Blogs e Colunistas

corrupção

31/08/2015

às 10:12 \ Opinião

Editorial do Estadão: Populismo agonizante

É da natureza do populismo partir do princípio de que o povo é ignorante e acrítico, incapaz de discernir o falso do verdadeiro em matéria de política. O populismo prospera onde a ignorância impera. Os populistas, portanto, cultivam a ignorância. Um de seus truques é repetir mentiras incansavelmente até que sejam aceitas como verdades. É o que estão fazendo Lula, Dilma e o PT, no desespero de sobreviverem no fundo do poço em que foram colocados pelo descrédito popular. Para eles, tudo o que não convém ao populismo petista é “golpe”. Principalmente fazer oposição ao governo.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

Share

30/08/2015

às 21:21 \ Sanatório Geral

Conversa de 171

“Gostaria de ter sabido antes. A Polícia Federal não sabia, o Ministério Público não sabia, a direção da Petrobras não sabia. Só se ficou sabendo depois que houve um grampeamento e pegou o Alberto Youssef, que já tinha muitas passagens pela polícia, falando com outros caras”.

Lula, nesta sexta-feira, durante entrevista à rádio mineira Itatiaia, explicando que soube só recentemente da ladroagem do Petrolão porque nem os diretores gatunos que instalou na Petrobras sabia que eram ladrões.

Share

30/08/2015

às 16:53 \ Opinião

J. R. Guzzo: Um Brasil que nunca existiu até agora

Publicado na versão impressa de VEJA

J. R. GUZZO

O Brasil pode estar ganhando muito mais do que perdeu com a descida da Petrobras aos nove círculos do inferno para onde foi arrastada durante os três últimos governos da República. Nunca se roubou tanto da brava gente brasileira, embora se tenha roubado sempre ─ e provavelmente se continuará roubando enquanto o país, na prática, for propriedade do “Estado” e obedecer à sua regra número 1, pela qual é obrigatório, para quem quer produzir alguma coisa, pedir licença a quem não produz nada.

Mas há sinais concretos de que o espetacular surto de corrupção dos últimos anos, quando nossos atuais governantes decidiram transformar o uso privado do patrimônio público em programa, método e sistema de administração, está oferecendo uma oportunidade inédita ao Brasil do futuro ─ a de deixá-lo mais resistente do que jamais foi às epidemias de criminalidade oficial causadas pelos que mandam no governo, dentro e em volta dele, e que agora chegaram ao seu grau de intensidade máxima.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

Share

27/08/2015

às 0:46 \ Sanatório Geral

Doutora em corrupção

“Ninguém pode chegar à Presidência e olhar para processos de corrupção como uma coisa pessoal. Só pode olhar e ver que o país deu um passo e foi para frente”.

Dilma Rousseff, na entrevista publicada nesta terça-feira pelos três maiores jornais do país, explicando que quem não mistura os autores da ladroagem com o produto do roubo está orgulhoso com a constatação de que, graças ao Petrolão, o Brasil disparou na liderança do campeonato mundial de corrupção.

Share

25/08/2015

às 17:22 \ Opinião

Oliver: O peixe e o gato

VLADY OLIVER

É simplesmente estarrecedor o que estamos vendo acontecer no Brasil. Ninguém governa. Ninguém investiga. Ninguém denuncia. Um Setúbal se alinha com um índio cocaleiro vagabundo pra defender a pretensa probidade administrativa de uma camarada de armas e baionetas. Cerveró – aquele dos lindos olhinhos; um no peixe, outro no gato – afirma que roubou bem roubado, a mando do “sheik”, para pagar as contas de campanha do lulão e sua gangue. Gráficas fantasmas foram usadas para lavar dinheiro roubado da estatal picareta. Dezenas de ônibus levam o MST pra cima e pra baixo, com a nossa grana. Dona baioneta está metida até o pescoço na causa pilantra E NINGUÉM INVESTIGA.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

Share

24/08/2015

às 19:44 \ Sanatório Geral

Comissão de frente

“Como um teatro, o Procurador Geral da República encarregou-se de selecionar a ordem dos atos para a plateia, sem nenhuma vista pela principal vítima dessa trama, que também não teve direito a falar nos autos. Fizeram opção pelo festim midiático, em detrimento do direito e das garantias individuais”.

Fernando Collor, explicando que, como passista da Ala dos Coadjuvantes, não faz sentido ser escalado por Rodrigo Janot para desfilar na comissão de frente do Bloco do Petrolão.

Share

21/08/2015

às 14:35 \ Opinião

Editorial do Estadão: O fantástico mundo do PT

Publicado no Estadão

O Partido dos Trabalhadores (PT) tem aprimorado sistematicamente a sua capacidade de construir uma realidade própria. Diante de fatos inequívocos – por exemplo, as graves denúncias de corrupção e as mais que evidentes provas de um governo inepto, que leva o país à garra –, o PT refugia-se num universo onírico, criado com o único e exclusivo intuito de se isentar de responsabilidade pela crise que assola o país e criar constrangimento a todo aquele que não dê anuência a seu projeto de poder.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

Share

13/08/2015

às 16:20 \ Feira Livre

O fim do governo que atormenta o povo brasileiro já virou letra de samba

Share

15/06/2015

às 9:59 \ Direto ao Ponto

A palavra ‘corrupção’ não aparece entre as mais de 9 mil desperdiçadas por Jô Soares e Dilma na conversa de comadre ufanista

B

Pelos padrões da TV, 70 minutos são uma eternidade — e foi essa a duração da conversa entre Dilma Rousseff e Jô Soares. Sobrou tempo até para o diálogo de hospício reproduzido abaixo, transcrito da íntegra da entrevista publicada pelo Portal do Planalto:

Jô Soares: Presidente, a gente não falou ainda, mas é fundamental que a gente fale. Em 2012 você mudou o comando da Petrobras. É que você já pressentia que havia algo de podre no reino do petróleo?

Presidenta: Olha, ô Jô, quero te dizer o seguinte: eu não tinha…Não eram pessoas da minha confiança. Quando você sobe ao governo, você coloca as pessoas da sua confiança. Bom, a Petrobras não é um barquinho que você vira rapidamente, não é? Então, passou um ano e eu troquei a diretoria toda e coloquei uma diretoria da minha confiança, foi isso que eu fiz.

Jô Soares: Agora, o pré-sal, eu cheguei a lamber uma pedra do pré-sal…

Presidenta: Eu te mostrei ela.

Jô Soares: É, ficou de me mandar uma e não mandou.

Presidenta: Vou mandar, vou mandar. Prometi, agora eu vou mandar.

Jô Soares: Não, porque agora prometeu no ar. Tem cheiro de querosene, não é?

Presidenta: É.

Jô Soares: E eu lambi e senti que tinha gosto de sal, mas eu acho que foi a minha imaginação. A pedra está aí, não, não é? Deve estar no…

Presidenta: Não, a pedra está no Planalto.

Jô Soares: É uma pedrona.

Presidenta: Uma pedra.

Jô Soares: Tem gente que não sabe que o pré-sal já está funcionando, com mais de 500 mil barris/dia.

Presidenta: Bem mais. O pré-sal…

Jô Soares: Já me perguntaram quando é que vai funcionar o pré-sal. Quando funcionar, o preço do petróleo vai estar tão baixo que não vai mais compensar. Eu queria que você explicasse um pouco sobre isso, porque isso é uma falta de informação em vários níveis, porque as pessoas acham: “Ah, isso aí não vai dar em nada, o pré-sal não vai dar em nada”. Não têm ideia de que já está produzindo.

Presidenta: Olha, para você ter uma ideia dessa questão: não só está produzindo, como a Petrobras ganhou o “Oscar” na área de… este ano, a Petrobras ganhou o Oscar na área de óleo e gás.

O besteirol acima consumiu quase 400 das mais de 9 mil palavras ditas em parceria por Jô e Dilma. Mas na montanha de consoantes e vogais não aparecem uma única vez expressões inevitáveis numa entrevista com a presidente do Brasil do Ano da Graça de 2015. Corrupção, por exemplo. Ou Petrolão. Ou pelo menos escândalo.

Até bebês de colo e índios de tribos isoladas  hoje associam a Petrobras a essas palavras — além de roubalheiraladroagem e outras bem menos gentis. A entrevistada, previsivelmente, tentou driblar todas. O entrevistador, lastimavelmente, também. Dilma mentiu em todas as respostas. Jô não contestou nenhuma.

Ele sabe que a estatal foi saqueada por uma quadrilha parida pelo padrinho Lula e amamentada pelo governo Dilma. Achou mais relevante contar que já lambeu uma pedra do pré-sal. Ele sabe que o maior esquema corrupto da história engoliu bilhões de dólares. Preferiu celebrar milhares de barris imaginários.

Foi assim que o que deveria ter sido uma entrevista acabou virando conversa de comadre ufanista.

Share

12/06/2015

às 15:28 \ Direto ao Ponto

Além da bandeira mais bela e do hino mais bonito do mundo, o Brasil também tem o maior time de corruptos de todos os tempos

Entre tantas outras tolices patrioteiras, nossas crianças aprendem na escola que o Brasil tem o hino mais belo do mundo (muitíssimos acordes acima da Marselhesa) e a bandeira mais bonita do mundo, embora ninguém se arrisque a sair por aí combinando camisa amarela com calça verde e paletó azul. O que esperam os professores de ufanismo para ensinar à garotada que, desde a descoberta do Petrolão, o país pode orgulhar-se de também ter fecundado o maior time de corruptos da história?

Ao contrário da bandeira e do hino, trata-se de uma hegemonia incontestável. Desde o Dia da Criação, nenhuma outra quadrilha havia ultrapassado a barreira do bilhão de dólares. A turma do Petrolão foi a primeira ─ e usando como gazua uma única empresa dominada pelo partido no poder, o que torna ainda mais impressionante a proeza consumada pelos saqueadores da estatal. A ladroagem planetária na Fifa, por exemplo, mal passou dos 150 milhões de dólares. Sozinho, o ex-gerente Pedro Barusco roubou 200.

Lula tem razão: com o Brasil Maravilha ninguém pode ─ pelo menos no campo da delinquência. Em nenhum lugar do mundo existiu (e dificilmente existirá) outro ajuntamento de corruptos capaz de fazer o que fez, protegido pela mão amiga do governo lulopetista, nosso timaço de incapazes capazes de tudo.

Share
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados