Blogs e Colunistas

04/08/2009

às 15:13 \ Direto ao Ponto

O discurso de estreia avisou que um fora-da-lei se fantasia de inocente

PUBLICADO EM 4 DE AGOSTO DE 2009

Durou três horas a reapresentação do artista, agora no papel de senador por Alagoas, encenada na tribuna da instituição que seus integrantes ainda chamam de “a mais alta Casa do Legislativo”. Terminado o discurso de estreia no que o Brasil que presta prefere chamar de Casa do Espanto, Fernando Collor proporcionara aos brasileiros um espetáculo tão desolador quanto pedagógico.

A performance de 17 de março de 2007 demonstrou que o artista quando jovem era um pouco pior. Em sua versão século 21, o canastrão é mais parcimonioso no uso de pieguices sublinhadas pela voz embargada. No lugar do pranto exagerado e inconvincente, agora recorre à lágrima furtiva, ou ao soluço quase represado. Faz o possível para evitar esgares que denunciam a arrogância uterina. E capricha na pose de quem está pronto para perdoar os supostos carrascos.

Ressalvado o esforço do ator, deve-se registrar que a encenação nada teve de edificante. Com a ajuda dos figurantes recrutados em todas as bancadas, Collor reafirmou que, no Brasil, um prontuário ambulante só precisa esperar algum tempo para reaparecer fantasiado de vítima sem ter purgado os pecados cometidos. Os acusadores de ontem são os espectadores cúmplices de hoje, prontos para juntar-se, amanhã, às testemunhas de defesa. O conteúdo do discurso inaugural, somado à reação amistosa de alguns senadores, à mudez de  outros e ao sumiço da voz das ruas, sugere que estão prescritos os incontáveis crimes (além das afrontas ao Brasil decente) protagonizados por Collor durante seu curto reinado.

O pesadelo começou em 15 de março de 1990, horas depois da chegada ao poder do homem que, nascido no Rio, fundiu na mocidade todos os defeitos da oligarquia gaúcha e do coronelato nordestino. Terminou formalmente em 28 de dezembro de 1992, com a renúncia de Collor, que apenas consumou a morte anunciada meses antes. Collor não deixou a vida política por vontade própria. Sangrava havia meses com os sucessivos escândalos. No dia da capitulação, o Brasil inteiro sabia que, durante dois anos, tivera na Presidência um aventureiro sem compromisso com valores éticos, com a lógica, com a lei.

Segundo a discurseira fantasiosa, Collor só cometeu uns poucos pecados veniais. Foi um erro ter tungado a poupança dos brasileiros, fingiu arrepender-se. Deveria ter sido mais clemente com os inimigos e mais generoso com os aliados, sobretudo os infiltrados no Poder Legislativo. Deveria ter sido menos indulgente com alguns auxiliares. “Cometi equívocos”, concedeu. Mas não fez nada que justificasse a perda do mandato.

O impeachment foi uma violência tramada no Congresso, acusou o farsante sem que uma única e escassa voz no plenário se animasse a exumar os muitos cadáveres insepultos ou ainda em decomposição. E a gastança na Casa da Dinda?, deveria ter berrado alguém do plenário. E os casos de extorsão promovidos por Paulo César Farias,? E o assassinato suspeitíssimo do tesoureiro do reino e chefe da quadrilha federal? E a história do Fiat Elba? E a fortuna criminosamente acumulada para financiar futuras campanhas? E a roubalheira institucionalizada? E a farsa dolarizada da Operação Uruguai? Nenhum senador ousou formular alguma das perguntas que seguem à espera de respostas.

“O tempo é o senhor da razão”, dizia a inscrição estampada numa das camisetas preferidas de Collor. O passar dos anos não absolveu o ex-presidente, nem o tornou melhor. O Senado é que piorou. Ficou ainda mais parecido com o representante de Alagoas. Um fora-da-lei reapareceu na tribuna fantasiado de inocente por saber que o plenário é um viveiro de culpados.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

95 Comentários

  1. Cazoba(MOC)

    -

    17/05/2012 às 18:45

    ACORDA ALAGOAS: Esse criminoso matou muita gente,quando confiscou(roubou) a poupança de todos brasileiros.Quantas famílias foram ao desespero naquela época?ACORDA

  2. Jeremias-no-deserto

    -

    17/05/2012 às 16:03

    O que me deixa intrigado é o fato de tanta gente ingênua ter acreditado na ladainha desse patife! Não me refiro aos menos ilustrados politicamente, mas a uma boa parcela da classe média culta e politicamente muito bem informada, que hoje faz o seu mea culpa. Felizmente entre as inúmeras besteiras que já cometi em minha vida não constam o meu voto a esse indivíduo ou ao guru de Garanhuns.Desse pecado eu não preciso me penitenciar jamais.

  3. eder

    -

    16/05/2012 às 19:12

    Que foto essa do Collor!…no mínimo umas dez!…por isso que nem sente peso na consciência.

  4. Rodrigo Sixel

    -

    16/05/2012 às 14:14

    Esta quadrilha é esperta. Cometem e “recometem” todos os tipos de crimes possíveis, pois sabem que estão no Brasil, e que o para o povo aqui, basta oferecer um bolsa esmola, carnaval em todas as épocas e futebol, que o povo esquece. Afinal de contas a maior parte da população se preocupa mais com as notícias de fotos nuas de uma atriz qualquer na internet do que com o que acontece com o dinheiro que é arrancado de seus bolsos, em forma de onerosos impostos, para sustentar esta máfia.
    Parabéns ao Brasil por ser uma grande fábrica de políticos corruptos e de povo analfabeto funcional.

  5. Pedro bizzotto netto

    -

    15/05/2012 às 18:56

    Graças aos brasileiros do estado de alagôas êste pústula volta ao cenário político.

  6. Lairton Lopes Sena

    -

    15/05/2012 às 14:54

    Mais um a participar da tropa de choque, com o intuito de fazer reféns os homens de bem deste país. Eles chafurdam no lamaçal de maracutaias, falcatruas,roubos… Torna-se urgente: darmos um basta;a imprensa não se calar diante de ameaças; o judiciário manter-se firma a favor da democracia… caso contrário deixaremos de ser nação e nos tornaremos marionetes sob o comando desta quadrilha.

  7. Paulo Reis

    -

    14/05/2012 às 22:55

    Esse Marginal psicopata é muito perigoso. Não sei porque ainda esta em liberdade. Lula, Dirceu e Collor é tudo farinha do mesmo saco.

  8. fpenin

    -

    14/05/2012 às 21:04

    Eu confesso: votei em Collor. A própria democracia fornece-me o remédio, nunca mais votarei em canalhas desse tipo.O erro é o prenúncio do acerto, mas, tem gente que não aprende…

  9. PAULO

    -

    14/05/2012 às 20:21

    eu tenho certeza absoluta que todos esse conservadores hipócritas que hoje falam do COLLOR votaram nele.

    Pior é quem começou a votar depois que virou amigo do Lula. É o teu caso, paulanta.

  10. Desouza

    -

    14/05/2012 às 20:04

    Esse falastrão de esgares insanos, vive alimentado pelo ódio e sede de vinganca. Acha-se injusticado pelo Brasil que pensa e por isso, se une cada vez mais a canalhas de sua estirpe para aumentar seu poder de fogo.

  11. Pedro platilha

    -

    25/03/2012 às 10:48

    Como alguém teria coragem pra dizer algo? E o rabo preso como ficaria?
    Lembram se da frase mostrada no fantástico de domingo – eu protejo meus clientes e os clientes me protegem? E isso aí macacada.

  12. hercidia coelho

    -

    24/03/2012 às 18:53

    Depois do mensalão, aprendemos que o Collor era só um aprendiz de ladrão. O que tanto nos indignou em 1990, 1991 e 1992 é hoje corriqueiro em nossa política. Como éramos inocentes!

  13. Evandro

    -

    23/03/2012 às 13:31

    TEXTO ESPETACULAR E REVELADOR PROFUNDO!

  14. Valentina de Botas

    -

    21/03/2012 às 19:15

    Do sebastianismo tropical jeca regado a uísque Logan ao sebastianismo tropical jeca regado à cachaça, o Brasil teve na breve administração FHC rara sobriedade para comtemplar a si mesmo com calma e descobrir que pode dizer não à cafajestice. Como presidente, Collor, o ubíquo imperador, parecia ressurgir de seu imaginário Alcácer-Quibir tupiniquim para caçar marajás e redimir “os descamisados e pés-descalços”. O yuppie arcaico, sordidamente autodeclarado “nascido com aquilo roxo”, garantiu que sua assinatura era a certeza do resgate da poupança sequestrada, na trama do Plano Collor que deixou o país em choque. Naquela eleição, escolher entre Lula e Collor foi como separar o joio do joio. Lula preferiu perder sozinho a ganhar com o apoio de Mário Covas. Um dois maiores elogios que o saudoso político poderia receber e um dos fatores determinantes para o país viver outro retrocesso. Quando acuado, o filhote da ditadura, na definição insuperável de Brizola, fez pouco mais do que pedir à imprecisa “minha gente” que não o deixasse só. Agora que o joio e o joio voltaram a se juntar, num ecumenismo de seitas fervorosamente adoradoras de ladrões, Collor chegou a ficar todo roxo na defesa apoplética que fez do respectivo sumo sacerdote e no ataque à imprensa. Vingou-se defendendo um inimigo histórico. Enfim, identificou e encontrou “sua gente” na súcia. A aliança nefasta entre os jecas imperiais ébrios de poder avisa ao país que cafajestes não recuam diante de um “não” e um país complacente com cafajestes já perdeu não ainda o direito de dizer “não”, mas certamente a sobriedade para articulá-lo. Um beijo, Valentina.

    É isso, Valentina. Um beijo.

  15. José Dailton Barbieri

    -

    20/03/2012 às 13:50

    Penso que à época havia juízes na acepção do termo. Hoje, a maioria da nossa Corte Suprema se curva ao Executivo, como se extraí de algumas decisões.

  16. aldo soares

    -

    20/03/2012 às 8:50

    Elle surgiu como um fenômeno: da arrogância, da mentira;da megalomania louca de poder, desvairado, intolerante e, confesso que na época votei nele. No futebol os pernas -de- pau são expurgados; mas,…na política, são exaustivamente treinados a bater um bolão: pois,o povo assim quer. Ah! lei eleitoral formidável;anos depois os ilícitos se transformam em verdadeiras experiências.

  17. ricardo .

    -

    19/03/2012 às 19:56

    Ufa……vcs já disseram tudo,só um detalhe,Collor passou a juventude entre,Rio,DF,Al elle ia poucas vezes!!!Mas, quando ia,ia!

  18. José Carlos Colodette

    -

    19/03/2012 às 18:40

    Esse comentário é só para dar uma resposta ao Júnior Leite.
    Júnior, você é o perfeito idiota latino americano, O típico idiota agulha (toma na unda e não perde a linha – sei que você me entendeu, Júnior). Você é o analfabeto político de que falou Bertold Brecht. Sei que você não sabe quem é ele mas, um dia, quando você conseguir tirar as patas dianteiras do chão poderá conhecê-lo. Só uma pergunta, Júnior Leite, você vai deixar de mamar e passar a comer capim quando?

  19. carlos mattos

    -

    19/03/2012 às 17:51

    Quem pariu matheus que o embale, o cara nao vai devolver a grana que gastou em gasolina e restaurantes, sera que vai ficar por isto mesmo( estou sem interrogacao)

  20. Sínter.

    -

    19/03/2012 às 14:56

    leite talhado para o cafézinho do congresso.
    e a vaca dona desse leite teima em não ir pro brejo.

  21. junior leite

    -

    19/10/2010 às 15:40

    Augusto,o certo é que Collor é um politico fenomenal e tem seu nome registrado na historia deste país,já o seu?

    Na história do crime figura entre os melhores prontuários. Meu nome, é verdade, nem aparece.

  22. junior leite

    -

    19/10/2010 às 11:07

    Sensus: Dilma Rousseff 99%, Serra nenhum, indecisos 1%

  23. Dalton C. Rocha

    -

    08/08/2009 às 17:38

    Pedro Simon não tem o direito de dar lições de moral a Collor, nem a ninguém.
    O site http://www.visaoindependente.com/2009/03/17-anos-depois.html fala sobre Collor.
    O Senado é essa zorra, nãoporconta de Collor, Renan ou Sarney e sim,por conta de Lula.

  24. FERNANDO

    -

    07/08/2009 às 3:54

    Diocleciano, como tantos outros que já apareceram aqui dizendo ser democrata e depois ter se revelado PTralha, talvez você seja diferente deles. Este espaço sim é democrático e muitos que vêm aqui e deixam seus comentários são apartidários e têm totais isenções para descer o cacete em quem quer que seja. Não estamos aqui para defender políticos corruptos ou partidos, estamos aqui para comentar as mazelas que eles causam ao povo e ao nosso país.

  25. maria cristina

    -

    06/08/2009 às 19:22

    Lulla está criando uma cobra no seu quintal.
    Eu tenho certeza que ela dará seu bote na hora certa. E será merecida.

  26. Paulo do Valle

    -

    06/08/2009 às 11:32

    Fiquei emocionado ao ver a foto da 1ª página de hoje do Estadão, mostrando os TRES MOSQUETEIROS, guardiães da imoralidade, da corrupção, do nepotismo e outros delitos mais, que por serem senadores acham que podem fazer quaisquer maracutaias em beneficio próprio e de seus familiares e asseclas, pois sabem que jamais terão de pagar por seus crimes, porque têm o foro previlegiado e a impunidade, que tem como casa mãe o Congresso Nacional, que tornou-se a MAIOR de todas as leis. A foto só não está completa porque faltou o D’ARTANGNAN, talvez ocupado em planejar as próximas “ações comunitárias” das outras facções criminosas que estão alojadas no atual Governo da República Federativa do Brasil. Que lástima!

  27. Julia

    -

    06/08/2009 às 10:07

    O Collor não é só uma figurinha lamentável é um político com as piores intenções, criou uma farsa eleitoral, destruiu a vida de milhares de pessoas com o Plano Collor e confirmou as piores previsões sobre a sua trajetória…tem sempre um comportamento indecoroso e imoral. Votei no Covas no primeiro turno e fico irada em pensar que esse país poderia ser muito melhor tendo o Mário Covas como presidente…não existe se na história eu sei…mas o Mário Covas merecia ser presidente!

  28. Ingo

    -

    06/08/2009 às 8:36

    Augusto,

    Sei que este Blog não é chat.

    Mas acontecimentos como os de ontem, com o Brasil esclarecido atento a Sarney e Brasília, comentários como os seus são indispensáveis.
    E se fossem mais em cima da hora, tanto melçhor.
    Obrigado.

  29. Diocleciano

    -

    06/08/2009 às 7:54

    Ingo,

    Eu, petralha? Não, não. Eu sou o que por aqui chamam de democrata genuíno. Mas genuíno, mesmo. E não de araque.

    Agora, que mal lhe pergunte, você – e o outro aí – é um tucanalha?
    Disfarçado? Ou escancaradamente declarado?

  30. Conrado

    -

    06/08/2009 às 1:48

    Na verdade o pesadelo só começou em 15 de março de 1990, Augusto. O primeiro presidente empossado num primeiro de janeiro foi o FHC, em 1995.

  31. FERNANDO

    -

    05/08/2009 às 21:03

    AUGUSTO, isso é verdade!, espero que desta vez a magistratura seja rápida e faça a verdadeira justiça e não a dos SARNEYS.

  32. FERNANDO

    -

    05/08/2009 às 20:54

    AUGUSTO, quando você tiver alguma informação nos passe por favor, devemos acompanhar de perto todos acontecimentos e atentados contra à democracia imposta a imprensa deste país pelo medíocre pau-mandado travestido de desembargador ( DÁCIO VIEIRA ). Obrigado, um abraço.

    VAMOS FICAR EM CIMA DA JUSTIÇA. QUANDO QUER, SABE SER RÁPIDA.

  33. Gilmar Coelho

    -

    05/08/2009 às 20:18

    “Um homem armado é um cidadão. Um desarmado é um súdito” — Timothy McVeigh
    Pois bem assim foi como Collor se comportou desde o primeiro dia no senado, a sua primeira vítima foi o senador Pedro Simon, este carioca das alagoas, veio armado até os dentes, com ódio,raiva,rancor,mágoa,ressentimento,arrogância,petulância,ameaças, e não duvido que debaixo de seu “gabán” ele tivesse um 38tão, pois tratou o digníssimo Pedro Simon com se fosse um de seus súditos da época do governo rapina que ele fez. Falta também explicar sobre a morte de Pedro Collor, que antes de vir para Miami, foi atestado que não tinha nenhum problema de saude mental, e acabou morrendo com tumores no cérebro. O que pode dizer o Sr. Collor sobre aquele pai de santo alogoano que na época era guru dele e do PC Farias?

  34. Jorge Schweitzer

    -

    05/08/2009 às 20:05

    Ave Augustus,

    Amigo, hoje enviei o texto abaixo para: fernando.collor@senador.gov.br; senador pedro (simon@senador.gov.br); renan.calheiros@senador.gov.br

    E, lógico, postei em meu blog…

    Collor: Parece Cocaína, mas é só Tristeza…
    ================================

    Entrevista publicada em 27/5/1992

    VEJA – O senhor já admitiu que consumiu drogas na juventude. Como foi isso?
    Pedro Collor – Quando eu era jovem, era uma coisa que estava na moda, lá por 1968,1969,197O.

    VEJA – Em 1968, o senhor estava com 16 anos de idade.
    Pedro Collor – Mas é isso.

    VEJA – Que tipo de droga?
    Pedro Collor – Cocaína.

    VEJA – Seu irmão Fernando também?
    Pedro Collor – Sim.

    VEJA – Foi ele que o induziu a experimentar cocaína?
    Pedro Collor – As pessoas, por serem de faixa etária um pouco acima, naturalmente têm mais acesso a esse tipo de coisa. Foi assim que aconteceu.

    VEJA – LSD também tinha?
    Pedro Collor – Teve também LSD, umas duas ou três vezes.

    Na adolescência Collor era conhecido como “Fernandinho do Pó”…

    ..

    Senador Pedro Simon,

    Hoje li no jornal duas frases suas: “Tive medo” e “Foi assustador”!

    Como assim, senador?

    Teve medo do Fernando Collor?

    Não pode, não deveria…

    Os senhores senadores são muito bem remunerados para sentirem-se borrados de medo…

    Têm muita mordomia penduricalha disponível para seus cargos a justificar que a Sociedade cobre de vocês valentia indomada…

    Medo do Collor, Senador Simon?

    Tenha paciência…

    O senhor tinha que ter partido para o tudo o nada com um pilantra daquele envergadura…

    Aquelas reações que o senhor considerou assustadoras são normais em adictos…

    Depois passa e o sujeito entra em depressão profunda, mania de perseguição e desenvolve quadro de transtorno de personalidade…

    Se o senhor aguardar que ele vá ao banheiro e volte já irá presenciar outro sujeito com caráter desconfiado sem sequer lembrar o que ocorreu…

    Senador Pedro Simon, o senhor deveria fazer como o Roberto Jefferson…

    Andar armado sempre, mesmo no Congresso..

    Naquele momento que o senhor pensou que o Collor poderia estar sacando uma arma, sacaria sua pistola e pum…

    Isto chama-se legítima defesa putativa…

    Nome apropriado para sentar chumbo no Collor, né caro Simon?

    Acha que estou brincando?

    Não!

    Agora, nobre Senador, o senhor não correu risco algum…

    Collor é um trouxa…

    Aquilo tudo é jogo de cena…

    E mais, o Arnon – pai do trouxa – errou um tiro a menos de cinco metros de Silvestre Péricles e acertou um camarada que estava coçando o saco logo atrás, o senador José Kairala…

    Porém, Senador, se o senhor continua com medo depois de tudo que falei…

    Entrega o cargo…

    Põe outro no lugar…

    Me recuso a ser representado por alguém que tem medo de Collor, Renan e Sarney…

    O senhor sabe de cor o Hino da Independência?

    É por aí…

    Jorge Schweitzer

  35. FERNANDO

    -

    05/08/2009 às 19:52

    AUGUSTO, tire uma dúvida minha, o jornal O estado de S. Paulo recorreu da liminar deferida pelo desembargador DÁCIO VIEIRA em prol do FERNANDO SARNEY?.

    FERNANDO: ONTEM À NOITE, A DIREÇÃO DO JORNAL INFORMOU QUE O RECURSO SERIA ENCAMINHADO HOJE.

  36. FERNANDO

    -

    05/08/2009 às 19:45

    AUGUSTO, sarney não acrescentou nada na defesa dele no plenário do senado, e o pior está acontecendo no conselho de ética, que vergonha!. INGO ele não estar disfarçado, é PTralha sim.

  37. elís

    -

    05/08/2009 às 19:18

    Cadê o petê????? Cadê a Ideli,enquanto mulher combativa???? E a Dilma não-candidata???? O pobre Mercadante anda fazendo um tremendo esforço para tirar o collorido do seu bigode… em vão.

  38. marilia r bassi

    -

    05/08/2009 às 19:05

    Que vergonha: Collor, Renan & Sarney… e pensar que 2 deles já foram presidentes do Brasil. Pobre de nós, brasileiros, nas mãos desses canalhas. Ontem e hoje, nas mãos de vagabundos, mafiosos, canalhas.

  39. joca

    -

    05/08/2009 às 18:52

    o chato é que o povo é que vota, elege e, eventualmente, pressiona pela saída dos governantes de plantão. que saco, isto, não? deviam deixar o augusto decidir se o collor pode ou não ser senador…

  40. Ingo

    -

    05/08/2009 às 17:30

    Diocleciano.

    Este é um esdpaço democrático. Muito democrático.
    Ainda que mal lhe pergunte:
    Vc é um petralha?
    Disfarçado ou declarado?

  41. Ingo

    -

    05/08/2009 às 17:27

    Augusto,

    Está faltando cobertura na crise do Senado.

    Veja o que faz o Noblat.
    Em cima da hora.

    CARO INGO: A OBSERVAÇÃO É PERTINENTE, MAS PREFIRO ACOMPANHAR PELA TV E COMENTAR EM SEGUIDA. ISSO NÃO IMPEDE QUE VOCÊS COMENTEM ENQUANTO A COISA ROLA. ABRAÇÃO. AUGUSTO.

  42. Diocleciano

    -

    05/08/2009 às 14:44

    Acabo de ver na TV senado um discurso da senadora Kátia Abreu. Ela está a defender fazendeiros, latifundiários… Defender o cidadão que nela votou!? Que nada! Ela defende a corporações que bancam sua campanha. Ao cidadão ninguém defende, porque este é facilmente manipulável.

  43. Diocleciano

    -

    05/08/2009 às 13:44

    E o senador Pedro Simon era acostumado a discursar e encantar a plateia. “Oh, Pedro, falar sozinho é fácil. Mas o senhor viu que com outro fazendo objeções a coisa é, digamos, um pouco mais difícil.”

    O Pedro foi pego de surpresa. Tremeu do pé à cabeça. Ficou nervoso quando foi lembrado por Renan que fala mal de Sarney devido a ele, Sarney, ter sido o vice de Tancredo, e não ele, Símon. E nesse particular pareceu ter Renan uma certa razão.

    Longe de mim está aqui a defender Sarney, Renan ou Collor. Mas também não se pode lhes negar o direito de se defender. E foi o que fizeram, se defenderam.

    O senador Símon disse que estranhou a reação de Collor. Ora, senador Pedro Símon, o senhor fez um discurso irônico, utilizando-se de indiretas. Chamou o Collor de corrupto na cara dele. Que reação era pra ter? Qualquer um, a menos que fosse covarde, reagiria.

    Ademais, adorei aquela discussão. Tortura é ouvir discurso de Mão Santa. Torço para que hoje haja mais um bate boca.

  44. José de Araújo Madeiro

    -

    05/08/2009 às 13:30

    Augusto,

    A república está no homem e não no poder. A minha república é a minha casa e muito anterior é a minha pessoa. Não me importa às defenderei pouca me importa o resultado ou às circunstâncias. Para mim, o Brasil sempre estará acima de Lula ou de quaisquer brasileiros sem os predicados para representá-lo.

    Na qustão da valentia do Collor de Melo, desafiando um colega de parlamento em diferencias muito significativas de idade e porte físico, lembrei-me de umas palavras dos meus tempos do sertão de que o homem verdadeiramente valente cumpre os seus deveres e não vive provocando ninguém.

    Att. Madeiro

  45. CARLOS T

    -

    05/08/2009 às 13:23

    parabens augusto ! parabens a veja!

  46. Moacir

    -

    05/08/2009 às 12:56

    Que texto! Que qualidade jornalística! Que estilo brilhante! Parabéns, Augusto Nunes!

  47. hermes

    -

    05/08/2009 às 12:39

    Eu perguntaria aos Petistas, como Ideli Slavati, Tiao Viana, Aluisio Mercadante:
    Vocês vão deixar o Collor e Renan mandarem no Congresso?
    Ideli que é tão combativa, olha se vacilar elle entra na chapa da Dilma e vocês vão chupar o dedo heim?

  48. PAULO BOCCATO

    -

    05/08/2009 às 12:28

    (ANUNCIO)
    JOGAMOS BUZIOS , FAZEMOS MACARRONADA, TRABAIO DE ENCRUZIADA E VINHO DA TOSCANA COMO MINGUEM !

    CONSULTE “PAI BOCCATO DE OGUM “, CAPISCE !

    DESCONTO EM GRUPO PARA POLITICOS EM MAUS LENÇÓIS !

  49. PAULO BOCCATO

    -

    05/08/2009 às 12:26

    “(PREVISOES TIRADAS DAS MINHAS DUAS DE “CRISTAL”…UI !)”

    LEIA-SE…

    BOLAS DE CRISTAL…BO-LAS !

  50. PAULO BOCCATO

    -

    05/08/2009 às 12:24

    (PREVISOES TIRADAS DAS MINHAS DUAS DE “CRISTAL”…UI !)

    1-) ALGO ME DIZ QUE O PAÍS SE DIVIDIRÁ POLITICA E MENTALMENTE DEFINITIVAMENTE EM DOIS…UM NO SUL E OUTRO, NO NORTE E NORDESTE , APOS AS PROXIMAS ELEIÇÕES !

    2-) DEVIDO AOS BOLSA-ESMOLA E VALE-VOTO DO GOVERNO DA QUADRILHA FEDERAL , NO NORTE E NORDESTE ,RESISTIRAO…MAS :

    3-) O PT SERÁ PULVERIZADO PELO VOTO NO CENTRO SUL E SUDESTE EM ESPECIAL !

    4-) NA IMPRENSA…MENTIROSOS, DISSIMULADORES E FLAGRADOS PELOS FATOS, AS ‘REDASSÕEZ’ DE ALUGUEL FICARAO RENDIDAS E VENDIDAS PELA NOTICIA QUE JORNALISTAS INDEPENDENTES COMO A. NUNES ENTRE OUTROS , SAINDO NA FRENTE, “SURFARAO” NAS LINDAS ONDAS DA CREDIBILIDADE QUE FALTARÁ AO RESTO DA DONA “ENPRENSSA” !

    5-)…EM MENOS DE CINCO ANOS , O SACO DA MILICAIADA ,SE DER DILMA NA CABEÇA, VAI ESTOURAR E A PIOR DA PIOR DAS DITADURAS VAI SE INSTALAR AQUI E BYE BYE DEMOCRACIA !

    PODEM ME COBRAR !

    ASS.: “PAI BOCCATO DE OGUM ”
    …AXÉ BABÁ, CAPISCE ?

  51. PAULO BOCCATO

    -

    05/08/2009 às 12:14

    O PRIMEIRO COMANDO DA CAPITAL CONTINUA COM A BOLA TODA SOB AS BENÇÃOS DO PT !
    NAO FALTA NEM UM MESMO UM MARCOLA LOCAL…MARCO AURELIO GARCIA !

    A DEMOCRACIA NO BRASIL É OU NÃO É COM ‘D’ MINUSCULO ?

  52. Ingo

    -

    05/08/2009 às 11:25

    Augusto,

    Existe uma carta de Fidel Castro, enviada a Hugo Chàvez, com conselhos para este se perpetuar no poder.
    OPs detalhes são quase inacredit[áveis e c oorroboram o muito que já se sabe sobre o Foro de são Pauylo.;
    Lula é figura importante dos planos pára que a América Latina se torne marxista, ao estilo cubano0.
    Vc. poderia comentar?

    Veja mais:

    [http://notalatina.blogspot.com/2009/08/transcricao-da-carta-de-fidel-para.html]

    Uma visita ao site de Graça Salgueiro, para conferir a estarrecedora e finalmente cabal transcrição de uma carta de Fidel para Chávez, na qual ele o ensina a conduzir a revolução socialista em três etapas. Segue junto o aúdio, com a voz de Iván Ballesteros , no programa “El Plomo Parejo” da extinta RCTV realizado em 10 de maio de 2007. Nota: a carta menciona Lula várias vezes! Em que etapa estamos?

  53. julio homero

    -

    05/08/2009 às 10:44

    Cenas lamentáveis, mas própria de seus protagonistas. A farsa, arrogância o cinisno permanecem intactos. Aquella expressão, aquelle vocabulário. O cara é um perigo. Deveria estar preso ou interndo num hospício qualquer. Mas, não, é senador. O que dizer de Renan Calhorda ou seja lá qual for o sobrenome que esse crápula tenha.E o tal Salgado, aquele clone de “leão da Metro”?. E o restante da quadrilha, Sarrney, Paulo Duque, Raupp, Papaleo? Ainda por cima a oposição “amarelou’. Não é atoa que o senado passa pela maior criese desua história.

  54. wesley stahl

    -

    05/08/2009 às 10:22

    Parabens, foi um primeiro mandato cheio de investigações cassações e tudo que se podia imaginar reelegeram para o segundo.
    Parabens todos aqueles que votaram são culpado porque tiveram tempo e muita informação para tirar suas duvidas.
    Agora sabe o que vcs fazem votem em Dilma assim ja esta com um caminhão de lixo la com ela vai chegar mais uma remessa de lixo podre .
    Parabens.

  55. alzires

    -

    05/08/2009 às 9:57

    Sr.Augusto Assistindo a sessão da vergonhosa TV.senado de segunda feira quando o Collor de forma irrespeitosa agrediu verbalmente o senador Pedro Simon pensei que a historia fosse se repetir,quando o pai do senador pôs fim a vida de outro senador em pela sessão.O olhar do collor era de dar medo até em bandidos como o Marcola.

  56. Ivan Peluso

    -

    05/08/2009 às 9:52

    Nunca mais voto no PT.Para dizer a verdade,nunca mais voto em ninguem.Esperamos anos pela democracia para termos isso ai.Senadores e deputados vagabundos.Os que prestam sao omissos e acovardados,um espetaculo asqueroso,comandado pelas mesmas figuras de sempre.Antes era ACM que comandava a bandalheira no Congresso,agora temos Renan,Collor,Jader e Sarney,o despota afavel.Porque o Simon nao mandou o Collor para a p… que o pariu?E o PT que so quer saber de mamar nos cofres publicos com o apoio imoral desses vagabundos?Sabe-se muito bem que os sindicatos no mundo inteiro sao dominados pela mafia e aqui nao foi diferente.Fundaram um partido para chegar ao poder!

  57. Jaime Pimenta

    -

    05/08/2009 às 9:39

    Augusto,

    1. Texto profético (infelizmente);

    2. A História se repetindo como farsa.

    Abs,

    Jaime Pimenta

  58. PAULO BOCCATO

    -

    05/08/2009 às 9:37

    Luis Inacio não tem aliados.

    Possui na verdade “carneirinhos” que de quando em quando ele não hesita em sacrificar no altar de suas necessidades e conveniencias, após engorda-los
    (in)devidamente com prebendas públicas !

    Depois de Sarney e Renan, agora é a vez de Collor de Mello, que juntando-se ao rebanho, se coloca a ‘balir’…é só questão de tempo mas este tambem, ainda acabará cedo ou tarde, como acepipe na mesa do lulopetismo !!

    De resto, pobre Brasil, transformado em galinheiro de aves gordas (os cidadãos) é mais do que nunca foi antes na história deste país, presa fácil para os lobos do poder, sejam eles petistas vorazes ou ‘carneiros’ que se acham espertos !

    Paulo Boccato

  59. Mané

    -

    05/08/2009 às 9:27

    O Collor é a história que todos conhecemos: arrogante, corrupto, doido, vide cano na poupança e investimentos, permitiu esquemas de corrupção tendo como operador PC Farias.
    Contudo, sem querer defendê-lo, ele não foi pior que o molusco e o Sarney, aquele com o caso Valdomiro, mensalão, sanguessugas, etc. Somente o mensalão já seria motivo suficiente para uma cassação do apedeuta.
    O governo Collor foi o responsável pelas privatizações, abertura da economia, pela arrancada do programa de qualidade ISO, pela extinção dos cheques e títulos ao portador. Como não tinha apoio do congresso, a cassação foi uma festa, com enorme cinismo, com todos chutando o cachorro morto. Não o estou defendendo, apenas fazendo uma comparação.

  60. v.b.p.f.

    -

    05/08/2009 às 9:16

    Prezado Augusto, acho que seria o segundo ou terceiro comentário meu que não vejo publicado. Sei que não infringi nenhuma regra ética, mas como eu escrevo mais por desabafo do que outra coisa, continuarei a ler seus artigos e compartilhar em 100% suas idéias . Abraço.

    NÃO EXCLUÍ NENHUM, ACREDITE. SE ISSO TIVESSE ACONTECIDO, DIRIA OS MOTIVOS COM A SINCERIDADE DE SEMPRE. MANDE OS COMENTÁRIOS DE NOVO, PLS. ABRAÇOS.

  61. Dalvinha

    -

    05/08/2009 às 8:40

    O tempo é o senhor da razão! Desde que enfrentemos os problemas e crises com discernimento, sem afagos ou postergando punições por este ou aquele histórico político se no momento agridem nossas instituições. Pois só Instituições fortalecidas possuem armamento necessário para o combate eficaz aos verdadeiros fariseus hoje no poder.

  62. Diocleciano

    -

    05/08/2009 às 8:05

    Quando Virgílio calou

    Passado o bate-boca entre Símon, Renan, e Collor; alguns senadores começaram a fazer apartes em solidariedade ao senador gaúcho. Mas um senador em espacial surpreendeu pela incomum timidez: Artur Virgílio é o nome dele.

    Virgílio, outrora tão destemido, demonstou temer. Outrora tão animado, demonstrou desânimo. O “nobre” senador estava simplesmente irreconhecível. Ele chegou quietinho, de mansinho, e, em meio à a discussão ficou pianinho. O homem era outro. Comedido, visivelmente preocupado, apreensivo…Falta palavras para descrevê-lo naquele momento.

    Símon, em meio ao tiroteio, pedia socorro com o olhar. Estranhava o comportamento tímido de alguns de seus colegas. E principalmente o de Artur Virgílio. Tanto o é que depois falou: ” Eu pedi para falar primeiro, senador Virgílio, porque achei que o senhor, como sempre, iria fazer um discurso enérgico…” Artur Virgílio, esperto que é, entendeu de imediato a ironia do experiente senador. E retrucou: ” Entendo, senador Símon…mas farei aquilo que acho que devo…entrarei no conselho de ética contra alguém, se achar que devo…”

    Não se preocupe, senador Artur Virgílio. Nós sabemos perfeitamente o motivo que o leva a calar-se. Quando se tem o “rabo preso”, fica, digamos, um pouco mais difícil. E aproveito para alertar aos alagoanos: APRENDAM A VOTAR!!! Digo o mesmo aos amazonenses.

  63. FERNANDO

    -

    05/08/2009 às 6:38

    AUGUSTO, será que a questão no senado é de ótica e não de ética como afirmou o senador RENAN em entrevista a agência brasil?.

  64. FERNANDO

    -

    05/08/2009 às 4:08

    AUGUSTO, tudo que estar acontecendo no senado é unicamente de responsabilidades de LULA e PT, que revitalizaram SARNEY, RENAN e agora COLLOR. 1º – Incentivou sarney a se candidatar presidente do senado, tendo no próprio PTralha candidato;
    2º – PTralhas se juntam e livram RENAN no conselho de ética, o que fez surgir a versão II (o retorno de RENAN ), com mais poder e força que antes, tudo patrocinado pelo planalto para que o PMDB dê guarida a DILMÃO em 2010;
    3º – LULA encontrou no PTB apoio da camarilha de GIM ARGELLO, que responde por vários processos na justiça do DF e, de contra-peso levou o COLLOR que jura de pés junto que é amiguinho de LULA desde criançinha. Somando-se tudo isso o senado transformou-se na casa de horrores e terrores.
    Diante disso o que nos resta é descer o cacete sem pena e sem piedade nestes bandidos, os primeiros passos foram dados ontem dentro do próprio senado por um grupo de manifestantes.

  65. Fabio Saboya

    -

    05/08/2009 às 2:53

    AUGUSTO,

    CONSIDERANDO QUE A MAIORIA DOMINANTE DA OPINIÃO PÚBLICA DO RJ NÃO ESTEJA COMPACTUANDO COM O MOVER DESTE SENHOR PAULO DUQUE,

    PERGUNTO:

    QUE RAIO DE ARGUMENTO É ESSE QUE LEVA O GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL A BANCAR ESSE DESGASTE ?

    A ABRIR MÃO DESSE “GANHO” DESSE CACIFE ELEITORAL E DESSA SIMPATIA MIDIÁTICA QUE SE APRESENTAM NA HIPÓTESE DE MANDAR O SECRETÁRIO FICHTNER DE VOLTA PARA BRASÍLIA, E ASSIM DESARTICULAR O NOJENTO SISTEMA SARNEY / RENAN NA COMISSÃO DE ÉTICA ?

    O QUE O SEGURA ? É DINHEIRO ? É O SARNEY ? É O LULA ? É O SERRA E O AÉCIO QUE NÃO DÃO UM CARGO PRA ELE NA CHAPA ? OU ESSE GANHO ELEITORAL E MIDIÁTICO NÃO EXISTE DE FATO ?

    SAÚDE JOSÉ ALENCAR !

    ABRAÇO,

    FABIO SABOYA

    FABIO: VOU PERGUNTAR PRO SÉRGIO CABRAL AMANHÃ. QUERO VER QUAL É A EXPLICAÇÃO OFICIAL E EM SEGUIDA DESCOBRIR O QUE HÁ POR TRÁS. ABRAÇOS, AUGUSTO

  66. RODRIGUES DE FREITAS

    -

    05/08/2009 às 1:27

    Augusto Nunes, Santo Deus!… Você existe!… Eu que já me sentia, assim como o povo brasileiro órfãos de lideranças, de alguem que diga sem medo o que sentimos e não nos deixam dizer, pela primeira e tão tardia vez, li sua coluna e juro, me emocionei… Não estamos sós… Você existe!… A Jentalha, o escremento mais podre de nossa sociedade que consegui assurpar o poder, que vem roubando, trapaceando, sem nenhuma vergonha ou temor como o nosso parlamento, ou mesmo por que não deizer, toda a estrutura de Governo,descaradamente zombando do povo, terá mais sedo ou mais tarde seu julgamento por alta traição contra a Pátria e o povo brasileiro, espero… Hoje, claramente estamos sob censura, a maioria da mídia, a aceita passivamentel. Muitas redes de TVs, no afã de agradar a “MÁQUINA”, transformaram seus jornais falados em programas de variedades. Hoje temos um grupo que finge governar o país, O Grande chefe é o garoto propaganda do sinistro sistema. Afinal, foi escolhido por seus atributos: É engraçadinho, parece com um ET, faz a pebre ignara sorrir e curtir, e como disse o Obama, “é o Cara”… E o mais importante, como ele mesmo faz questão de dizer, é analfabeto, em outros termos, “não sabe o que faz”… “É O CARA”!,,, E que Deus tenha pena de nós…

    BEM-VINDO, RODRIGUES. A BRIGA ESTÁ CADA VEZ MAIS ANIMADA. TAMBÉM SOMOS TEIMOSOS. UM ABRAÇO. AUGUSTO

  67. Titus Petronius

    -

    05/08/2009 às 1:13

    Temos de reconhecer que a família evoluiu, ganhou alguma civilidade. Fosse o patriarca, Simon teria sido fuzilado em plenário…

  68. Vanderlei Simionatto

    -

    04/08/2009 às 23:31

    Collor e Renan X Mercadante e Suplicy. Trocando por josta, tem que devolver a latinha.

  69. Zequinha

    -

    04/08/2009 às 21:45

    Políticos nordestino e aquela coisa nâo tem diferenca. Color, Aécio e a maioria gostam mesmo é de um rapèzinho branco.

  70. Adilson Minossi

    -

    04/08/2009 às 20:56

    Caro Augusto, fico a pensar… quem elege Collor para o Senado? Seriam os pobres coitados de um estado pobre, dos beneficiários do Bolsa-Esmola do Lula ou seriam os marajás que elle tanto combateu???
    Um sujeito desses não pode ser nem vereador, muito menos senador. Faltou culhões ao Senador Pedro Simon. senti que meu conterrâneo sentiu e tremeu nas bases. Ou realmente tem o rabinho preso como quase todos os políticos brasileiros ou receou ser morto a tiros por um descendente de coronéis acostumados a atirar em colegas naquela próprio Senado e que ficaram impunes pela mesma covardia e aconchavos próprios de um Renan Calheiros que é da mesma laia e do mesmo estado de Fernando Collor de Mello.
    O único modo de tirar esses bandidos do senado é pelo voto… mas vai demorar muito até que o povo brasileiro deixe de se locupletar com benesses, empregos, dentaduras, latas de água e bolsas-farelo….

  71. Luiz Vicente

    -

    04/08/2009 às 20:48

    O pior foi o plano de massacre contra o Simon com o protagonista se retirando da cena e deixando as câmeras e os leões com o seu desafeto.

    Realmente o Collor exagerou na reação e até parecia que tinha fumado crack.

    O Bolivariano da Silva já corrompeu a Câmera e lá vai derretendo o Senado, da mesma forma que fez o Chávez.

    No entanto, esses comunistas escravocratas estão agora com os dias contados, mesmo sabendo que não largarão fácil o osso.

  72. Hugo Werneck

    -

    04/08/2009 às 20:22

    Augustos e amigos comentaristas,

    Creio ter chegado a hora de analisarmos com mais rigor mesmo aqueles políticos suspeitos de honestidade, caso, por exemplo, de Pedro Simon. A diarréia oral de Collor, de forma alguma me surpreendeu. A flatulência verbal de Renan, da mesma forma, era a esperada de um crápula da sua laia! Entretanto, fiquei surpreso, primeiramente com a “meia trava” que Pedro Simon deu quando Collor o mandou engolir, digerir e, provavelmente expelir as palavras que nem me pareceram ofensivas a ouvidos tão acostumados a esculhambações de todos os níveis. Afinal, por quê aquele tremor e aquele balbuciar amedrontado. Será que ele pensou que Collor iria agredi-lo? Ou será que imaginou que Collor tivesse alguma “Miriam Cordeiro” na manga para jogar na sua cara? Isso precisa ficar melhor explicado. A outra questão que desejo abordar é a tímida intervenção, chegando quase ao pedido de desculpas, de Arthur Virgílio, quando se viu, premido pelas circunstâncias, a defender Simon da ira da dupla de falsários? Tem teto de vidro, heim?
    De qualquer forma, se os senadores tivessem um mínimo de vergonha na cara, levariam os dois sacripantas ao Conselho de Ética, mesmo sabendo que a “Giárdia Falante”, Paulo Duque, lá estaria para quebrar todos os galhos como qualquer macaco gordo. É uma vergonha o que o país assiste! Mas, insisto, não podemos perder a capacidade de nos indignarmos. Vamos à luta democrática, se possível, escorraçando essa matilha da vida pública.

  73. Robert

    -

    04/08/2009 às 20:19

    Walter,

    Collor e Renam ganharam porque o Rio não mandou a seleção titular. Concorreu com o suplente do suplente.

  74. Walter

    -

    04/08/2009 às 19:53

    Prezado Robert

    Renan e Collor foram os vencedores nessa disputa dos piores senadores do Brasil. O “concurso”foi difícil, reconheço, mas a dupla nefasta “Zóião e Dentinho” foi a campeã.
    Os alagoanos vão esquecer os distintos nas próximas eleições.
    O doidão da dinda volta pra casa e o maior pecuarista do Brasil volta pra cuidar do gado mágico.

  75. Robert

    -

    04/08/2009 às 19:49

    Ao Paulo Boccato.

    PCC é ótimo!

    O INPI já notificou o Marcola para deixar de usar a marca, pois pertence por absoluta antiguidade ao PT. Os broches de metal já estão sendo disputados pela base alugada e pela tropa do cheque. Os broches de plástico poderão ser adquiridos nas lojinhas do PT ou em festinhas de alienados esquerdopatas.

  76. Robert

    -

    04/08/2009 às 19:26

    Ao Walter

    “Incrível como um estado como Alagoas tem os piores representantes que a política poderia apresentar ao Brasil.”

    Pera, pera, pera. Alagoas não é isso tudo. Há controvérsias. O Rio de Janeiro é extremamente competitivo no quesito e tem quadros para concorrer a ter os piores representantes em todos os niveis que tenham a profundidade de um pires, da Camara dos Vereadores do RJ ao Senado Federal. Está para nascer no Rio um politico que não seja páreo para os politicos de Alagoas.

  77. Rodrigo

    -

    04/08/2009 às 19:24

    Na crise mundial o Brasil está soluçando na marolinha.
    Até aí, estamos indo…
    Na crise, institucional o Brasil está surfando na maior onda!
    Poderia estar sendo o maior barato!
    Mas não!!! O que esta acontecendo é que o Presidente não para de dar descarga.
    Obrar, e dar descarga! Obrar, e dar descarga! Obrar, e dar descarga!
    Estou surfando dentro de uma latrina na República dos Carcamanos.
    Ou seria, na Casa da Mâe Letícia?
    Onde, cada representante do Estado ou do Governo, não passa de um feirante desonesto que força o braço na balança.
    Collor é apenas um mastino napolitano que em breve será superado pelo atual Presidente, pois ele, esta trabalhando muito, muito mesmo para isso acontecer.

  78. PAULO BOCCATO

    -

    04/08/2009 às 19:23

    MARGINAIS É O QUE SÃO !

    E ESTA FUNDADO OFICIALMENTE O P.C.C. !!

    O PRIMEIRO COMANDO DA CAPITAL !!!!

  79. PAULO BOCCATO

    -

    04/08/2009 às 19:19

    E ASSIM O PT E SEU CANCER NACIONAL VAO DE MESTASTASE EM METASTASE MINANDO O BRASIL !

    RENAN,
    COLLOR,
    SARNEY…SÃO SÓ AS PUSTULAS DESTE PROCESSO DECADENTE !

    ESCREVAM : O PT E O SENHOR LULLA DA SELLVA AINDA ACABARAO REPONSAVEIS POR MATAREM A DEMOCRACIA DE UM JEITO OU DE OUTRO !

    ;-(

    …CAPISCE ?

  80. Antonio Neto

    -

    04/08/2009 às 19:18

    Augusto,
    Veja como o povo maranhense está recebendo as notícias da crise e do senado(edição 0489).
    http://www.imirante.com.br/oestadoma

    Que beleza! Como a rede globisss é igual a merthiolate, vai na ferida mas não arde nada, os maranhense tão f…

    Falar em rede globis quanta diferença na cobertura dos escândalos do renan para o de sir. nei, hein!!!

  81. PAULO BOCCATO

    -

    04/08/2009 às 19:16

    E EU VIVI PARA VER UM COLLOR DE MELLO ‘ANABOLIZADO’ PELO PT E LLULA DA SELLVA !

    SÓ FALTA FUNGAR O SARNEY E FUMAR O RENAN !!

    É…OS PETISTÓFILOS LÁ DA TERRINHA JÁ MOSTRAVAM O ANDOR, O ANDAR E O FEDOR DA COISA TODA QUE SERIA A NIVEL NACIONAL !!

    SAO CINICOS !
    SAO CANALHAS !
    SAO MENTIROSOS !
    E SAO…PERIGOSOS !

    VOCE SABE DON AUGUSTO…OS FINS SEMPRE JUSTIFICAM OS MEIOS EM NOME DA “CAUSA’…NAO HA LIMITES !

    GENTE(?) ASSIM É CIVILIZADA ?

  82. Vera Ribeiro

    -

    04/08/2009 às 19:13

    BRASIL MOSTRA A SUA CARA. Infelizmente ontem mais uma vez Collor do Brasil mostrou a sua. Cara de louco, bufando, quase sem ar, um jeito teatral que poucos políticos conseguirão fazê-lo. Parabéns! Como político você é um ótimo ator.

  83. Luiz Oscar Ribeiro

    -

    04/08/2009 às 19:11

    Realmente o Senador Pedro Simon do seu Rio Grande de Sul, reserva moral deste desacreditado e corrupto Senado Federal, teve motivo para temer pela atitute beleciista do Collor Farias ontem na sessão tumultuada da casa. Ele, como todos presenciaram, lançou um olhar assassino de quem iria sacar de uma arma e fuzilar Simon, ato que não seria pioneiro em uma familia já acostumada a resolver suas eventuais pendências políticas a bala, inclusive dentro plenário do Senado. Vade Retro Satanás para gente com esse tipo de comportamento rudimentar que somente entenderiamos se vivessemos na Idade Média.

  84. José Jorge Nunes Silveira

    -

    04/08/2009 às 19:07

    Caro Augusto (desculpe a intimidade),
    Será que Collor é pior que Lulla? Será que a corrupção de hoje é menor do que a de antes? Um “impeachment” hoje seria, por acaso, menos justo? Será que o caso “Lulinha” é menos grave do que o do Paulo César Farias? São perguntas que estão aí sem respostas, diante de um Congresso impotente, composto de figuras execráveis (tais como este senador Wellington Salgado, que nem um voto teve), e que coaduna, em benefício próprio, com o pior momento da história republicana do país. Hoje, não dá mais nem mesmo para condenar o regime militar, infelizmente! E no ano que vem tem eleição, pensa bem! Pobre Brasil!

  85. Paula

    -

    04/08/2009 às 18:34

    O texto apesar do tempo continua atual, mas tenho pensado muito na contribuição que o povo brasileiro tem dado para que o Congresso não perca o status quo: ou seja, uma casa de licenciosidades. Tudo bem que o nosso voto não significa passaporte para a ilegalidade, entretanto, a reeleição de políticos que apresentam curriculum repleto de antecedentes criminais, e, diga-se, públicos e notórios, pode não caracterizar o tal passaporte mas já é um pedido no mínimo masoquista de ‘me engana que eu gosto’.

  86. nilza bellini

    -

    04/08/2009 às 17:35

    Como os políticos brasileiros são vagabundos!

  87. Celso

    -

    04/08/2009 às 17:15

    Augusto,

    Lendo seu texto constato que o País piorou muito pois, há 17 anos atrás o Presidente aventureiro sem compromisso com valores éticos, com a lógica, com a lei, foi afastado do poder.

    Hoje temos um Presidente aventureiro sem compromisso com valores éticos, com a lógica, com a lei que tem índices absurdos de popularidade.

    Onde vamos parar ?

    Abraços,

    Celso

  88. f tavares

    -

    04/08/2009 às 17:13

    o senador collor precisa viajar pelo país para entender os novos tempos, ver e ser visto pela população, fazer disso instrumento para avaliar e ser avaliado pela opinião pública, formular um conceito além do que o espelho embaçado da vaidade e do passado lhe proporciona. a forma doentiamente agressiva, os olhos esbugalhados, a respiração ofegante, a confusão verbal, um quadro que poderia descrever, sem exagêro, um frequentador da cracolândia em crise à beira da over dose, tudo isso revela que sua excelência não amadureceu com a cassação de seu mandato, não soube aproveitar a segunda oportunidade que lhe foi dada pela política. retoma o caráter impositivo, antidemocrático, autoritário de sempre, não enxerga o contrário, transforma toda discussão em briga, forma na primeira fila da infantaria dos malfeitores da política, demonstra não ter mais lugar na vida pública. prepotente em pleno século XXI, sua arrogância é inaceitável no regime democrático…

  89. Marco Aurelio Gonçalves

    -

    04/08/2009 às 17:04

    Tive o mesmo dilema do INGO, entre Color e Lula optei pelo Color, realmente não me arrependo do que fiz.Hoje estão os dois juntinhos pela desgraça do Brasil. Não voto e nem votarei jamais em nenhom deles. Para a outra dupla , tambem não pois não tem cacife para serem candidados a presidente,e como não sou alagoano nem maranhense, não tenho nenhum compromisso com esses metralhas.

  90. Carlos Sá

    -

    04/08/2009 às 16:51

    Não esqueçam que o apedeuta & cia.esta associado com o collor, renan e sarney.
    Isto significa que eles são tão bandidos quanto os dois.
    É preciso lembrar isto sempre.

  91. BOB BRUZA

    -

    04/08/2009 às 16:41

    Augusto, de vez em quando, algum parlamentar lê da tribuna do Senado artigo publicado na mídia que considera relevante e pede que seja incluído nos registros da Casa. Este teu artigo merece, e muito, que seja lido por algum senador da oposição e que peça o devido registro no anais. E aí, Pedro Simon, Arthur Virgílio, Jarbas Vasconcelos, Demóstenes Torres, Álvaro Dias, Cristovão Buarque, José Agripino? Quem se habilita?

  92. Ricardo

    -

    04/08/2009 às 16:36

    Não sei se você notou o teatro ontem: Renan fez o papel do “bom policial” e o Collor do “mau”.

    Enquanto Renan falava que gostava do Simon, Collor mandou ele engolir as palavras.

  93. Walter

    -

    04/08/2009 às 16:00

    Prezado Augusto.

    O que assisti ontem foi uma pantomima horrível. Um histriônico ou histérico político corrupto, querendo apresentar-se como defensor do indefensável. O ator?
    Claro era o “doidão da dinda” interpretando a si próprio. Olhares agressivos, gestos largos, napoleônicos, falta de contato com a realidade, só faltou o matuto bordão ” minhagente”.
    Incrível como um estado como Alagoas tem os piores representantes que a política poderia apresentar ao Brasil. Ontem juntaram-se o palhaço bufão e o escada Renan. Um prepara a piada de mau gosto para o outro finalizar. Seria cômico se não envolvesse o roubo continuado do dinheiro público.
    $arney tem como advogados a nata da bandidagem alagoana:Lampião Collor de Mello e Renan Corisco.

  94. Ingo

    -

    04/08/2009 às 15:55

    Realmente Collor de Melo é uma figura lamentável.
    Produto da bonança patrimonial paterna mal administrada com a miséria alagoana, usada e explorada pela familia.

    Há anos, estive frente a grave dilema.
    Votar para presidente.
    Os dois principais candidatos:
    Collor x Lula.

    Sem titubear muito, escolhi Collor, o menos ruim.
    E disso não me arrepedendo, apesar da figura triste e ensandecida de Collor,
    que tinha poucos apoios e acabou só.
    Renan, seu líder no congresso, amigo e incentivador desde a candidatura já tinha pulado fora. Oportunista que sempre foi.
    Lula pelo que é e pelo que tem de apoios e arrimos é muito pior.
    E compromete muito mais o futuro do brasil
    .

  95. Ingo

    -

    04/08/2009 às 15:53

    Realmente Collor de Melo é uma figura lamentável.
    Produto da bonança patrimonial paterna mal administrada com a miséria alagoana, usada e explorada pela familia.

    Há anos, estive frente a grave dilema.
    Votar para presidente.
    Os dois principais candidatos:
    Collor x Lula.

    Sem titubear muito, escolhi Collor, o menos ruim.
    E disso não me arrepedendo, apesar da figura triste e ensandecida de Collor,
    qwue tinha poucos apoios e acabou spó.
    Renan,. seu líder no congresso e incentivador desde a candidatura já tinha pulado fora.
    Lula pelo que é e pelo que tem de apoios e arrimos é muito pior.
    E compromete muito mais o futuro do brasil
    .

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados