Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em meia hora, Petrobras perde mais de R$ 4 bi em valor de mercado

Montante passou de R$ 107 bi para R$ 103 bi em 36 minutos, após rumor sobre possível barateamento da gasolina para frear concorrência

A notícia de que a Petrobras considera reduzir preços de combustíveis e abrir mão de parte do reforço de caixa, divulgada pela Bloomberg, pouco depois das 16 horas, provocou uma perda bilionária no valor de mercado da estatal. Às 16h10, o montante, que totalizava 107,75 bilhões de reais caiu para 103,37 bilhões de reais às 16h46, um recuo de 4,37 bilhões de reais em 36 minutos, segundo cálculos feitos pela consultoria Economatica.

Conforme duas fontes consultadas pela Bloomberg, o motivo que levaria a Petrobras a reduzir os preços de gasolina e diesel seria a concorrência crescente de importadores de combustíveis, o que poderia fazer com que a estatal perdesse controle de mercado.

Durante o pregão, outro fator que pressionou o desempenho dos papéis da companhia foi a notícia de que a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) aplicou multa de 18,7 milhões de reais à Petrobras por irregularidades em duas plataformas.

No fim da sessão, as ações tiveram uma leve recuperação e escaparam de fechar nas mínimas. As ordinárias (ON, com direito a voto) terminaram em queda de 2,54%, no menor nível desde agosto de 2004. Já as ações preferenciais (PN, sem direito a voto), terminaram com retração de 3,25%, no menor patamar desde maio de 2005, ainda de acordo com dados da Economatica.

Leia mais:

Em 4 anos, apenas 7 ações da Bovespa têm ganho

Ibovespa cai e Petrobras vai ao menor valor desde 2004

Entrada de estrangeiros na Bolsa é a maior desde 2009, mas cenário não é promissor

Bovespa – A perda dos papéis da Petrobras, no entanto, foi compensada pelo avanço dos ações de bancos, da Vale, de siderúrgicas. Com isso, após três pregões no vermelho, o Ibovespa, principal índice, subiu 1,02%, a 48 mil pontos, próximo da máxima de 48.061 pontos.