Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA criam mais vagas em janeiro — mas desemprego aumenta

Foram criadas 257 mil vagas, ante expectativa de 237 mil; taxa de desemprego subiu de 5,6% para 5,7%

A economia dos EUA criou 257 mil empregos em janeiro, segundo relatório publicado nesta sexta-feira pelo Departamento do Trabalho. O resultado veio acima da expectativa de analistas consultados pela Dow Jones, que previam a abertura de 237 mil vagas.

Além disso, os números de dezembro e novembro foram revisados para cima, com criação de 147 mil vagas a mais. Em dezembro, foram gerados 329 mil postos de trabalho, ante a estimativa original de 252 mil. Em novembro, foram abertas 423 mil vagas, ante a leitura anterior de 353 mil empregos. O resultado de novembro foi o maior ganho geral registrado desde maio de 2010 e também o mais elevado no setor privado desde setembro de 1997.

Leia também:

Obama pede US$ 8,8 bi ao Congresso para combate ao EI

EUA: inflação permanece no patamar mais baixo em cinco anos

Obama propõe novo imposto sobre empresas do setor financeiro

O salário médio por hora no país subiu 12 centavos de dólar em janeiro, para 24,75 dólares. Na comparação anual, houve aumento de 2,2% nos salários.

Taxa de desemprego – A taxa de desemprego nos Estados Unidos, que é calculada por uma pesquisa separada da que mede o número de postos de trabalho criados no país, subiu para 5,7% em janeiro, de 5,6% em dezembro. Economistas previam que a taxa cairia para 5,5%.

De acordo com a pesquisa, a taxa aumentou porque a força de trabalho cresceu à medida que mais norte-americanos passaram a buscar emprego, em um sinal de crescente confiança na economia.

(Com Estadão Conteúdo)