Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após revisão, dados oficiais confirmam piora da economia espanhola

Na comparação anual, queda do do PIB no segundo trimestre foi de 1,3%, pior do que as estimativas iniciais de 1,0%

A economia da Espanha encolheu ainda mais no segundo trimestre e a queda do consumo doméstico se acelerou, sinalizando uma recessão prolongada conforme o país avança com os esforços para reduzir seu déficit público.

O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 0,4% no segundo trimestre do ano, de acordo com os dados finais que confirmaram uma leitura preliminar. Mas na comparação anual a queda foi de 1,3%, pior do que as estimativas iniciais de 1,0%.

Leia mais:

Espanha usará € 60 bilhões para ajudar os bancos

Espanha revisa para baixo crescimento de 2011, de 0,7% a 0,4%

A economia da Espanha caiu de novo em recessão no primeiro trimestre, quando a produção recuou 0,3%, e as estimativas do governo mostram que o PIB provavelmente encolherá neste ano e no próximo conforme avança com as medidas de redução de déficit.

Os dados foram divulgados um dia depois da Espanha dizer que sua economia teve uma performance bem menor do que o esperado nos últimos dois anos.

Nesta terça-feira, o Instituto Nacional de Estatísticas (INE) também revisou para baixo o PIB do quarto trimestre de 2011, para queda de 0,5% ante recuo de 0,3% anteriormente.

Perto de custos de empréstimos recordes e com uma economia mostrando poucos sinais de recuperação em breve, a Espanha se aproxima de pedir um resgate europeu, o que para analistas é apenas uma questão de tempo. O país já negociou até 100 bilhões de euros em ajuda para seus bancos.

Os dados desta terça-feira mostraram que as exportações garantiram algum suporte para a economia, ao crescerem 3,3% no segundo trimestre na comparação anual. Mas a demanda nacional recuou 3,9%, após uma queda revisada de 3,2 por cento no primeiro trimestre.

(Com agência Reuters)