Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manifestantes protestam em frente a casas de milionários em Nova York

Participantes pedem que os americanos ricos paguem mais impostos

Mais de 500 pessoas marcharam em Manhattan nesta terça-feira para literalmente levar o movimento de protesto “Ocupemos Wall Street” para áreas onde vivem alguns dos mais poderosos empresários dos Estados Unidos.

Em resposta à repressão sofrida pelos companheiros de protesto em Boston, na madrugada de segunda para terça, os manifestantes atravessaram uma área do Upper East Side – bairro nobre de Nova York onde moram, por exemplo, o magnata da imprensa Rupert Murdoch e o industrial conservador David Koch.

“JPMorgan, you’re no good! People need a Robin Hood!” (“JPMogan, você não é bom! O povo precisa de um Robin Hood”), gritaram, em coro, em frente à luxuosa residência do chefe executivo da consultoria JP Morgan, Jamie Dimon.

No itinerário dos manifestantes também estava a casa do rico prefeito da cidade, Michael Bloomberg, que, nesta segunda-feira, comprometeu-se a deixar que os manifestantes ficassem na praça Zucotti, no distrito financeiro de Lower Manhattan, desde que respeitem a lei.

Fazer com que os americanos mais ricos paguem mais impostos é uma das demandas básicas do movimento “Ocupemos Wall Street”, de sua base de apoio da esquerda e dos sindicatos, bem como de outros grupos que se espalharam pelos Estados Unidos nas últimas semanas.

Nas primeiras horas desta terça-feira, a polícia de Boston deteve 129 manifestantes, em um dos maiores incidentes ocorridos até agora no movimento “Ocupemos Wall Street”.

(com Agência Estado)