BC surpreende e reduz juros para 13%

Corte de 0,75 ponto porcentual na Selic anunciado pelo Copom nesta quarta-feira superou as apostas da maior parte dos analistas

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central cortou novamente a Selic, a taxa básica de juros do país, que agora está em 13%. A decisão anunciada nesta quarta-feira, tomada por unanimidade, foi de corte de 0,75 ponto porcentual.

Essa é a terceira redução consecutiva nos juros, mas as anteriores haviam sido de 0,25 ponto porcentual cada uma.

Entre as razões para o corte de 0,75, o Copom cita a perda de força na inflação em ritmo maior que o esperado e a piora nas expectativas para o crescimento da economia. “A evidência disponível sinaliza que a retomada da atividade econômica deve ser ainda mais demorada e gradual que a antecipada previamente”, disse a instituição em nota. 

O Copom chegou considerar uma redução menor – de 0,5 ponto porcentual, para 13,25% – como era esperado pelo mercado. Mas afirma que o momento já é propício para iniciar um ciclo maior de cortes.  “Entretanto, diante do ambiente com expectativas de inflação ancoradas, o Comitê entende que o atual cenário, com um processo de desinflação mais disseminado e atividade econômica aquém do esperado, já torna apropriada a antecipação do ciclo de distensão da política monetária, permitindo o estabelecimento do novo ritmo de flexibilização”, diz o comunicado. A redução de 0,5 ponto porcentual na Selic foi a aposta do Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira

A inflação oficial medida pelo IPCA fechou 2016 em 6,29%, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.  O resultado veio abaixo do teto da meta oficial – de 6,5% – e também abaixo da expectativa medida pelo Focus, de 6,35%.

A Selic é a taxa usada como referência para definir os juros pagos em diversos contratos do sistema financeiro, de empréstimos para a compra de imóveis a cartões de crédito.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Democrata Cristão

    Demorou!

    Curtir

  2. persianasflaci.blogspot.com

    otima noticia ,, mas poderia ter cortado mais ..

    Curtir

  3. José Roberto

    Valeu Presidente Temer!

    Curtir

  4. Jorge Luís dos Santos

    Decisão irreal e artificial. O descalabro na economia deixado pelas facções criminosas PT-PMDB não sustentará o afago. Não há motivos para otimismos num contexto tão deletério como o nosso. A IRREALIDADE É UM ASPECTO DA MENTIRA!

    Curtir

  5. Uma das maiores mentiras contadas ao publico e que um pais precisa de um Banco Central. Os Estados unidos nunca tiveram inflação ate a criação de um Banco Central. A única função de um banco central e proteger os banqueiros.

    Curtir

  6. Fred Mancila

    A maior taxa do mundo…Tudo isso para esconder a ineficiencia do Estado e esconder SUA inflação.

    Curtir

  7. Ataíde Jorge de Oliveira

    O Mercado não é mais äQUeLLe!
    — P…

    Curtir