Blogs e Colunistas

15/04/2011

às 6:15 \ Sanatório Geral

É uma ideia

“Todos recebem. Não vou ser hipócrita”.

Onofre Agostini, deputado federal do DEM de Santa Catarina, sobre o caso Jaqueline Roriz, garantindo que seria mais prático e bem mais barato transformar a Câmara em cadeia e os gabinetes em celas.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

14 Comentários

  1. f tavares, na resistência

    -

    16/04/2011 às 0:18

    - a ideia de sair do armário pode prosperar… para transformar aquilo em um grande presídio basta um só dos bandidos fazer as contas e projetar o que vão gastar em grades e fechaduras de segurança, calcular a comissão, que se diz ter aumentado nesse governo para 20% e, se ainda tiver garantia de que essas aquisições serão feitas pelo congresso, está decidido: vira um grande complexo penitenciário, sem segurança nenhuma, é claro…

  2. delmo oliveira

    -

    15/04/2011 às 20:03

    Caro Augusto;
    A história está repleta de casos em que a crença nas lindas promessas de políticos, mostra uma criatura quase angelical. Quando eleito, apresenta ao povo sua face, com discurso bem orquestrado. Passou uma semana, já é a outra face, aquela que realmente sempre acompanhou o candidato canalha, por toda sua vida, não tinha essência, para ocupar a cadeira de representante do honrado povo Catarinense. Aliás o atual Congresso Nacional é realmente uma grande piada.

  3. chorei antes de nascer

    -

    15/04/2011 às 19:24

    Serão estes os políticos que irão aprovar o PNDH3, que promoverá muitas, mas muitas décadas de obscurantismo no Brasil! O que fazer com um sujeito desses?

  4. santeófilo

    -

    15/04/2011 às 18:02

    Eu compreendo e quase chego a perdoar seu Agostini. Realmente, sendo humano, e um político brasileiro, deve ser muitíssimo difícil para ele resistir a um maço de bufunfa dando sopa e cheirando a tinta. Eu tiro por mim, que trabalho num banco. Apesar de honestíssimo, não tem um dia sequer que eu não namore e deseje levar umas daquelas notas verdinhas para casa. Porque não faço isso? Simples: Não disponho de imunidade parlamentar e tenho um medo da bexiga de cadeia. Principalmente daqueles negões marombados que, sabe-se lá porque, adoram fazer branquelos magricelos de mulherzinhas.

  5. s.beredicth

    -

    15/04/2011 às 10:51

    Nos meus anos de observância da politica nacional, pergunto-me agora se esse tipo de meliante faria tamanha desfaçatez com a ética que os PeTralhas instituiram no Brasil.
    Bons tempos nos quais a gente podia se espelhar nos Senadores e até nos Deputados para buscar exemplos de ombridade e moral.
    Final dos tempos!

  6. aNTONIO

    -

    15/04/2011 às 10:10

    SUJESTAO FANTÁSTICA ! Tem meu total apoio.

  7. TAIRAIRAIKA

    -

    15/04/2011 às 10:10

    Chega-se conclusão, que honestidade não é mais uma
    qualidade do individuo, mas uma deformação de carater.

  8. Naná

    -

    15/04/2011 às 9:58

    Augusto,
    perdão por repetir o mesmo comentário feito no post “Conta tudo deputada”.

    http://horaciocb.blogspot.com/

  9. Silvio

    -

    15/04/2011 às 9:42

    O deputado certamente não é hipócrita. Disse com todas as letras que todos os parlamentares(eu diria quase todos) roubam.O comentário do parlamentar poderia ser estendido tanto ao executivo como ao judiciário sem prejuízo da verdade.Os três poderes disputam entre si o campeonato da bandalheira nacional. Hipócrita é a sociedade que à tudo assiste e pouco ou nada faz.

  10. arilson sartorato

    -

    15/04/2011 às 9:40

    COM ESTA FRASE, SERÁ QUE ESTE DELINQUENTE VAI SER AO MENOS INVESTIGADO TAMBÉM?

  11. Brasileira

    -

    15/04/2011 às 8:39

    Já que é uma prática rotineira dos “nobres congressistas”, a única solução é transformara o Congresso Nacional em presídio de segurança máxima, seguindo o modelo do centro de detenção de Presidente Bernardes, com grande economia de tempo e dinheiro. Se por acaso falhar, poderíamos construir um sarcófago,daqueles que envolvem as usinas nucleares para impedir a fuga de radiação pois, os atuais parlamentares causam mais danos do que uma explosão nuclear, é um lixo que demora séculos para se decompor.

  12. Wilson

    -

    15/04/2011 às 8:06

    Prezado Augusto, o MP não poderia ou deveria interrogar o nobilíssimo deputado sobre isso?
    Ou estaria ele interessado nos benefícios da delação premiada?

  13. walter /cwb

    -

    15/04/2011 às 7:53

    Hiócrita o ilustre deputado não é. Corrupto sim, como a grande maioria que frequenta a Câmara Federal. O ” Puxado” do espanto.

  14. Heitor

    -

    15/04/2011 às 6:57

    Quanta petulância desses bandidos!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados