China inaugura usina solar em formato de panda

A planta Datong tem capacidade instalada de 100 MW (megawatt)

O grupo chinês CMNE (China Merchants New Energy), um dos principais investidores em energia solar do país, acaba de inaugurar a primeira de uma série de usinas em formato de panda, animal símbolo da China.

A central solar Datong, que fica na província Shanxi, tem capacidade instalada de 100 MW (megawatt) —50 MW já foram conectados à rede.

Segundo a CMNE, em sua capacidade total, a usina poderá oferecer 3,2 bilhões de kWh (quilowatt-hora) de energia verde em 25 anos, “o equivalente a economizar 1,056 milhões de toneladas de carvão ou a reduzir 2,74 milhões de toneladas de emissões de dióxido de carbono”, afirma a empresa em nota.

O projeto foi lançado em maio de 2016, como parte de um acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) para construir centrais solares com formato de panda.

A empresa diz que a iniciativa “é de grande importância para a implementação global de energia verde, a comunicação do conceito verde e a transformação de energia.”

Nos próximos cinco anos, o programa “Panda 100” construirá plantas solares no mesmo estilo em diversas regiões da China.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Robson La Luna Di Cola

    As grandes corporações do setor petrolífero não devem estar gostando da notícia!

    Curtir

  2. Veja, sinto informar que vocês foram trollados mais uma vez.

    Curtir