Blogs e Colunistas

Câmara dos Deputados

11/04/2014

às 11:17 \ Opinião

‘O farmacêutico do ar’, de Fernando Gabeira

FERNANDO GABEIRA

As coisas andam esquisitas. Ou sempre estiveram, não sei. Dia agradável de trabalho na Serra da Canastra, revisitei a nascente do São Francisco e vi uma loba-guará se movendo com liberdade em seu território. De noite sonhei com o PT. Logo com o PT.

Sentei-me na cama para entender como os pesadelos do Planalto invadiam meus sonhos na montanha. Lembrei-me de que no início da noite vira a história de André Vargas e do doleiro Alberto Youssef na TV, os farmacêuticos do ar que vendiam remédios dos outros ao Ministério da Saúde. Pensei: esse Vargas é vice, no ano que vem seria presidente da Câmara dos Deputados. Como foi possível a escalada de um quadro tão medíocre? A resposta é a obediência, o atributo mais valorizado pelos dirigentes, antítese de inquietação e criatividade, sempre punidas com o isolamento.

» Clique para continuar lendo

10/04/2014

às 18:59 \ Sanatório Geral

Candidato à Papuda

“Tomo esta decisão para me concentrar em minha defesa e preservar a imagem da Câmara, do meu partido e de meus colegas deputados”.

André Vargas, deputado pelo PT do Paraná, ao renunciar à vice-presidência da Câmara, comunicando ao país que já está em campanha para escapar da cadeia.

05/02/2014

às 16:48 \ Sanatório Geral

Confiança é tudo

“Em defesa das prerrogativas constitucionais que garantem as competências do Poder Legislativo para decidir sobre os mandatos de seus membros, estou preparado para o legítimo julgamento do plenário da Câmara dos Deputados. Onde provarei, novamente, que não pratiquei nenhuma irregularidade, sendo inocente em relação aos crimes dos quais sou acusado”.

João Paulo Cunha, deputado federal pelo PT de São Paulo e mais novo integrante da bancada da Papuda, afirmando que não renunciará ao mandato na Câmara porque vai reapresentar ao plenário as provas de inocência que, examinadas pelo STF, garantiram ao mensaleiro juramentado uma pedagógica temporada na gaiola por peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

18/11/2013

às 8:09 \ Opinião

‘Continuam aprontando’, editorial do Estadão

Publicado no Estadão

O Congresso Nacional está a caminho de cometer duas enormidades. Uma diz respeito ao sistema de votação ─ aberta ou fechada ─ em matérias politicamente sensíveis, como a cassação de mandatos parlamentares ou o exame de vetos presidenciais a projetos aprovados pelo Legislativo. A outra, mais grave ainda do ponto de vista da ética, está embutida no trecho da chamada minirreforma eleitoral que pretende mudar as regras do financiamento das campanhas.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

14/11/2013

às 2:52 \ Sanatório Geral

Pecados veniais

“Imagina perder automaticamente o mandato por causa de uma condenação criminal por uma briga de condomínio ou briga de trânsito? O Poder Legislativa ficaria nas mãos do Judiciário”.

Mozart Vianna, secretário-geral da Câmara dos Deputados, sobre o projeto de lei que prevê a perda imediata do mandato em casos  de condenação judicial, explicando que os pecados mais graves praticados pela turma da Casa dos Horrores são reclamar do barulho das crianças do apartamento vizinho e queixar-se do motorista do carro que está logo à frente por ter freado sem avisar.

25/09/2013

às 6:13 \ Sanatório Geral

Comparsas solidários

“Os companheiros da Câmara, principalmente os que foram deputados quando fui presidente, me conhecem”.

João Paulo Cunha, condenado no julgamento do mensalão a 9 anos e 4 meses de prisão por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro, em entrevista ao Estadão, garantindo que, embora todos conheçam seu prontuário ─ ou por isso mesmo ─, os colegas da Casa dos Horrores se recusarão a cassar-lhe o mandato.

06/09/2013

às 18:30 \ Sanatório Geral

Academia de Letras da Papuda

“Considerando a natureza das atividades desenvolvidas no âmbito desta Casa da Democracia, na qual os embates, sempre acalorados, colocam-se como premissa do exercício do próprio mandato, representaria verdadeiro desvalor da vida humana estar submetido a condições laborais sem que se pudesse envidar todos os esforços necessários à sua atuação integral”.

Trecho do documento que José Genoino enviou à Câmara dos Deputados para conseguir aposentador-se por invalidez, mostrando que aprendeu a se expressar em português do século 19 para escapar de uma cadeia do século 21 e, se o truque não funcionar, deixar claro que vai disputar uma vaga na Academia de Letras da Papuda.

 

05/09/2013

às 13:54 \ Feira Livre

‘A Câmara prefere o pior’, editorial do Estadão

Publicado no Estadão desta quinta-feira

Por demagogia, ou para fingir que quer mudar tudo enquanto deixa tudo como está, a Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno, pela unanimidade dos seus 452 membros em plenário, um projeto de emenda constitucional, a PEC 349, que extingue o voto secreto no Congresso, qualquer que seja a matéria em deliberação. Para se ter ideia, a proposta tinha sido apresentada em 2001 pelo então deputado Luiz Antonio Fleury Filho. Passaram-se cinco anos até que fosse aprovada em primeira votação. Passaria sabe-se lá quanto tempo até ser desengavetada – se é que seria –, não fosse o clamor da sociedade contra o corporativismo e os abusos éticos dos seus representantes.

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

04/09/2013

às 19:40 \ Sanatório Geral

Coisa de rotina

“Peço desculpas ao povo brasileiro por aquela sessão que surpreendeu negativamente o país”.

Henrique Alves, presidente da Câmara, sobre a sessão que impediu a cassação do mandato do deputado-presidiário Natan Donadon, fazendo de conta que a Casa dos Horrores não vive surpreendendo negativamente o país.

31/08/2013

às 12:42 \ Sanatório Geral

Aviso à praça

“Vim algemado de lá para cá, nunca tinha entrado num camburão na minha vida. Sofri muito, é desumano o que um preso passa”.

Natan Donadon, deputado-presidiário condenado a 13 anos e 4 meses de cadeia pelo STF, ao discursar na tribuna da Câmara, antecipando à plateia o que vai acontecer a centenas de colegas quando a Justiça brasileira funcionar direito.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados