Carnes de frigoríficos investigados passam em teste de qualidade

Foram analisados os aspectos físico-químicos dos alimentos, além de avaliação microbiológica de dez produtos

Carnes de frigoríficos investigados na Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, passaram no primeiro teste de qualidade encomendado pela Secretaria de Saúde do Paraná. O Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen-PR) analisou amostras de carnes e embutidos da Friboi (JBS), Novilho Nobre (Transmeat), Sadia (BRF), Seara (JBS), Perdigão (BRF) e Italli (Peccin).

Segundo a secretaria, os resultados foram satisfatórios para os dez alimentos analisados. “Por conta própria, organizamos análises pelo nosso laboratório para verificar se os alimentos que circulam em nosso Estado podem trazer algum risco para a saúde dos consumidores”, disse o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto.

 

Segundo a secretaria, a coleta do primeiro lote de amostras foi feita entre segunda e terça-feira (20 e 21) pela vigilância sanitária do município de Curitiba.

Foram analisados os aspectos físico-químicos dos alimentos, levando em consideração a legislação para cada tipo de produto. A análise envolveu a pesquisa de nitrito e sulfito (utilizados como conservante), e determinação de PH – que pode indicar contaminação pela toxina botulínica).

As amostras também passaram pela avaliação microbiológica. “A análise microbiológica serve para obtermos informações sobre as condições de higiene do alimento durante sua produção, processamento, distribuição, armazenamento. Ele pode identificar uma contaminação bacteriana”, detalha o chefe da Divisão de Laboratórios de Vigilância Sanitária, André Dedecek.

Os laudos serão enviados ao Ministério da Agricultura e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para auxiliar nas investigações. A operação apura um esquema de corrupção envolvendo fiscais e frigoríficos.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Resumindo, a palhaçada só serviu para arrebentar ainda mais a economia, causar desemprego e aparecer na tv.

    Curtir

  2. Robson La Luna Di Cola

    Já vão voltar a anunciar nas revistas e páginas da internet da Editora Abril? kkk

    Curtir

  3. José Antonio Debon

    É isso ai tudo não passou de uma grande armação dos 2 grandes ( JBS e BRF) + a imprensa para quebrar os pequenos frigoríficos do Paraná. Agora os pequenos já estão quebrados,demitindo funcionários ou serão comprados e fechados pelos grandes para eliminar a concorrência.

    Curtir

  4. Francisco Lemos

    claro que passou. algum deles mandaria carne podre pra analise a altura dos acontecimentos?
    quando essa nova safra de carne boa chega ao consumidor brasileiro? Daqui a uns seis meses?

    Curtir

  5. A única coisa estragada foi aquela operação midiática e irresponsável da PF contra seu país! Coisas de Brasil!

    Curtir

  6. Marco Ferrari

    se eu fosse a brf processava todo mundo. até os brasileiros.

    Curtir

  7. idiota, este teste é após a operação. temporariamente a carne será saudável depois retornará ao estado embebido em sangue podre, troxa

    Curtir

  8. Ah, se os testes tivessem sido feitos por cientistas da NASA amanhã mesmo eu iria comprar carne da BRF.

    Curtir

  9. Francisco Lemos

    QUando essa carne boa vai chegar aos brasileiros? Antes, teremos de comer toda carne rejeitada pelo mundo afora. Talvez um ano ou mais.

    Curtir

  10. Francisco Lemos

    Pior, a carne rejeitada pelo mundo afora sera vendida aos brasileiros com o rotulo de “tipo exportacao”. Mais cara, claro.

    Curtir