Coluna Augusto Nunes

Augusto Nunes

Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.

sobre

Colunista de VEJA.com, colaborador da edição impressa e apresentador do Roda Viva. Foi redator-chefe de VEJA e diretor de redação das revistas Época e Forbes e dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e Zero Hora. Autor do livro 'Minha Razão de Viver - Memórias de Samuel Wainer'.

José Casado: Na rota do Atlântico

Por: Augusto Nunes

Publicado no Globo

Quinta-feira passada houve um pequeno alvoroço na sede do Banco Carregosa, na cidade do Porto (Portugal), quando policiais exibiram um mandado de busca. A casa bancária mais antiga da Península Ibérica entrou no mapa das investigações de corrupção e lavagem de dinheiro conduzidas de forma coordenada em Portugal, Suíça e França.

No alvo está o português Antonio José da Silva Veiga, diretor da Asperbras, empresa paulista percebida na Europa e na África como um dos braços financeiros da cleptocracia comandada por Denis Sassou Nguesso, que há 47 anos domina o poder na República do Congo. Veiga foi preso na semana do carnaval, em Lisboa, junto com o sócio Paulo Santana Lopes, horas depois de oferecer 11 milhões de euros (R$ 48,9 milhões) pelo controle do Banco Internacional de Cabo Verde, espólio do falido Grupo Espírito Santo.

O diretor da empresa brasileira não declara bens em Portugal, onde enfrenta atribulações fiscais desde a época em que intermediava contratos de jogadores de futebol como Luis Figo e Jardel, entre outros. No entanto, foram apreendidos oito milhões de euros (R$ 35,5 milhões) em espécie, mais quatro Porsches, Mercedes e um Bentley, além de congelados saldos bancários de dez milhões de euros (R$ 44,4 milhões).

Veiga atuava como agente plenipotenciário de José Roberto e Francisco Carlos Jorge Colnaghi, de Penápolis (SP) — sócios mais visíveis do grupo Asperbras. Sua intimidade com o clã Nguesso, em especial com Claudia, filha do ditador, assegurou aos Colnaghi um bilhão de dólares (R$ 4 bilhões) em contratos públicos no Congo. A devassa interrompeu novos projetos, para uma rede bancária e hospitalar.

A Asperbras foi grande beneficiária do perdão concedido dois anos atrás por Dilma Rousseff para uma dívida de US$ 280 milhões que o Congo mantinha com o Brasil. Nessa anistia, chancelada em tempo recorde e sem debate no Senado, ficou perceptível a influência de Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda de Lula e ex-chefe da Casa Civil de Dilma. Palocci tem relações fluidas com os Colnaghi. Chefe das campanhas de Lula (2002) e Dilma (2010), Palocci era usuário dos aviões da Asperbras. Um dos Colnaghi, José Roberto, foi personagem do inquérito do mensalão sobre pagamentos realizados (via Angola) ao publicitário Duda Mendonça, na campanha de Lula em 2002. Ano passado, em outra investigação, a Justiça identificou remessas da Asperbras, no Congo, para a agência Pepper, que atende ao PT desde a campanha de Dilma em 2010.

Alto risco é um derivativo natural dos laços com a cleptocracia Nguesso, hegemônica no país produtor de petróleo e de diamantes sem origem certificada — “de sangue”, moeda corrente na lavagem de lucros do tráfico.

No poder, os Nguesso construíram uma das maiores fortunas da África. Suas propriedades incluem 66 imóveis de luxo no eixo Paris-Provence-Riviera, segundo o Tribunal de Paris. A família cultua ostentação: Antoinette, primeira-dama, gastou um milhão de euros na celebração dos seus 70 anos em Saint-Tropez. Carla Bruni Sarkozy foi o destaque.

A ação europeia que levou à prisão do diretor do grupo brasileiro Asperbras, sob suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro, desenvolve-se sob um sugestivo codinome policial: “Rota do Atlântico”.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

19 comentários
  1. Mauricio de Oliveira

    Dna.Dilma, posso usar deste beneficio que foi consedido para o seu Amigo de Angola ??? Sao somente R$ 140.000,00
    Reais. E uma bagatela, nao vai quebrar o Brasil!!@

  2. Frank Passos

    E incrivel o alcance dos tentaculos da corrupcao do Lulopetismo , ainda tem se muito a se descobrir sobre todas as falcatruas Nacionais e Internacionais do Bando ou deveriamos dizer ” Legiao ” !? Marcos 5:vs. 1 – 20

  3. Marcos F

    Aguardo pelo Espírito Santo, só ele pode elucidar esta roubalheira internacional – aquela que em Brasiluia todo mundo sabe, e agora o Mundo também sabe.

  4. Darazoom

    Onde tem petista, seja no miolo ou nas beiradas, haverá corruPTion. Desta vez em nível internacional.

  5. Rose

    Esse partido é uma carniça. Imagina a miséria que a ostentação dessa gente não causou para a população do Congo. E o PT apoiando e dando toda a força.

  6. jose

    E as malas da Rose foram carregosas para onde? Para um Novo Banco talvez? Ou recarregosadas como remuneração de palestras? Deixou de ser suspeito carregosar 25 milhões de euros em malas diplomáticas? Como andam as investigações sobre essa obra do Espírito Santo?

  7. Ricardo M

    Enquanto isso,na sala de justiça,os estados federados não recebem perdão por suas dividas.
    Suas populações que se danem.
    Essa maldade dirigida diretamente ao povo me dá um esgar.
    Ao mesmo tempo contemplo o direito devido à esses mesmos por suas escolhas.Só cái no conto do bilhete premiado que almeja vantagem indevida.Foi o caso do eleitorado brasileiro.A classe média em especial.
    Parece que todos queriam fazer parte da maracutaia deslavada e permitida,comer sua parte do bôlo o mais rápido possível. “Falta de cultura prá cuspir na estruptura”(sempre grato ao saudoso Raul Seixas!).
    O sistema vigente,ora apodrecido,não tem ou terá socorro desde fora.Não existem nações empenhadas e/ou comprometidas com o Brasil.
    O profundo desprezo das nações dominantes pelo atual sistema político-econômico do país,sequer é velado,e tem em função de si mesmo,deixar que toda essa estruptura apodrecida desde o caule aos frutos,se colapse como um todo.
    Não parece haver outra maneira de trazer indignação e ultrage a uma população que se mantém distante de letras.
    O aprendizado das massas se dará por forma prática,não sem traumas,mas,sem emprego,sem renda,sem sonhos !
    É o que se pode fazer quando a escolaridade não ajuda.
    Ora meus caros,não existe nenhum interesse pelas demais nações desenvolvidas em tornar o nosso país em um pária,absolutamente nenhum.
    Nos discursos de sempre,recalques são parte de um cartilha tão velha que só empresta eco nestes grotôes de miséria e indigência intelectual.
    Aqui nessa periferia da inteligência mundial,a esquerda ainda é um ganha pão para medíocres que,só ascendem pela razão simples das mentiras ensinadas em manuais centenários.
    Que caia tudo.Teremos de começar realmente do zero,sem opção.
    Esse Brasil precisa morrer,por completo,para outro renascer.
    Dresden teve seu teste ,num selvágem raide incendiário,Londres e Berlin tiveram suas provações.
    A América contou seus mortos e feridos,japoneses encararam a humildade da derrota.
    Sim,essa nação e seu povo precisa da provação.E esse nosso povo precisa aprender a dura lição na prática.
    Não haverá outro jeito senão o choque,a pobreza adquirida,a violência consentida pelo estado ausente e ao abandono dos doentes e aposentados.
    Nossa côrte se esbalda no baile,o conceito “fiscal” parece a eles que só recai sobre os vassalos,aliás deve trazer sorrisos aos mesmos quando balbuciam a tal palavra.
    Isso,é sabido,não vai acabar bem,nem nós nem eles.
    Todos sofrerão,não existe saída ou meio termo.
    Creio que se o finado Chavez tivesse uma oposição tão complacente,sequer precisaria de medidas de excepção.
    Uma coisa vocês podem ter como certa: Tudo isso tem de cair de podre mesmo,falência total.Demolir para sempre esses conceitos mofados,essa nojeira de vaidosos que se pensam poderosos e messiânicos e todas essas ideologias fracassadas que não existem e nunca existirão.
    Feliz do país em que as baixas são apenas econômicas,mas,sequer temos isso.
    O Brasil mata,mata todos os dias,todos os meses.
    Mais do que o Vietnam! Só em um ano apenas!
    E povo reza,faz oferendas e patuás.Que venha a sorte a proteger suas almas,infelizmente,não tão puras e honestas como a do oráculo do pt que nada sabe e nada vê…
    Que venham as tribulações.
    Meus sentimentos a todos

  8. Rocco

    A atitude desses petralhas se ocorresse em um país mais sério renderia no mínimo pena de morte por traição à nação…

  9. Cabral

    Tenho uma dívida com a receita federal! Será que a Dila perdoa? Não é muito!

  10. Heitor

    Essas noticias (perdão de dívidas) nos deixam arrasados.
    Até quando veremos isso??

  11. itamuri

    É interessante notar que em quase tudo, ou tudo mesmo, sempre aparece o nome de Palocci. Onde esse cara estudou medicina para agir com tanta desenvoltura na área econômica, financeira e na de roubalheira?

  12. alfredo lucio saback soares de quadros

    e a futura condenada ainda quer a cpmf.
    já que se falou no pagamento ao inocentado duda mendonça no mensalão “recebi no exterior pois era o único modo de receber” teremos a história repetindo a farsa, com joão “setenta milhões pela campanha”santana, com a mesma desculpa.
    será também inocentado ?
    creio que em razão da ação ter ocorrido no distante Portugal, a mídia brasileira em geral ignorou o fato tão grave.

  13. Alcebiades

    O governo brasileiro está envolvido em improbidade ao perdoar dívidas de países sem submetê-las ao crivo do senado!

  14. Carlos Eduardo Furim

    Confesso que meu conceito a respeito do PT descendeu mais degraus, o que eu achava um pouco improvável, depois dessa. Ricardo, show de bola a explicação.

  15. Ricardo

    Essa forma de roubo é a mais prática:
    1. O Brasil empresta bilhóes a algum país, como Congo, Angola, Moçambique, Venezuela, Cuba, Bolívia, etc.
    2. O governo brasileiro perdoa a dívida.
    3. Os petralhas pegam um aviãozinho e vão buscar a comissão de 10 ou 20%.
    Todos ganham: O país que tomou o empréstimo, que só paga a comissão; o presidente do país que tira a sua parte; os comissionados que recebem quase sem trabalhar.
    Só quem perde é o Brasil!!!!!
    Isso foi o que aconteceu nestes últimos anos!!!!!!
    Os petralhas têm dinheiro espalhado pelo mundo inteiro, dessa maneira!!!
    Nem precisavam do Petrolão!!!!
    Foi só “olho grande”!!!

  16. jonas

    Perdão de dívida, ah, ah, ah. Daí é que se garante o pixuleco acumulado pelos petistas no exterior. Eles roubaram de todos os modos.

  17. maria-maria

    Esta é uma republiqueta dos bananas, dos pamonhas. Difícil não generalizar que os parlamentares sejam todos ladrões; digamos que, os que escapem, confirmem a regra. Então, uma gerenta, sabidamente comprometida com a roubalheira, perdoa a dívida de um ditador multimilionário (de um povo miserável) e não se levanta contra esse crime de lesa-pátria um único deputado ou senador? Coisa do presidencialismo? Mas qual o papel do legislativo e do judiciário?

  18. Tomaz Benito

    Os perdões de dívidas de vários países “amigos do PT”, se investigados, com certeza aparecerão muitos “pedágios”…

  19. delmo oliveira

    Caro Augusto;
    Ele é reincidente. Não é de hoje que o poder vem ajudando o Lobista de Luxo Petista, Antonio Palocci(PT/SP) e tantos outros petistas Consultores. O lodaçal da Corrupção na era lulopetista não tem seu fim. Veja que o PT tenta em vão reabilitá-los, principalmente o ébrio. Realmente vivemos um momento surreal no B-R-A-S-I-L. PT NUNCA MAIS!!!