Déficit comercial dos EUA tem queda de 3,5% em 2012

Houve queda no déficit comercial com a China devido ao fluxo menor de importações do país asiático. Superávit comercial em relação ao Brasil aumentou na comparação anual

O déficit comercial dos Estados Unidos sofreu uma queda mais intensa do que se previa em dezembro, para 38,54 bilhões de dólares, segundo divulgou nesta sexta-feira o Departamento do Comércio. O dado veio bem abaixo da estimativa de analistas, que previam déficit de 45,5 bilhões de dólares. Já o déficit de outubro foi revisado para baixo, a 48,61 bilhões de dólares, da leitura original de déficit de 48,73 bilhões de dólares. O recuo no déficit comercial norte-americano de dezembro, de cerca de 21% em relação ao mês anterior, foi o maior em quase quatro anos.

Em todo o ano de 2012, o déficit na balança comercial dos EUA foi de 540,4 bilhões de dólares, 3,5% menor que o déficit de 559,9 bilhões de dólares verificado no ano anterior.

Além da queda nos preços do petróleo, o volume importado da commodity em dezembro caiu 8,3%, para 222,9 milhões de barris, ante 243 milhões de barris em novembro, atingindo o nível mais baixo desde 1997. Ao mesmo tempo, o valor das exportações atingiu o recorde de 11,6 bilhões de dólares no último mês do ano passado.

Com a China, um dos maiores parceiros comerciais dos EUA, o país teve um déficit comercial de 24,45 bilhões de dólares em dezembro, 15,5% menor que em novembro. As exportações norte-americanas para o gigante asiático tiveram uma queda marginal de 212 milhões de dólares, a 10,38 bilhões de dólares, e as importações recuaram quase 12%, a 34,84 bilhões de dólares.

Já com a zona do euro, o déficit comercial dos EUA diminuiu quase 30%, a 7,51 bilhões de dólares, com as importações da região recuando 10% e as exportações avançando aproximadamente 3%. Na balança comercial com o Brasil, os Estados Unidos tiveram superávit de 11,6 bilhões de dólares, ante 11,2 bilhões de dólares verificados em todo o ano de 2011.

No total, as exportações dos EUA cresceram 2,1%, para 186,37 bilhões de dólares, de 182,49 bilhões de dólares em novembro, sem ajuste da inflação. As importações caíram 2,7% em dezembro, para 224,91 bilhões de dólares, de 231,10 bilhões de dólares no mês anterior.

Segundo o Departamento do Comércio, o déficit real, que é ajustado pela inflação e que os economistas usam para medir o impacto do comércio exterior no PIB, caiu para 44,14 bilhões de dólares em dezembro, de 51,80 bilhões de dólares no mês anterior.

Leia também:

Balança comercial tem pior superávit em 10 anos em 2012

(Com Estadão Conteúdo)