Dow Jones fecha em baixa de 1,65%

Nova York, 10 abr (EFE).- O índice Dow Jones Industrial, o principal de Wall Street, fechou em baixa de 1,65% nesta terça-feira, influenciado pelas preocupações sobre a crise de dívida europeia e o nervosismo gerado pelo início da temporada de resultados empresariais.

Pelos dados provisórios, esse indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, perdeu 213,66 pontos, para 12.715,93. Já o índice seletivo S&P 500 caiu 1,71%, e o indicador da bolsa eletrônica, a Nasdaq, recuou 1,83%.

As quedas ocorreram um dia depois de os investidores nova-iorquinos reagissem com grande decepção aos números de geração de emprego nos EUA no mês passado e em um dia marcado pelo nervosismo em torno do início da temporada de resultados após o fim da sessão, com as contas da Alcoa.

O produtor de alumínio fechou o dia com queda de 2,92%, mas nas operações eletrônicas posteriores ao fechamento, as ações avançavam com sólidos 5,26%.

As perdas em Wall Street aumentaram por volta do meio da sessão coincidindo com o fechamento dos mercados europeus, que concluíram com fortes quedas.

Dos 30 que compõem o Dow Jones, 29 fecharam em terreno negativo, liderados pelo Bank of America (-4,37%), o fabricante de máquinas pesadas Caterpillar (-3,03%), o grupo Walt Disney (-2,66%), a Boeing (-2,53%) e a rede de lojas Home Depot (-2,41%).

O valor de mercado do gigante tecnológico Apple superou nesta terça-feira momentaneamente os US$ 600 bilhões, tornando-se a segunda empresa a alcançar esse recorde, atrás apenas da Microsoft (-2,03%).

No entanto, o criador do iPad não conseguiu manter os lucros e fechou em baixa de 1,22%, situando sua capitalização em torno de US$ 586 bilhões. EFE