Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grandes bancos dos EUA mascararam seus riscos, diz jornal

Os grandes bancos dos Estados Unidos reduziram temporariamente os níveis de suas dívidas logo antes de divulgarem suas contas nos últimos cinco trimestres, fazendo parecer que suas contabilidades eram menos arriscadas, afirmou o Wall Street Journal, citando dados do Federal Reserve de Nova York.

O jornal informou nesta sexta-feira que 18 bancos, incluindo o Goldman Sachs, Morgan Stanley, J.P. Morgan Chase, Bank of America e Citigroup abrandaram o nível de suas dívidas para financiar negociações de títulos ao reduzi-las a uma média de 42% no fim de cada período.

Os bancos aumentaram seus endividamentos no meio de trimestres consecutivos, apontou o jornal.

O Citi, Bank of America, Goldman Sachs, JPMorgan Chase e Morgan Stanley não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto quando contatados pela Reuters.

A alavancagem excessiva dos bancos foi uma das causas que levaram à crise global de 2008.

Devido à crise de crédito, os bancos se tornaram mais sensíveis quanto à divulgação dos níveis de suas dívidas e riscos, receosos sobre o impacto em suas ações e ratings de crédito, explicou o jornal.

O Federal Reserve Bank of New York não pôde ser contatado imediatamente pela Reuters.

(Com agência Reuters)