Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ajuda para Espanha reduz chance de evento extremo

Por Eduardo Cucolo e Fernando Nakagawa

Brasília – O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, avaliou de forma positiva a recente oferta do empréstimo de 100 bilhões de euros para os bancos espanhóis. “Os 100 bilhões de euros serão importantes para retomar a estabilidade. Reduz a chance de evento extremo na economia”, disse ele nesta terça-feira, durante audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal.

Tombini tranquilizou os senadores quanto à possibilidade de contaminação do Brasil via bancos estrangeiros que operam em mercados com problemas, especialmente aqueles da Espanha. O presidente do BC lembrou que as regras brasileiras são restritas e exigem a abertura de um banco integral no Brasil. “Desde 1998, estrangeiros só abrem um banco no País com capital e liquidez exigidos pelas regras”, afirmou.

Outro exemplo citado foi a impossibilidade de que instituições financeiras estrangeiras captem recursos de investidores brasileiros em solo nacional para emprestar em outros países. Tombini lembrou que essa operação é proibida.