Blogs e Colunistas

Cid Gomes

08/07/2014

às 16:05

Cid Gomes tenta invadir vestiário da Seleção e é barrado por um voluntário a serviço da Fifa; rapaz diz ter sido agredido; governador nega. Ou: O jeito “Ferreira Gomes” de resolver pendengas

Vejam esta foto. Vocês vão entender o que ela faz aí.

Anderson Feitoza e David Luiz

Ai, ai…

Vocês sabem que há gente que gosta muito de futebol, muito mesmo! Gosta de tudo o que envolve este notável esporte em que 20 homens correm atrás da mesma bola, havendo dois outros cuja tarefa é impedir que ela atravesse um pedaço delimitado de cada um dos respectivos lados menores do retângulo. E a admiração irrestrita pelo ludopédio, em alguns casos, não reconhece limites — nem mesmo, ou especialmente, os do vestiário. É o caso do governador Cid (PROS), do Ceará, da família Gomes, que parece ser adepta de um método. Vamos ver.

O busílis é o seguinte. Depois da partida em Fortaleza entre as Seleções do Brasil e da Colômbia, Cid tentou invadir — e a palavra é mesmo essa, como admite, sem querer, nota oficial do próprio governador — o vestiário dos canarinhos. Levava consigo uma “Brasuca”, que, segundo diz, queria que fosse autografada pelos jogadores. Sabem como é… Governador, uma verdadeira “otoridade”, Cid não quis esperar ou, sei lá, recorrer a algum intermediário para que levasse a pelota até os heróis da tarde. Preferiu ir ele mesmo, em pessoa, para experimentar, um pouco que fosse, do calor e da excitação da vitória. A paixão excessiva cega, não é?

Mas Cid não conseguiu entrar. Não tinha credencial. Muita gente reclama do que seria a arrogância apátrida da Fifa, que impõe o seu padrão aonde quer que vá. Até eu, confesso, cheguei a me irritar certa feita. Vejo agora que era um resquício de caipirice da minha parte. A regra imposta pela organização tem ao menos o condão de impedir que arrogantes locais imponham a sua vontade apenas porque são, afinal, “otoridades”.

Cid não atravessou a linha que dá acesso ao vestiário. Foi barrado por um rapaz chamado Anderson Feitoza, também ele cearense. Era um dos voluntários que estavam trabalhando para a Fifa. Segundo o relato, o governador, “aparentemente embriagado”, lhe desferiu um tapa no pescoço e o chamou de “abestado”, o que teria chamado a atenção do jogador David Luiz, que interveio, então, em defesa do rapaz. Anderson ganhou uma camisa autografada e ainda posou para a foto que se vê lá no alto, em companhia do próprio David Luiz e de Thiago Silva, os dois heróis daquele dia. Leiam o relato que o jovem postou no Facebook. Volto em seguida.

Anderson Feitoza - texto

Voltei
Pois é… A Folha procurou a assessoria de Cid Gomes, que emitiu uma nota negando a agressão, mas não a tentativa de invasão do vestiário: “Não procede a informação sobre uma agressão minha a um segurança que atuava na Arena Castelão”. Cid parece achar que sua condição lhe dá, realmente, direitos especiais: “Eu, como governador do Estado, me empenhei pessoalmente para que a Copa do Mundo acontecesse em Fortaleza em clima de paz”. A assessoria admite, sim, que ele tentou levar a bola para ser autografada, que foi barrado por estar sem credencial e que protestou, mas de maneira “contida e civilizada”.

Sei, sei…

No dia 12 deste mês, Cid se envolveu num quase acidente de carro com o jovem Samir Jereissati, filho de Demétrio Jereissati, que é primo de Tasso. Segundo o rapaz, o governador iria bater no seu carro, e ele, então, buzinou. Cid desceu, cercado por seguranças, para tomar satisfações. Vejam o vídeo.

A situação é meio confusa, sim, mas o fato é que se vê ali o governador, vamos dizer?, tentando resolver a coisa na base da valentia. Há quem diga que o rapaz poderia estar embriagado, o que é negado por familiares. Ainda que estivesse, é evidente que o comportamento que se vê não é adequado à autoridade máxima do Ceará.

Ocorre que esse estilo “saio no braço” parece ser um modo que tem os Ferreira Gomes de fazer política — ou, ao menos, de se mostrar em público. Há um vídeo impressionante de Ciro Gomes, o irmão mais famoso de Cid, num ato político na cidade de Carnaubal. Vejam até o fim:

Voltei
Dizer o quê? Reparem que, quando ele desce do palanque para pegar alguém no muque, um séquito desce atrás. Ciro já foi considerado, quem diria?, um renovador da política. Pois é… Notem o tom paternalidade e autocrático do discurso. Sem contar que o tempo parece ter se encarregado de lhe conferir também o “physique du rôle” de um “coroné” à moda antiga, não é mesmo? “Estepaiz” ainda vai se transformar numa República, tenho fé! Mas como demora!!!

Por Reinaldo Azevedo

13/09/2013

às 20:01

Atenção, leitor do Ceará! Cid Gomes quer levar a sua sogra para passear

Que preguiça!

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), disse ter advertido o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), sobre o risco de a eventual candidatura deste servir aos reacionários:

“Nosso campo é progressista, e eu me preocupo que uma candidatura nossa possa cumprir o papel apenas de servir ao reacionarismo e ao conservadorismo do Brasil”.

Muito bem! Cid, o progressista, promete distribuir caviar a todos os pobres e afirmou ainda que vai dar carona em jatinhos a todas as sogras do Ceará, não apenas à sua. Afinal, ele é um progressista!

Que safra de políticos é esta, santo Deus?!

 

Por Reinaldo Azevedo

28/02/2013

às 20:40

Mesmo a serviço de Lula, Cid Gomes, governador do Ceará, é sonoramente vaiado por petistas

Pois é… A caravana ambulante que comemora os 10 anos da chegada do PT ao poder (pouca gente se dá conta do cerne autoritário de uma comemoração como essa; ainda volto ao assunto em texto mais alentado) desembarcou em Fortaleza, capital do Ceará. Cidade e estado são administrados pelo PSB — pelo prefeito Roberto Cláudio e pelo governador Cid Gomes, irmão de Ciro.

Ambos foram sonoramente vaiados pelos petistas, embora os irmãos Gomes estejam, no momento, cumprindo uma tarefa encomendada por Lula: tirar Eduardo Campos, governador de Pernambuco, do caminho. Ciro já declarou que o líder máximo de seu partido não pode ser candidatar à Presidência porque não tem proposta para o Brasil. Nesta quinta, foi a vez de Cid dar a sua estocadinha: defendeu que o PSB tenha o lugar de vice na chapa de Dilma em 2014 — vale dizer: que Campos não se candidate.

Por Reinaldo Azevedo

26/02/2013

às 4:19

Três dias depois de Ciro Gomes ter atacado Eduardo Campos, Dilma recebe Cid, o irmão, no Palácio

No Estadão:

Em estratégia articulada com seu padrinho político, Luiz Inácio Lula da Silva, a presidente Dilma Rousseff começa a atuar para minar as pretensões do governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, de se tornar seu possível adversário em 2014. Em meio a confrontos explícitos de duas alas do PSB, Dilma recebe hoje o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), no Planalto.

O encontro ocorre quarenta e oito horas depois das declarações do ex-ministro Ciro Gomes, que é irmão de Cid e criticou Campos (PSB), dizendo não ver nele um político preparado para comandar o Brasil. Lula também vai se reunir com Cid, na quinta-feira, em Fortaleza. Quer o apoio do governador para a reeleição de Dilma.

“Eduardo Campos, Aécio e Marina não têm nenhuma proposta, nenhuma visão”, afirmou o polêmico Ciro Gomes à rádio “Verdes Mares” no sábado, desqualificando também o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e a ex-ministra Marina Silva (Rede Sustentabilidade), outros potenciais adversários de Dilma.

Apesar de muito irritado, Campos preferiu não polemizar com o correligionário. “Discordo da opinião dele e essa não é a opinião do partido”, reagiu o presidente do PSB ontem, depois de fazer palestra na abertura de seminário promovido pela revista Carta Capital, no Recife, com o tema “Nordeste: como enfrentar as dores do crescimento”.

“Isso não é nenhuma novidade. Ele (Ciro) vem falando isso, só que desta vez falou em relação a Dilma, a Aécio, a Marina, a todos”, desconversou Eduardo Campos. O vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, lamentou o que definiu como “opinião desinformada” de Ciro sobre Eduardo Campos.

Indagado se o caminho de Ciro será a saída do PSB, Campos observou que o partido é democrático e as pessoas têm o direito de ter suas opiniões. “Mas o debate sobre o que o partido vai fazer ou deixar de fazer deve ser travado no momento certo, nas instâncias certas”, ponderou.

Apesar de a cúpula do PSB classificar a crítica de Ciro como “voz isolada no partido”, há uma ala da legenda dominada pelos irmãos Gomes. Nesse cenário, a ação de Lula e Dilma dá força política a Cid e Ciro justamente no momento em que Eduardo Campos começa a se movimentar para a sucessão de 2014.

O jogo, porém, não é tão simples assim. Dois ministros ouvidos pelo Estado consideraram arriscada a estratégia de prestigiar os irmãos Gomes como contraponto ao governador de Pernambuco e disseram que Lula e a presidente vão agir “no fio da navalha” para não melindrar nenhum dos lados do PSB, que integra a base aliada.
(…) 

Por Reinaldo Azevedo

12/08/2011

às 18:27

Cid Gomes e o exame de próstata: “Est modus in rebus”!

Ah, qual é?

Sei lá se é alguma corrente organizada por amigos do governador, o fato é que veio um monte de gente encher o meu saco, acusando de desrespeitosas as considerações que fiz sobre Cid Gomes (PSB), governador do Ceará. Desrespeitoso? Eu??? Vão caçar sapo!

Um governador de estado, ao lançar um programa de prevenção contra o câncer de próstata, faz piada sobre dedo no fiofó ao se referir a um exame clínico contra o qual já há grande (e suicida) preconceito, e eu é que sou desrespeitoso? E ainda o fez na presença da presidente da República? Sem trocadilho sonoro, tenho de apelar a Horácio: “Est modus in rebus”!!!

Por Reinaldo Azevedo

12/08/2011

às 6:15

Cid Gomes, um macho cearense, e o dedo no exame de próstata

Cid Gomes é aquele governador do Ceará (PSB) que transpira masculinidade. A gente olha pra ele e pensa, assim, numa verdadeira bomba testosterônica. Mas sabem como é… O homem é um “Gomes”, e isso tem algumas implicações. Uma delas é falar primeiro e só pensar depois. Leiam o que informa O Globo. A coisa fala por si mesma. A seu lado, ninguém menos do que a presidente da República. Mas não tem jeito. Bateu a memória do macho, e Cid mandou brasa. Volto depois:

Por Luiza Damé:
O governador do Ceará, Cid Gomes, fez uma declaração polêmica nesta quinta-feira, durante a inauguração da Policlínica Regional de Pacajus e a ampliação do pólo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Eusébio – um evento com a participação da presidente Dilma Rousseff e de ministros. Ao falar sobre a importância dos exames para detectar câncer de mama e câncer de próstata, o governador disse que, no caso dos homens, não há aparelho para detectar o tumor e o método “é o velho dedo”. “Para o homem, não inventaram um aparelhinho que possa detectar (o câncer de próstata). É o velho dedo”, disse Cid Gomes, acrescentando em seguida: “O danado é o cara se viciar e querer estar todo dia na porta do urologista.”

Num primeiro momento, todos riram, inclusive a presidente, que depois ficou séria.

Dilma e Cid Gomes inauguraram a Policlínica Regional de Pacajus, construída para atender uma população de 245 mil habitantes de seis municípios da região metropolitana de Fortaleza. O governo do estado investiu R$ 4 milhões na construção de policlínica e outros R$ 3.100,00 na aquisição de equipamentos. A policlínica terá dez especialidades médicas: clínica geral, cardiologia, ginecologia, mastologia, cirurgia geral, gastroenterologia, urologia, traumato-ortopedia, otorrinolaringologia e oftalmologia. Também vai realizar exames: mamografia, endoscopia digestiva, ecocardiograma, eletrocardiograma, ergometria, audiometria e ultrassonografia. O Polo do SAMU de Eusébio vai atender 41 municípios, com um total de 1,7 milhão de habitantes. Foram entregues simbolicamente 24 ambulâncias e cinco UTIs móveis. No total, serão 34 ambulâncias e sete UTIs móveis no Samu de Eusébio. Aqui

Encerro
Câncer de próstata é um problema grave de saúde no Brasil. Uma das dificuldades está relacionada justamente ao preconceito em relação ao exame. Este senhor é governador de estado. Mostra que a língua é mais comprida do que é denso o cérebro. Eu tenho uma hipótese, que alguns talvez achem preconceituosa: tinta de cabelo faz mal pra homem.

Por Reinaldo Azevedo

10/05/2011

às 19:24

Ministro deve entrar com queixa crime contra Cid Gomes

Por Carmen Pompeu, no Estadão:
O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, informou hoje, em nota divulgada pela sua assessoria, em Brasília, que vai entrar, até amanhã, com uma queixa crime junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), “a fim de que Cid Gomes (governador do Ceará, do PSB) responda pelas acusações que lhe têm imputado indevidamente”.

O governador fez novamente nesta terça-feira, em Fortaleza, críticas a Nascimento. “É inepto, incompetente e desonesto. Com esse ministro eu não trato mais”, repetiu, pondo a culpa no Ministério dos Transportes pelo estado das rodovias federais que cortam o Ceará.

“Digo ao cidadão do Ceará que os problemas das estradas serão revertidos. Nosso trabalho será retomado em junho”, disse Nascimento. “Ao governador, reservo o meu silêncio. Ele que se entenda com a Justiça”, completou.

Ainda na nota, o ministro informa que sua última audiência com o governador do Ceará ocorreu no dia 29 de outubro de 2008. “De lá para cá, o governador não fez nenhum pedido de reunião. Também não há registro de telefonemas do governador para Alfredo Nascimento, ou seu antecessor”.

Por Reinaldo Azevedo

10/05/2011

às 5:31

Cid incorpora Ciro e diz que Transportes é ”antro de roubalheira”

Por Carmen Pompeu, no Estadão:
Num estilo ácido e direto que lembrou o do irmão Ciro, o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), fez duras críticas ontem ao Ministério dos Transportes e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit). Cid responsabilizou os órgãos pelas péssimas condições das rodovias federais que cortam o Ceará e chamou o ministro Alfredo Nascimento de “inepto, incompetente e desonesto”.

O governador classificou o ministério e o Dnit de “laia” e “antro de roubalheira” e marcou para segunda-feira um “rali” na BR-222, como forma de protesto contra o excesso de buracos.

“O Ministério dos Transportes tem tratado o Ceará de forma desigual e descompromissada. Nenhum Estado tem uma situação tão caótica, principalmente em se tratando da BR-222″, afirmou Cid em Sobral, no sábado. O governador disse querer levar a queixa pessoalmente à presidente Dilma Rousseff.

Internet. As críticas ao ministro foram gravados pelo radialista Walter Lessa, da Rede Jangadeiro FM Sobral, e acabaram na internet. “É um ministro inepto, incompetente e desonesto que, à frente desse ministério já há vários anos, tem discriminado o Estado do Ceará e feito com que as nossas BRs tenham características absolutamente diferentes.” Aqui

Por Reinaldo Azevedo

20/03/2011

às 21:06

A sogra da Casa Branca e a casa da sogra

Obama trouxe a sogra, Marian Robinson, de 73 anos, para o Brasil. Quem pode se animar é o governador do Ceará, Cid Gomes: “Tá vendo? Depois ficam me criticando!” Como sabemos, o cearense já levou a sua, Pauline Carol Habib Moura, em viagem oficial. Como disse Bocage sobre Camões, Cid sabe que não se iguala a Obama nos dons do pensamento, mas pode tentar segui-lo de perto nos transes da ventura. Será? Marian mora com os Obama. É a sogra da Casa Branca. No Ceará, só existe a casa da sogra.

Marian, a sogra da Casa Branca

Marian, a sogra da Casa Branca

Pauline Carol, a filha Maria Célia e Cid, o genro: casa da sogra

Pauline Carol, a filha Maria Célia e Cid, o genro: casa da sogra

Por Reinaldo Azevedo

18/02/2011

às 5:39

No avião, um empresário, um governador, uma cachorra, a babá da cachorra… Ou: Cid, o Saddam do Ceará

Na VEJA desta semana, Felipe Patury informou na coluna Holofote que o empresário Alexandre Grendene, com muitos negócios no Ceará, cedeu um jato Falcon 7X para o governador Cid Gomes passar alguns dias de férias nos EUA. Aí começou a desconversa. Cid não falava a respeito; Grendene também não e tal… O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) entrou com um requerimento na Assembléia para que ela cobrasse explicações do governador. Leiam agora o que informa a Folha. Volto em seguida:

Assembleia libera Cid de explicar uso de avião
Por 40 votos a 1, a Assembléia Legislativa do Ceará rejeitou, ontem, o requerimento do deputado estadual Heitor Férrer (PDT) que cobrava do governador Cid Gomes (PSB) explicações sobre uma viagem aos EUA no avião particular do empresário Alexandre Grendene em janeiro. A empresa, uma das maiores indústrias de calçados, recebe incentivos fiscais no Estado e, no ano passado, doou R$ 1,2 milhão para a reeleição de Cid.

Segundo Grendene, o governador pegou uma “carona” no jatinho a convite dele.
Único a votar a favor do requerimento, Férrer vai ao Ministério Público Estadual com uma representação por improbidade administrativa. O empresário disse que é amigo de Cid há 20 anos. “Eu estava em Fortaleza e fiquei sabendo que o governador também ia para lá [EUA]. Fomos eu, minha esposa, a minha cachorra, a babá da cachorra, o [empresário] Júlio Ventura, o governador e a esposa dele”, falou.

Grendene disse que qualquer empresa que chega ao Ceará ganha os benefícios. Cid disse, anteontem, que não se pronunciaria sobre o assunto por se tratar de um período de férias.
A procuradora-geral de Justiça do Ceará, Socorro França, vai analisar o caso.

Voltei
Quarenta a um? Percentualmente, nem Saddam Hussein tinha essa maioria no Parlamento do Iraque. Hosni Mubarak, então, nem pensar… Só da Irmandade Muçulmana havia 88 parlamentares… Cid deixa qualquer ditador árabe no chinelo.

A tática mudou um pouquinho. De início, ninguém dizia nada. Depois, veio a fase “o avião é meu, e nele viaja quem eu quero”. Como um governador de estado está submetido a leis — e receber favor de empresário que goza de benefícios do Estado pode resultar em perda de mandato e cassação de direitos políticos —, então a viagem, finalmente admitida, virou uma carona.

Grendene parece que tentou ser engraçado, quem sabe um tanto cínico, ao incluir a cachorra entre os convivas — e a babá da bichinha, é claro! Lembrei de uma música do Léo Jaime cantada pelo Eduardo Dusek, lá dos anos 80: “Troque seu cachorro por uma criança pobre…”

Ah, sim: o doutor sabe ganhar dinheiro com calçados, mas é ruim de lógica. Ainda que seja verdade que todo empresário que se instala no Ceará recebe incentivos fiscais, não é verdade que todo empresário que se instala no Ceará cede um jato ao governador. Se o incentivo os iguala, o presentinho os distingue.

Se Grendene quiser, posso explicar de novo, do começo…

Por Reinaldo Azevedo

16/02/2011

às 21:52

Cid Gomes, o do avião, acha que não deve satisfação a ninguém

O governador do Ceará, Cid Gomes, não quis comentar a informação de que viajou de férias aos Estados Unidos num jatinho de Alexandre Grendene, empresário com muitos negócios no Ceará. A Folha Online volta a publicar uma reportagem um tanto estranha a respeito. Leiam o que escreve Luís Carlos de Freitas. Volto em seguida:
*
O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), não confirmou nem negou, nesta quarta-feira, que tenha viajado de férias aos Estados Unidos, em janeiro, no jato particular do empresário Alexandre Grendene, dono de uma das maiores indústrias de calçados no País. A informação foi divulgada pela revista “Veja” desta semana. A empresa recebe benefícios fiscais do governo cearense.

“Não vou comentar especulação da imprensa, nem falar de minha vida pessoal. De 19 a 29 de janeiro, eu estava de férias e não devo satisfação sobre minha vida particular. Se tiver alguém ou algum deputado fazendo qualquer acusação, que faça a denúncia”, falou Cid, após uma reunião com o presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, em Fortaleza.

A Grendene doou R$ 1,2 milhão para a campanha do governador à reeleição em 2010. “Tenho amizade com o Alexandre há 15 anos, mas isso não favorece a empresa dele em nada”, falou Cid. Na terça-feira, o deputado estadual Heitor Ferrer (PDT), de oposição a Cid no Ceará, encaminhou requerimento à Assembléia cobrando explicações do governador.

“Quero apenas que ele fale a verdade. Não estamos especulando nada”, disse. O documento deve ir para votação no plenário amanhã. A empresa informou que não iria comentar o assunto e que, se houve empréstimo de uma aeronave, foi do avião particular do empresário.

Comento
Comecemos pelo óbvio: se o empresário Alexandre Grendene não tivesse cedido o avião a Cid Gomes, por que ele nem confirmaria nem negaria? Tenham paciência, né? O silêncio confirma. Mas isso nem seria necessário. Cid viajou, sim! Ele e o dono do avião sabem disso.

Cid Gomes deve ter esquecido que continua governador de Estado mesmo quando está de férias, ainda que seu vice assuma as funções executivas inerentes ao cargo. Analisemos a sua fala:
“Não vou comentar especulação da imprensa, nem falar de minha vida pessoal.”
Especulação uma ova! Trata-se de um fato. Ter à disposição o avião de um empresário que recebe benefícios no Estado não é questão que diga respeito à vida pessoal.

“De 19 a 29 de janeiro, eu estava de férias e não devo satisfação sobre minha vida particular.”
Deve, sim! Se um governador, presidente ou prefeito comete ato de improbidade administrativa, pouco importa se está de férias ou não.

Cid e a Grendene pretendem transformar tudo em mera questão privada. No caso do governador, a resposta vem acompanhada daquela prepotência muito típica da família política Gomes…

Lei da Improbidade Administrativa neles!

Por Reinaldo Azevedo

15/02/2011

às 22:11

Cid Gomes e o avião de seu amigo de fé, irmão, camarada

Ah, esta aqui é uma maravilha.  Prestem atenção ao que vai em negrito, Comento em seguida:
Oposição questiona suposta viagem de Cid em jato particular

Na Folha Online:
A oposição protocolou nesta terça-feira na Assembléia Legislativa do Ceará um pedido de explicações sobre uma viagem de férias do governador Cid Gomes (PSB) supostamente feita em um jato particular emprestado pelo empresário Alexandre Grendene. Grendene é um dos fundadores da fabricante de calçados, que tem benefícios fiscais no Estado. A Procuradoria-Geral de Justiça também vai analisar a informação, divulgada pela revista “Veja”, de que Cid e sua família teriam usado o jato particular do empresário para ir aos Estados Unidos e ao Caribe entre os dias 20 e 27 de janeiro.

Segundo a revista, os incentivos fiscais dados a Grendene foram renovados por mais 15 anos em 2009. A empresa também doou R$ 1,2 milhão para a campanha à reeleição do governador no ano passado. Para o deputado Heitor Férrer (PDT), que protocolou o requerimento, o eventual uso do avião do empresário pode caracterizar improbidade administrativa. “Eticamente ele não pode receber essa ‘premiação’. Pedimos transparência.” O requerimento deve ser votado amanhã. O governador tem maioria na Casa.

Outro lado
A reportagem questionou o governo do Estado sobre o uso do avião e os benefícios fiscais, mas não houve resposta. Cid ainda não se manifestou sobre o assunto. A Grendene informou que a empresa não possui jatos no Nordeste e que, se houve empréstimo, foi do avião particular do empresário. A fabricante de calçados gaúcha começou a transferir sua produção para o Ceará em 1990, devido à concessão de benefícios fiscais. A parte administrativa ainda funciona no Rio Grande do Sul. Hoje, a Grendene possui nove unidades no Ceará. A maior parte delas fica em Sobral, cidade governada duas vezes por Cid. A primeira fábrica no município foi inaugurada em 1993, quando o governador era Ciro Gomes, hoje no PSB.

Voltei
O texto vem assinado assim: “Colaboração para a Folha, de Fortaleza”.  Isso explica o excesso de cuidados? Vamos lá. Recorre-se ao futuro do pretérito, muitas vezes, para sugerir que uma informação não está necessariamente confirmada. No caso acima, trata-se, então, de um erro. Vamos ver:
1 – Cid não teria usado o jato particular de Grande; ELE USOU o jato particular de Grandene.

2 – Os incentivos foram renovados para a Grandene não apenas “segundo a revista”; segundo os fatos também. Basta apurar;

3 – A informação publicada por VEJA na coluna “Holofote”, de Felipe Patury, diz que “Alexandre Grandene cedeu num jato”, sem especificar se é dele ou da empresa. Faz alguma diferença moral?

A questão tratada no item 3 demonstra que os advogados da empresa/empresário e do governador estão articulando uma saída para que Cid não seja acusado daquilo que cometeu: ato de improbidade administrativa, que resulta em perda de mandato e cassação de direitos políticos. A lei proíbe que uma autoridade receba “para si ou para outrem, dinheiro, bem móvel ou imóvel, ou qualquer outra vantagem econômica, direta ou indireta, a título de comissão, percentagem, gratificação ou presente de quem tenha interesse, direto ou indireto, que possa ser atingido ou amparado por ação ou omissão decorrente das atribuições do agente público”.

A tentativa de explicação será esta: “O avião foi cedido de amigão para amigão”.

Por Reinaldo Azevedo

15/02/2011

às 14:57

O nome do que Cid Gomes pratica é improbidade administrativa; dá perda de mandato e suspensão dos direitos políticos

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), foi mimoseado com o “empréstimo” do jatinho do empresário Alexandre Grandene para passar férias nos EUA (veja abaixo). Grandene tem três fábricas no Ceará, onde goza de incentivo fiscal.

O nome disso é improbidade administrativa. A Lei 8429 é claríssima a respeito:
Art. 9º Constitui ato de improbidade administrativa importando enriquecimento ilícito auferir qualquer tipo de vantagem patrimonial indevida em razão do exercício de cargo, mandato, função, emprego ou atividade nas entidades mencionadas no artigo 1º desta Lei, e notadamente:
I – receber, para si ou para outrem, dinheiro, bem móvel ou imóvel, ou qualquer outra vantagem econômica, direta ou indireta, a título de comissão, percentagem, gratificação ou presente de quem tenha interesse, direto ou indireto, que possa ser atingido ou amparado por ação ou omissão decorrente das atribuições do agente público;

E qual é a pena? A lei estabelece:
I – na hipótese do artigo 9º, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento integral do dano, quando houver, perda da função pública, suspensão dos direito e políticos de oito a dez anos, pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez anos;

Por Reinaldo Azevedo

15/02/2011

às 14:35

A nova “hegemonia moral” dos Irmãos Gomes

Na coluna Holofote da VEJA desta semana, informa Felipe Patury o que segue. Volto em seguida:


Dê férias ao seu governador

A Grendene mantém uma profícua relação com o governador do Ceará, Cid Gomes. Os benefícios fiscais que a fabricante de calçados recebe naquele estado, onde mantém três unidades, foram renovados por mais quinze anos, em 2009. No ano passado, a Grendene doou 1,2 milhão de reais à campanha de reeleição de Cid. Agora, a empresa fez uma cortesia pessoal ao governador. Alexandre Grandene cedeu um jato Falcon 7X a Cid, para que ele e sua família desfrutassem de férias nos Estados Unidos e no Caribe entre os dias 20 e 27 de janeiro. Ninguém quis comentar o mimo.

Voltei
Pois é…  O chefe do clã dos Gomes é Ciro, aquele que quer ser presidente da República em nome de uma nova hegemonia moral no país. Entendi: quando ela triunfar, todos teremos direito a jatinho particular. Só pode ser isso… Cid é um viajante emérito. Já levou até a sogra em seus passeios. Acusado uma outra vez de usar recursos públicos para viagem privada, pode ter pensado: “Por que não, então, recorrer ao financiamento privado?”

Nova hegemonia moral!

Por Reinaldo Azevedo

21/10/2010

às 6:21

Ceará é o primeiro estado que está tentando implantar o modelo chavista de Franklin Martins para a “mídia”

Informou ontem Felipe Motta, na Folha Online. Volto em seguida:

Ceará aprova criação de conselho para controlar a mídia

A Assembléia Legislativa do Ceará aprovou ontem (19) proposta de implementação do Conselho de Comunicação Social no Estado. Para que o órgão entre em atividade, é preciso a assinatura do governador Cid Gomes (PSB) e uma nova avaliação da Casa. O projeto segue a esteira da Conferência Nacional da Comunicação realizada em dezembro do ano passado pelo governo federal, em Brasília. Nela foi proposta a criação desses conselhos em todos os Estados.

Segundo o texto do projeto, o conselho será vinculado à Secretaria da Casa Civil do Ceará. Além de acompanhar a produção pública e estatal de comunicação, o projeto prevê o monitoramento dos demais veículos de comunicação locais e a elaboração de uma política estadual de comunicação. Também está previsto “monitorar, receber denúncias e encaminhar parecer aos órgãos competentes sobre abusos e violações de direitos humanos nos veículos de comunicação no Estado do Ceará”. O texto não explicita quais são os órgãos competentes para julgar as denúncias, nem apresenta punições aos veículos.

Se aprovado, o conselho será composto por 25 membros – sete representantes de governo, Assembléia e escolas de comunicação; oito dos proprietários dos meios de comunicação, e dez da sociedade civil, incluindo o sindicato de jornalistas e movimento estudantil. Os mandatos serão de dois anos e os membros não receberão pagamento. O Sindicato dos Jornalistas do Ceará é favorável ao projeto, de autoria da deputada Rachel Marques (PT). O governador foi procurado para comentar o assunto na tarde hoje, mas sua assessoria afirmou que ele estava em reunião com os secretários e não havia previsão de término.

Comento
É claro que se trata de uma patifaria contra a liberdade de imprensa. Vamos ver o que vai fazer Cid Gomes. Irmão que é de Ciro, a gente deve ficar animado? Vamos fazer a conta: “10 representantes da sociedade civil” devem merecer a seguinte tradução: “petistas” — ou “socialistas” à maneira dos coronéis de Sobral. Aqueles sete do governo, assembléias e escolas podem ter um pouco de tudo. Os empresários que não forem cooptados ficarão evidentemente reféns dos demais.

A única coisa razoável a fazer, evidentemente, é vetar essa porcaria. Mas  lembro que a  proposta não teria chegado tão longe sem o apoio do governo do Estado. O sindicato local de jornalistas aprova. Entendo: um sindicato de jornalistas comprometido com a liberdade de expressão é que seria surpreendente.

Por Reinaldo Azevedo

18/09/2010

às 9:01

A milionária “Integração Cearense”

Documentos em poder da Polícia Federal envolvem o governador do Ceará, Cid Gomes, e seu irmão, o deputado Ciro Gomes (PSB) em um esquema de corrupção que desviou 300 milhões de reais das prefeituras do estado entre 2003 e o fim do ano passado. Raimundo Morais Filho, empresário que participava da lambança, deixou tudo registrado em 27 gigas de memória, de que VEJA tem cópia. Laurélia Cavalcante, delegada federal que investiga o caso, foi atropelada por um carro não-identificado nas ruas de Fortaleza. Morais Filho escreveu um outro relato em que se diz ameaçado.

Cid nega qualquer irregularidade. Ciro, que já anunciou a disposição de construir “uma nova hegemonia moral e intelectual no país” diz não conhecer o empresário: “Jamais fiz com ele ou com qualquer pessoa essa sórdida prática que estão querendo me imputar”.

Por Reinaldo Azevedo

07/11/2009

às 5:33

VEJA 3 – Ainda bem que o Ceará pode esbanjar dinheiro!

Na coluna Holofote, de Felipe Patury:

Ricardo Stuckert/PR

Os novos voos da
primeira-dama cearense

Desde que o marido, Cid Gomes, tomou posse no governo do Ceará, a primeira-dama, Maria Célia Habib, não perde oportunidade de dar uma voltinha no exterior por conta do Erário estadual. Como Maria Célia não é funcionária pública, o Tesouro cearense paga suas contas como se ela fosse “técnica convidada do governo”. Nessas “missões técnicas”, a cariri foi a Portugal e ao Egito para “divulgar o artesanato cearense”. Há quinze dias, voltou a Portugal e deu uma esticadinha até a Espanha para, de novo, divulgar o artesanato e uma ONG que trata de deficientes. Com dois acompanhantes, gastou 25 700 reais. Ainda bem que o Ceará dos Gomes é um estado rico.

Leia mais Aqui

Por Reinaldo Azevedo

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados