Dona da Sufresh pede recuperação judicial para evitar falência

Empresa tem dívida de mais de 100 milhões de reais com a Receita Estadual paulista

A WOW Nutrition, dona das marcas Sufresh e Feel Good, entrou com pedido de recuperação judicial. O pedido acontece depois de a Secretaria da Fazenda do Governo do Estado de São Paulo proibir a empresa de comercializar seus produtos.

A empresa diz que a medida é uma maneira de evitar falência enquanto ela perde capacidade de pagar suas dívidas.

Segundo a WOW, os grandes investimentos feitos em 2014 para atender a demanda aumentou o nível de endividamento da companhia. O mercado teria ficado ainda pior durante os anos de 2015 e 2016, quando o setor sofreu com a forte queda de vendas. “A principal categoria para a empresa, composta pelos néctares de frutas, encolheu 27% em decorrência da crise econômica”, afirmou a companhia em comunicado.

A WOW enumerou três fatores que prejudicaram a empresa nos últimos três anos. “A redução do volume de vendas, a elevação de custos causada por aumento de dólar e quebra de safras de frutas afetaram negativamente a geração de caixa da companhia”. O cenário também teria sido agravado pelo aumento expressivo da taxa de juros, combinado ao ambiente restritivo de crédito.

A empresa ainda ressaltou que o pedido de recuperação judicial foi a única maneira de prosseguir com as operações, mantendo os mercados abastecidos e preservando empregos diretos e indiretos em sua cadeia produtiva em São Paulo e em todo o Brasil.

Operação

Deflagrada no dia 5 de junho deste ano, a investigação apurava irregularidades da WOW Nutrition desde 2014. A empresa é acusada de não repassar cerca de 90 milhões de reais em débitos de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) ao Estado. Com a infração, de acordo com a Fazenda, a WOW Nutrition conseguia atuar com um capital de giro maior e ganhar mercado dos concorrentes.

A Secretaria da Fazenda do Governo do Estado de São Paulo, que comandou a operação, bloqueou a emissão de notas fiscais, impedindo o funcionamento da empresa.

Na época, a WOW Nutrition reconheceu que tem dívidas com a Receita Estadual paulista. “Possuímos créditos superiores a 100 milhões de reais, valor maior que a dívida alegada pelo órgão. Em junho de 2016, a WOW solicitou um reprocessamento de débitos e créditos estaduais e, até o momento, não houve a conclusão dessa solicitação por parte da Secretaria da Fazenda”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Desgraça deste país. Juros e carga tributária exorbitantes!

    Curtir

  2. Luiz Carlos Porto

    Se paga os impostos a empresa não consegue crescer, se não cresce não pode gerar mais empregos

    Curtir

  3. Mais desemprego na terra onde o estado quer sugar tudo, escravidão o povo é as empresas.
    Só uma revolução de verdade para mudar o Brasil

    Curtir

  4. Sergio Augusto

    O Estado de SP e a Coca Cola duas raposas rasteiras, nenhuma empresa sobrevive no Brasil.

    Curtir