controle”, completou.

O ministro disse que a equipe econômica conseguirá manter a inflação dentro do limite superior da meta, que vai até 6,5%. “Desde 2005 temos cumprido as metas e em 2011 faremos isso mais uma vez”, afirmou.

Mantega, porém, não descartou a necessidade de novas medidas para controlar o aumento dos preços. “O combate à inflação é uma prioridade que será mantida e o governo continuará vigilante tomando todas as medidas necessárias”, adiantou. Segundo ele, a estratégia do governo, “embora implacável, não derrubou a economia”.

Medidas

Mantega afirmou que o governo brasileiro deverá tomar novas medidas cambiais e comerciais para combater práticas desleais de concorrência e a desvalorização artificial de moedas estrangeiras. “A competição para a venda de manufaturados no mercado internacional está muito acirrada. Existe muita capacidade instalada ociosa no setor, o que leva países a adotarem práticas desleais de concorrência”, disse o ministro. “Não vamos deixar a guerra cambial nos derrotar”, completou.

Segundo ele, até mesmo os Estados Unidos têm sido usado para a triangulação de mercadorias punidas por dumping no Brasil. “As mercadorias mudam de etiqueta e vêm para o País, e talvez por isso os EUA tenham superávit comercial com Brasil”, afirmou. “O governo está olhando e vai tomar medidas importantes nesse campo”, concluiu.

Agenda tributária

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reconheceu hoje que o atual sistema tributário brasileiro atrapalha a produção no País. Segundo ele, a chamada agenda tributária é um dos maiores desafios do Brasil para os próximos anos.

“Temos um sistema tributário antigo que atrapalha a produção. A carga tributária brasileira é alta e temos que continuar simplificando e desonerando a economia”, afirmou. O ministro destacou a proposta de reforma que vem sendo tocada pelo governo, que passa principalmente pela redução e unificação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) interestadual e pela desoneração da folha de pagamento.

Mantega também citou como desafios para o futuro próximo a redução da pobreza, maiores avanços na educação e na ciência e tecnologia, além da necessidade de ampliação da infraestrutura do País. “Outra agenda prioritária é a da competitividade. Reduzindo custos de serviços e de infraestrutura poderemos enfrentar outros países em pé de igualdade”, completou.