Blogs e Colunistas

31/10/2009

às 1:08 \ Direto ao Ponto

A saia da moça e a ira dos boçais

Os estudantes da Uniban de São Bernardo engolem em silêncio mensalidades abusivas, professores medíocres e o sistema de ensino que fabrica fortes candidatos ao desemprego. Só não engolem uma jovem com a saia curtíssima. Os estudantes da Uniban aceitam com mansidão bovina a corrupção institucionalizada, os impostos extorsivos, os pelegos delinquentes da UNE, a roubalheira federal, a procissão de escândalos, a decomposição moral do Brasil. Só não conseguem controlar a indignação e domar a cólera se  aparece uma jovem com as pernas à mostra.

Leiam o que escreveu meu amigo Reinaldo Azevedo. Confiram o video. Está tudo lá. A idiotia é contagiosa, confirma o comportamento abjeto da multidão que toma de assalto o campus da Uniban em São Bernardo para condenar ao linchamento a aluna audaciosa — e tentar executar a sentença. O que há com o Brasil que está ficando cada vez mais jeca, mais selvagem, mais boçal?, estaria perguntando Nelson Rodrigues.

Se aparecesse assim na faculdade em que estudei, a protagonista do espetáculo da nudez ousadamente sugerida, um quase nada perto do que se vê em qualquer praia, seria aplaudida de pé, eleita por unanimidade madrinha de todas as festas de formatura de todas as turmas, celebrada por poetas em êxtase com a materialização do sonho de todos os estudantes de todos os tempos, eternizada num monumento na entrada do prédio. Inspiradora de uma campanha liderada pelo centro acadêmico, com a adesão unânime do corpo docente e apoiada também pelos ex-alunos, a jovem das coxas visíveis a olho nu acabaria tombada pelo Patrimônio Histórico.

Neste outubro de 2009,  escapou por pouco da morte a pauladas. A Era da Ignorância vai tornando o país cada vez mais primitivo. Cada vez mais parecido com essa gente que o governa.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

314 Comentários

  • Joa

    -

    26/4/2011 às 10:05

    foi um grande escandalo

  • Rute da Silva

    -

    5/11/2010 às 13:05

    Todos os casos são questionados não só pelos alunos do Uniban e sim por todos os cidadoes, não vamos misturar tudo, foi um caso novo e inusitado, porém esses casos devem acontecer fora de uma Universidade e são contados somente para a família e amigos da região ou dentro dos òrgãos públicos. Se o caso tivesse acontecido dentro de um barzinho a vítima iria reclamar para o órgão público, sua família e amigos. Não é um fato tão raro assim. Se fizer uma estatistica na Secretaria da Segurança Pública podemos saber quantos casos acontecem de mulheres que são vitimas de abusos sexuais e de outros crimes semelhantes que são contados para a família e amigos ou talvez nem contam.

  • Rute da Silva

    -

    5/11/2010 às 12:56

    A Geisa pode muito bem estudar em outra Faculdade, se não for na sua Cidade, existe na capital Paulista diversas Faculdades de Turismo e de outras àreas. O que se refere ao seu traje é muito polêmico, lógico que numa escada aberta subir uma mulher e ficar bem exposta irá causar constrangimento, tumulto , surpresas inesperadas do publico não só universitário como se acontecesse o fato fora da Faculdade. Eu considero a maioria das mulheres cautelosas. Tem uma passarella que fica na Av. Kennedy, ao lado da Vila Olimpia e existe uma escada aberta no final da passarella, tenho observado que a maioria das mulheres evitam subir aquele escada ou sobem com cautela, outra escada que existe no interior do Shopping de Tatuapé, no terceiro ou quarto andar não vejo nenhum mulher parada conversando naqueles andares próximo a escada aberta. A voz da maioria é a voz de Deus, então pode concluir que tem a lei do Codigo Civil, tem a lei da maioria que não foi escrito por um profissional da àrea de Direito, ficando em aberto essa lei que não foi escrita mas pode ser interpretada dentro de um Juizado.

  • ZULEIKA AMARAL

    -

    31/7/2010 às 13:13

    Augusto:a nossa opinião sobre este caso “UNIBAN” é
    um pouco diversa.Longe de apoiar a violência contra
    a “GEISY”-totalmente condenável!-porém,como mulher,
    afirmo que ela queria,no mínimo,”parar o trânsito”
    dentro da escola.Queria abafar,mesmo,à qualquer preço:lembro-me de que à primeiríssima aparição de-
    la já estava bem visível a CALCINHA BRANCA.Lembro-me de ter pensado que ela,ao menos,deveria ter pos-
    to uma CALCINHA VERMELHA pra combinar com o MICRO-
    VESTIDO.Lembro-me de ter pensado,exatamente,que ti-
    po de mulher era aquela “GORDINHA” tão oferecida e
    ,supostamente,”sexy” que ali estava com a EVIDENTE
    INTENÇÃO DE PROVOCAR UMA ALTERAÇÃO,SIM,SÓ OS OTÁRI-
    OS NÃO PERCEBERAM!|O tipo de mulher que ela é está
    bem EVIDENTE agora,pelas medidas urgentes que tomou
    assim que conseguiu grana suficiente e de sobra,pa-
    ra as mil plásticas indispensáveis para continuar
    iludindo otários.Ainda será uma das mulheres-fruta
    que estão na moda:talvez uma “MULHER-JACA”,coitada!

    ZULEIKA AMARAL

  • Maria Luisa

    -

    25/3/2010 às 19:24

    Hoje resolvi dar uma olhada nos novos comentários sobre o assunto e contrariando a maneira como penso (novamente), porque ainda teimo em acreditar no bom caráter e sensibilidade das pessoas, me surpreendi lendo o comentário de alguém que se denomina “tavares”. Em seu comentário, sarcástico, maldoso, preconceituoso e vulgar, ele chama a moça, a que foi humilhada, vaiada quase linchada de “baranga”; “gordota”; então dei uma pausa e comecei a pensar: como as pessoas são cruéis; como se acham sempre melhores em tudo que as outras; como é fácil e prazeiroso para alguns, focarem sua visão distorcida e maldosa sobre detalhes do corpo de outra pessoa; que desgraça ambulante que certas pessoas são, que não possuem a grandeza de se colocar no lugar do outro para sentir o quanto um pequeno comentário pode fazer um mal irreparável na alma de alguem.Como as pessoas mais imperfeitas se julgam perfeitas.Criticar o corpo de alguem é o maior sinal de pequenês intelectual, moral e espiritual;a maneira perfeita de se mostrar um ser menor, que não consegue, não alcança uma maneira de enxergar alguem além do que o ôlho vê! Falta provavelmente preocupação com a espiritualidade com a grandeza de sentimentos, que é o que realmente diferencia os seres humanos; a partir daí tenho certeza, consegue-se enxergar muita coisa além de carnaval, corpo feio ou bonito, praia de Ipanema. Enfim, como dizia minha mãe que era de uma sabedoria simples mas perfeita: temos que ter paciência, evolução é demorado mesmo!

  • f tavares

    -

    12/2/2010 às 23:37

    AN,

    sem sacanagem ! você é testemunha de que fui um dos mais revoltados com essa brutalidade cometida na unibambi… mas tenho visto umas fotos da gordota, esqueci o nome, que virou celebridade nesse carnaval vale-tudo aqui do rio. quero pedir desculpas à unibambi, porque concluí que não foi preconceito o que fizeram com ela… o reitor e a turma que vaiou a moça, queriam preservá-la, porque a moça é uma quase-baranga, ficou devendo a todos os que não a viram de perto… duvido que vá à praia em ipanema.

    sds, FT

    Pois é, grande f tavares. Veja o que os animais conseguiram. Transformaram a quase-baranga em baranga célebre por um mês. abração, Augusto

  • Hera

    -

    17/1/2010 às 22:10

    Hoje assisti ao fantástico e passou a Geisy, ela está muito bem, foi convidada para desfilar no carnaval . Fiquei feliz! E isso só foi possível graças à vocês, graças ao jornalismo!!!!
    Ela disse que ainda quer fazer mais algumas mudanças, bom pelos comentários sobre ela, acredito que algumas mudanças internas na sua forma de pensar sobre os homens seria bom! Mas ela é um ser humano, e tem todo o direito de aprender! No mais,
    PARABÉNS AUGUSTO! PARABÉNS REVISTA VEJA!
    Se não fossem vocês, a moça depois de humilhada seria expulsa como um cachorro, por causa de uma mini-saia…. Quantos casos não existem por aí que passa batido pela sociedade.
    Depois querem acabar com a liberdade da imprensa! A Uniban também queria proibir a divulgação dos fatos, não é mesmo?
    Que sociedade é essa que a imagem vale mais do que a vida e os sentimento humanos!
    O que resultou da polêmica da imprensa: Um ser humano livre do preconceito e reconhecido nos seus direitos!

    Augusto você é demais!!!!!

  • Hera

    -

    16/1/2010 às 14:24

    O que podemos esperar dos estudantes hoje? Vejamos a Uniban, o escandalo por causa de uma mini-saia,mas pela exploração e injustiças, ninguem se importa. Estudam para quê? Vejamos os alunos da Usp, fazem greve por causa de festas, por que não querem educação à distância… Ou seja, querem perpetar a ignorância, a delinquencia, a criminalidade, a violência…
    Cadê os jovens idealistas do nosso país que sonham com um país melhor PARA TODOS? Ou será que agora a luta é cada um por seus interesses particulares? Para perpetuar o imperialismo?…

  • Hera

    -

    16/1/2010 às 10:34

    Os políticos ficam rodeando a Constituição Federal, por que não a seguem??? É o nosso direito? Será que é por que não existe nenhum movimento que luta por ela? (CAdê os movimentos estudantis em defesa da verdade? será que estão todos alienados?
    O governo Lula é o governo dos movimentos, os movimentos valem mais que a lei e até mais que a própria constituição? Empego e salários dignos para todos, educação,igualdade social, oportunidade para todos , isso é que vai fazer o país ser melhor, de futuro, diminur com a violência. Precisa-se cortar o mal pela raiz. E esse PNDH III é uma farsa. Pode até ser aprovado, mas não vai resolver os problemas da sociedade no geral. Nossas carências, necessidades, anseios e sonhos estão em consonância com a constituição art. 5.
    Será que pelo menos este artigo o Lula já leu?
    Um povo com uma vida digna justa é um povo feliz.

    Que tal começar cobrando impostos de acordo com a renda? QUEM GANHA MENOS PAGA MENOS E QUEM GANHA MAIS PAGA MAIS? JUSTIÇA SOCIAL COMEÇA POR AQUI.E não rancando de quem tem para quem não tem. E não destruindo os valores de alguns para impor os valores de outros. Não é proibindo a informação e sim agindo com verdade, honestidade, transparência e justiça.
    Será que voltaremos ao período da Inquisição?????

  • Dalila

    -

    16/1/2010 às 9:22

    Augusto, é horrível este caso dos pais que mataram os filhos. O pior é que este desamor está se tornando normal.

    Para mim a verdade é uma só: todos os males do país a culpa é do governo. Todos esses problema que estão acontecendo nas famílias é culpa do governo. A lógica é a seguinte: o governo apesar de ter feito muita propaganda de bolsa não sei o que, levou muitas famílias à falência financeira, ao desemprego, fato não revelado. Parece que estamos em um mar de rosa, mas a realidade é que fomos esfolados economicamente, e quem levou vantagem foram os políticos corruptos. As famílias sofreram uma agressão muito grande, cada vez consumindo menos, com suas necessidades cada vez mais ignoradas, muito sofrimento e com as perspectivas cada vez piores, vendo a corrupção acontecer sem punição. E não satisfeitos com o desfalque financeiro, ainda estão tentando destruir as bases das famílias, que é a religião e os seus valores. O que querem que aconteça se só violentam a sociedade? A violência vai só aumentar.

    Agora responda: como pessoas que não tem um mínimo de compreensão da realidade, da lógica do sistema poderia reagir a tanta violência sofrida em seus direitos, o povo foi machucado, enganado, vendo os mal exemplos na política, a falta de valores imperando, a lei do vale tudo pelo dinheiro, a luta assombrada pela sobrevivência… quem saiu perdendo foram as famílias que foram se desestruturando… destituídas… sem um norte as familias se perderam…
    E esse povo humilde, destituidos de tudo e até jovens com um poder aquisitivo maior mas criados sem valores e sem amor dos pais, tentam descontar as agressões e violências sofridas, descontam suas frustações nas pessoas mais próximas, que são os filhos, esposas, parentes ou estranhos… querem agredir, precisam agredir… precisam descontar em alguem seus sofrimentos, suas revoltas …
    Aqui entra o governo, o culpado pelas violências domésticas. Se as pessoas não forem respeitadas em seus direitos de terem uma vida digna, com emprego, saúde, educação,espectativas de vida, automaticamente acabam se regredindo ao estado animal. Pois a política que vivemos não é uma política para desenvolverem seres humanos, é uma política de animais para animais!!!!!

    E quem mais sofre são as pessoas indefesas, as crianças e jovens!

  • Hera

    -

    13/1/2010 às 19:17

    Sentimos sua falta, Augusto!
    Gostaria de dar uma sugestão: ontem eu vi pela tvjustiça uma reportagem sobre a síndrome de Alienação Parental, que julga muitos pais acusados pelas mães por abusos aos filhos, de inocente. Achei interessante a reportagem, mas fiquei intrigada quanto aos casos reais que acontecem e muito. É difícil alguém denunciar os abusos, é difícil até a criança ( meninos e meninas) e a mãe tomar consciência da situação, e agora a lei acusando a mãe inocentando o pai. Fiquei confusa. Essa lei não vai proteger os culpados.
    Conversando hoje com uma amiga sobre isso ela me disse que o tio dela, quando ela tinha 5 anos, abusada dela, passava a mão em suas partes íntimas e até coisas piores.E ele a ameaçava, se ela contasse para alguém ela mataria o pai, a mãe ou a tia. Ela parou de ir à casa dos tios, os pais não entendiam o motivo. Depois de adulta ela perguntou à irmã se aconteceu com ela a mesma coisa e ela confirmou, mas ela disse que gostava. Hoje ela gosta de homens e mulheres e a filha é como a mãe, sai com homens e mulheres.
    Minha amiga tem sérios problemas com o marido, me disse que não sente prazer com ele…
    Fico pensando, como resolver esse problema de agressões,estupros e abusos de crianças ( meninos e meninas )? Não seria interessante uma reportagem abordando sobre essa lei, sobre a síndrome de alienação parental e como deve agir as mães quando realmente o fato for real?
    Abçs

    Grato pela força e pela boa sugestão, Hera. Não é a mesma coisa, mas está entrando na seção O País quer Saber, neste momento, uma extensa reportagem que fiz com a Branca sobre os dois meninos de Ribeirão Pires assassinados pelo pai e pela madrasta. abraços.

  • Ixmael

    -

    13/1/2010 às 3:25

    Sr. Nunes, vamos a um trato justo :
    sempre por email, eu lhe passo o
    meu #, ou vice-versa, como queira,
    e vc me passa o email do Sr. Reynaldo.
    Topas ? Sua vinda urge. Remember.

    Trato feito, Ixmael. Mandei o email com as informações. Confirme recebimento, pls. abração.

  • Hera

    -

    10/1/2010 às 15:55

    Eu não falo que onde o homossexualismo é liberado e impera as mulheres sofrem, vejam a Africa, tão idolatrada por eles como exemplo a seguir, que autoriza o casamento entre gays: um dos maiores problemas são os casos de estupros, e pelo que parece o lider de lá não se importa muito….

  • Ixmael

    -

    1/1/2010 às 14:03

    O Ixbope constata que temos o
    primeiro post na casa das tres
    centenas de coments. Se isso
    se tornar uma constante nesse
    ano, será quase uma consequência
    natural dos acontecimentos.
    Vamos aguardar, agindo. Shalom.

  • Hera

    -

    30/12/2009 às 22:19

    Á você Branca e à seu pai Augusto desejo um feliz 2010. Agradeçemos pelo espaço para os desabafos. Foi um prazer acompanhar os comentários tão bem elaborados e interessantíssimos. Parabéns mesmo!
    Sucesso!

    Obrigada, Hera. Continuamos no ano que vem, certo? Um excelente 2010 para todos nós. Abraços, Branca.

  • anonimo

    -

    29/12/2009 às 20:21

    Já é a segunda vez que me sinto constrangida ao comprar um desodorante para meus filhos, da primeira vez a moça perguntou se era para mim, eu saí muito chateada. Agora de novo, no supermercado, um senhor estava olhando os desodorantes masculinos e eu fiquei sem graça de comprar, fui embora sem comprar o desodorante masculino, não quero que pensem que sou o que não sou. Sinto que enquanto alguns ganham liberdade, outro perdem . Para alguns serem felizes outros tem que sofrer. Como no filme “A Ilha”, para alguns viverem outros teriam que morrer.

    Quanto a Geisy ela foi humilhada! Um absurdo! Uma falta de humanidade (e de homens verdadeiros)!

  • Nill

    -

    29/12/2009 às 20:08

    Este caso de Geisy deveria ficar na história: uma moça,em sua plena juventude, estudante, trabalha, uma jovem como muitas ( não tanto perfeita), em pleno séc XXi ( séc. da total liberdade, onde se faz quase tudo o que se quer, tudo é normal, no tempo do “é proibido proibir” – ( só não se anda pelado, pelo menos ainda) e ser linchada por alunos de uma universidade por estar de mini-saia…. Este caso não pode ser esquecido…

  • Hera

    -

    23/12/2009 às 20:40

    Carlos Costa,
    Quanto mais ficarmos nervosos e irritados mais eles vão nos provocar! Eles adoram fazer isso! Quando ninguem mais der bola para eles,eles vão parar.
    O negócio deles é ibope. Eles querem se aparecer.Quando ver que o povo não está prestando atenção e nem ligando, eles param. São como crianças mimadas…( e muito mimadas)…
    Vamos dar atenção à coisas importantes, como a vida,a felicidade,a paz.
    Um dia eles se enxegam,vão ver o erro que estão cometendo. Mas enquanto ficarmos sofrendo com o que eles estão fazendo, mais farão!!!!
    Pense nisso!

  • Alice

    -

    23/12/2009 às 20:34

    A paz só se conquista na tolerância e respeito ao outro.
    Quando o povo vai parar de querer levar vantagem em cima do outro, de ofender, de agredir?
    Gente,vamos respeitar cada um do jeito que são, agora a coisa que eu não suporto é ver gente querendo ser esperta…

  • Alice

    -

    23/12/2009 às 20:29

    Ando pesquisando tentando entender porque o mundo está cada vez mais se enchendo de gays. Vi alguns comentários sobre os militares que após serem descobertos e ameaçados de perderem o emprego, colocaram as asas para fora se fazendo de vítima:se defenderam dizendo que estavam sendo vítimas de preconceito. Não sou a favor da agressão, nem da discriminaçao quando a pessoa é de respeito. As pessoas tem que ser respeitadas por serem ser humano. Mas não suporto frescuras.

    Podemos comparar o caso dos militares a um casamento:quando vc se casa sabe que tem algumas regras e a fidelidade éuma das mais importantes. O que eles fizeram? trairam o código do militarismo, é como se o marido traidor falasse para a esposa que devesse ficar com todos os bens adquiridos por ele,afinal, a traição foi por sentimento! Traição é traição. Normas são normas! A punição tem que ser para todos.
    Tudo tem o seu preço, se queriam ficar juntos ninguem iria impedir, mas não,quiseram mostrar poder: SER GAY HOJE É SER PODEROSO, É ESTAR ACIMA DAS LEIS, DOS DIREITOS DOS OUTROS . Daqui a pouco todos vão querer ser politicos. É o que , indiscretamente, andam incentivando por aí.
    Poderiam ficar juntos e mudar de emprego. Ninguem tem nada com a vida deles. Agora julgar todos julgam, até Jesus que era perfeito, bom e puro foi crucificado, imagine nós pobres mortais. Não que isso seja certo,mas querer estar acima dos outros é pior!
    Este caso é a prova que ser gay, hoje, é ter poder, é estar acima até mesmo do Estado, da religião, das leis humanas , dos costumes vividos por muitos.
    Como vamos ter paz??????

  • Alice

    -

    23/12/2009 às 20:15

    Ando pesquisando tentando entender porque o mundo está cada vez mais se enchendo de gays. Vi alguns comenários sobre os militares que após serem descobertos e ameaçados de perderem o emprego, colocaram as asas para fora se fazendo de vítima:se defenderam dizendo que estavam sendo vítimas de preconceito. Que a

  • Carlos Costa

    -

    22/12/2009 às 20:01

    Aqui no Brasil, você não pode ser contra a comunidade gay, eles acham que é preconceito, mas vou mais além, não gosto de gay, tenho nojo de gay, se aparecer na minha frente enchendo o saco, dou uma porrada no meio da cara, a verdade é a seguinte, esses desclassificados se acham, e nos ofendem, a mim que sou homem, isso também não e´preconceito, a mim, vou começar a meter processo nessa bicharada, mas minha primeira opção será enfiar uma porrada no meio dos cornos……………………..

  • Alice

    -

    21/12/2009 às 22:20

    Todos querem a paz ( pelo menos eu acho que sim ), a felicidade, mas por que não buscá-la verdadeiramente??? Para quê a violência?

  • ultradireita

    -

    21/12/2009 às 20:06

    O Brasil é um País fantástico, abençoado por Deus. Um assunto babaca desses, que só interessa aos atores principais ( a portadora do microvestido, a Universidade e a Justiça), se transforma num “must” nacional.

  • anonimo

    -

    18/12/2009 às 17:34

    Augusto,gostariamos muito de saber os envolvidos no militarismo gay,e até politicos que apoiam este movimento. teria como nos indicar como podemos conseguir?

  • Hera

    -

    17/12/2009 às 1:33

    Sabe Augusto,
    Por falar em sentimento, nada tão profundo quanto ao acontecido aos torcedores do São Paulo que se encontram ofendidos por ver seu ídolo de cabelos longos. Para mim, isso foi uma agressão à tão orgulhada masculinidade dos são paulinos, que chegaram a ameaçá-lo de morte pelo blog.
    O jogador Richarlyson nem ligou, disse que é para aumentar a sua auto-estima. Coisa de gay: IGNORAR OS SENTIMENTOS, VALORES E OPINIÕES DOS OUTROS E FICAR POR CIMA. Tá certo que houve agressão, de homem para homem, mas pôxa vida, ele feriu o orgulho masculino, ele está agredindo valores.Só falta agora esse movimento aí ficar zoando como estão fazendo com os cariocas, que neste blog se mostraram tão másculos. Dizem que o Rio é uma das cidades que mais gosta deles…
    Estou até esperando aparecer algo colocando os torcedores do são paulo como gay.Isso é típico deles.
    Até quando os heteros vão ter que aguentar isso? Eles agridemos os religiosos, os heteros, sofremos uma violência silenciosa e quase que imperceptível e não temos como reagir.E grande maioria nem percebe isso.Você não acha?

  • Hera

    -

    16/12/2009 às 21:59

    anonimo
    Quem quer a paz não apoia a guerra.Quem começa pela guerra já tem perdido metade da batalha!
    Quem provoca quer o que?

  • marle

    -

    16/12/2009 às 21:53

    Afinal o que é preconceito? é uma ideia concebida sem conhecimento, sem reflexão.Agora quando algo é dito do fundo do coração, com sentimentos , fundamentos e razões, já não é preconceito, é opinião!!!!
    Todos temos nossa opinião, nossos sentimentos…

    hoje é moda julgar no outro algo que está em nós, quem fala de preconceito são na realidade os maiores preconceituosos, comprovadamente!
    Como diz o velho ditado:”cada um vê conforme os olhos que tem”.

    Aliás a crítica ao nosso colunista é uma falta de respeito, é como entrar na casa de alguem sem bater, sem limpar os pés, e dizer para a pessoa que a casa dele está suja… afinal quem sujou? A pessoa foi convidada para entrar?
    Que coisa feia anonimo!

  • Anônimo

    -

    16/12/2009 às 21:36

    Medo , muito medo.
    Ao ler as últimas postagens percebi que o conteúdo inicial do texto do jornalista Augusto havia se perdido num surto esquisofrênico de alguns leitores. Não me admira em nada o que ocorre neste país , ou na universidade tema do texto , uma vez que leio estas opiniões como desses cidadãos aos quais nem me digno citar os nomes. Como a ignorância favorece o preconceito! É algo impressionante! O triste é ver esse senhor escrever inúmeras e inúmeras vezes errado nossa língua portuguesa e ainda se achar doutor honoris causa de alguma coisa.
    Enfim , como diria saudoso Cazuza: Brasil , mostra tua cara…

    P.S: que triste ser essa a cara do Brasil :(

  • Anônimo

    -

    16/12/2009 às 21:33

    Medo , muito medo.
    Ao ler as últimas postagens percebi que o conteúdo inicial do texto do jornalista Augusto havia se perdido num surto esquisofrênico de alguns leitores. Não me admira em nada o que ocorre neste país , ou na universidade tema do texto , uma vez que leio estas opiniões como desses cidadãos aos quais nem me digno citar os nomes. Como a ignorância favorece o preconceito! É algo impressionante! O triste é ver esse senhor escrever inúmeras e inúmeras vezes errado nossa língua portuguesa e ainda se achar doutor honoris causa de alguma coisa.
    Enfim , como diria saudoso Cazuza: Brasil , mostra tua cara…

    P.S: que triste ser essa a cara do Brasil :(

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ’0 which is not a hashcash value.

  • anonimo

    -

    14/12/2009 às 21:28

    dizem que o que mais falta hoje,mais que ética,é caráter!
    so tem etica quem tem carater…
    o que é carater???

  • malaka

    -

    14/12/2009 às 20:36

    entrei para ler a matéria por achá-la expressivamente democrática, contudo me assusta saber que a moral do rebanho tão execrada por nietzshe, que talvez tenha sido o expoente máximo do pensamento livre, não tenha passado nada para os senhores, que permanecem fechados em seus mundinhos simplórios de hipocrisias conservadoras e puritanas. Sugiro que pesquisem no google o que quer dizer ética.

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ’0 which is not a hashcash value.

  • Carlos Costa

    -

    14/12/2009 às 16:01

    Caros Amigos de site, Edna, e Atena,………….., respeito, e admiro seus pensamentos, mas convenhamos, vamos falar a verdade nua e crúa, sabe, já estamos cheios de escutar conversinhas que não levam a nada, basta ver que, nosso Querido Brasil, de muito tempo até esta data, não arranca, não deslancha, ficamos sempre em ponto morto, temos hoje, um presidente sindicalista,…… nada contra, ou melhor; tudo contra,…… os países mais adiantados do mundo real, não admitem pessoas analfabetas, sem contar etílicas, em cargos que requerem alto grau de conhecimento e discernimento, para resolver situações que podem por em jogo o destino de uma população, que no nosso Brasil está estimada em quase 200 milhões de hanbitantes……………………Quando me expressei sobre viados, ou gays( em inglês) alegres, não quero com isso ofender ninquém, cada um tem o livre arbitrío de escolher seu mundo a percorrer, mas segundo meu ponto de vista,…….. que é uma safadesa é, ……….eles querem é fazer nojeiras, que nada tem a ver com a natureza, que é muito simples de entender, existem ( homem, mulher) e;: ou ( macho e femea), o resto como dizem os entendidos é conversa pra boi dormir……………..Tá bem, lá nos países de primeiro mundo, pode até haver esses desvius de comportamento, mas convenhamos, lá os caras tem tudo, não falta nada, só precisa trabalhar e ganhar seu sustento e de sua família,só que a maioria isso já foi relatado em pesquisas, eles poem na cabeça, que são diferentes, e acham que sendo nojentos, iram ganhar mais dinheiro do que trabalhando honestamente,…entendes…..é difícil de explicar mas já existem pesquisas, confirmando que, quanto mais problemas eles tem na falta de responsabilidade como homem, e veem um nicho para ganhar dinheiro, viram gays………como vc mesmo disse eles querem ou melhor ganham muito dinheiro, só que com safadesa, é dinheiro sujo, sem entrar no mérito, vide caso de uma atriz famosa que protagonizou várias series na rede globo, e que morreu tomando um monte de medicamentos, aqui no Morunmbi……….sabe, poderia falar outras coisas, mas se o texto for muito grande, ninquém o lê, o brasileiro tem prequiça de ler…………………………..abraços, e que Deus os proteja, s]ao meus mais sinceros votos,…..mas vamos abrir os olhos……………………………………………………………………………

  • Atena

    -

    14/12/2009 às 10:37

    carlos costa
    Os político tem que lutar pela sociedade em não por causas próprias.
    Precisamos constrir uma nova geraçao de politicos…

  • Atena

    -

    14/12/2009 às 10:27

    O que você disse é loucura, colocar todo os gays na política, creio eu que este é o nosso problema, eles se infiltraram no poder! Precisamos é tirar todos do poder, so assim acabaremos com essas pilantragens.
    Pegam nosso dinheiro e investem em causas gays,precisamos tirar um a um do poder…

  • Edna.

    -

    13/12/2009 às 20:04

    Cada vez mais os gays ganham espaço,vamos chegar a um tempo em que não for homossexual não vai nemarrumar emprego.Isto sim é fim dos tempos…

  • Edna

    -

    13/12/2009 às 19:55

    Carlos Costa,
    você mostra uma realidade muito triste no país, só se esquece de que não só mulheres se prostituem. Hoje homens se transvestem e até ganham muito bem. E que nome ganham?Somente as mulheres são apedrejadas. Não que defendo este modo de vida, mas não se pode fechar os olhos e deixar impunes os homens ( gays) que se enriquecem,até mais que muitas mulheres e não julgados pela sociedade.
    E pessoas que convivem ao nosso lado, sendo respeitadas por ser gays.
    Agora mulher já nasceu com o estigma de pecado. Umas pagam pelos pecados de outras, enquanto “as escondidas homens lucram imensuravelmente.
    Afinal, não podemos ter preconceitos contra gays…

  • Carlos Costa

    -

    12/12/2009 às 14:46

    A Saber,……… Sras, Maria Luisa e Helenice, Noutro dia, me dirigi a um café, me apetecia tomar um café, cheguei ao local, e quem me atendeu foi uma moça que não devia ter mais de 18 anos, eu educadamente, pedi-lhe ( um café expresso por favor ), pois não, respondeu a donzela, que vestia uma calça mostrando os ossos ao lado da virilha, eu figuei na minha, estava a fim de tomar um café, sómente………………..para encurtar o assunto, chegou, um determinado momento da conversa que a donzela, me faz esta pergunta: O Senhor me achou uma mulher atraente? respondi sim, vc é uma menina muito bonita e muito atraente ( isso aconteceu aqui em São Paulo num dos melhores Shoppings da cidade) ….quanto pago, respondi, e ela disse-me: se o Sr. quiser, eu posso acompanha-lo e fazer suas fantasias sexuais,….figuei, meio assim assado, nada mais me surpreende, e disse-lhe : menina, procure estudar, trabalhar, ser honesta, tu ainda há de achar um bom namorado, e quem sabe casar e ter filhos, e levará uma boa vida, será respeitada e as pessoas a respeitaram, mas para com essa conversa, isso não a irá levar a lado algum, podes encontrar pela frente outras pessoas, diferentes de mim e podem lhe fazer algum mal, cuidado………………Resposta da menina que não tem mais de 18 (dezoito anos), você é um bunda mole, um velho ridículo,( a saber o horário que lá estive, mais ou menos 13:00hs.)……..Durma com um barulho desses, para não ficar nenhuma dúvida, eu adoro as mulheres, mas adoro as que tem um bom papo,sem girías, sem malandragens, mulheres de verdade ( femininas ), não gosto, detesto gays, quando servi o exercito joguei vários no lago do Ibirapuera………………………Para mim esses baitolas, a maioria é vagabundagem, safadesa, ………e pelo currículo, deveriam estar no congresso nacional, onde estariam junto com seus amiguinhos………

  • Carlos Costa

    -

    12/12/2009 às 14:21

    Voltei,…..para as Sras, Maria Luisa, e Helenice,…………………., quanta ingênuidade, hein…… minhas senhoras, não vão atrás de comentários de terceiros, pensem com sua própria cabeça. A moça que tanto defenderam e bradaram para os quatros cantos, já tem agendada uma publicação em revistas masculinas, ganho estimado ( 1.000.000,00 ), desfile em uma escola de samba, ( 500.000,00 ), advogado de porta de cadeia, vai meter um processo na faculdade pelo valor de ( 1.000.000,00 ),ela.. a moça inocente no seu ver e de muitos outros, de inocente não tem nada, e se for para falar a verdade no Brasil, atualmente os inocentes não tem vez, a saber a nossa politíca é dominada por sindicalistas, de inocentes não tem nada, e tenho a certeza que as Sras, se comovem e até choram em saber a vida dura que levaram até chegar ao poder, só se esqueçe que são inocentes que julgam pessoas sem nenhum escrúpulo, TODOS que estão nos cargos de ” autoridades” eu disse TODOS, são vagabundos safados da pior espécie, e ingenuos como as sras, votam nessa gente e choram quando vem na TV uma cena de amor,……….Para com essa palhaçada,eu vou me tornar um querrilheiro, e assaltar bancos tudo em nome da democracia, aí talvez as Sras deem a mim seu voto como deram ao gabeira, estela, genuino,almeida, etc…etc..,,qual a diferença? com todo o respeito, de baixaria as sras, não conhecem nada, conselho, và a Igreja Universal do Reino de Deus, do Bispo Edir Macedo, e peça que lhe ajudem.,……………………………………….

  • Paulo Henrique

    -

    5/12/2009 às 21:03

    Antônio,

    É justamente por torcer que tudo dê certo em nosso país – e pelos valores que possui e acredita – que o Augusto Nunes faz um jornalismo que denuncia a imoralidade, a corrupção e a criminalidade na política e na sociedade brasileira. Não concordo com você quando diz que faz um jornalismo partidário. E se fizesse, qual seria o problema? Afinal, o que um jornalista não deve fazer, em nenhuma hipótese, é omitir ou alterar dados da realidade e os fatos para proteger e beneficiar este ou aquele político ou partido político, sendo partidário ou não.

  • antonio manuel de amorim

    -

    5/12/2009 às 11:43

    Vericando o contúdo do trabalho do Sr. Agusto Nunes dos últimos para

    cá, se constata que há muito deixou de ser jornalista, é na verdade, um

    brasileiro que torce para nada dar certo neste País.

    Além do mais, passou a fazer um jornalismo totalmente partidário.

  • Fabiana

    -

    28/11/2009 às 12:28

    Homens maltratam as mulheres e valorizam prostitutas deploráveis desse nível.
    Depois reclamam.

  • Fabiana

    -

    28/11/2009 às 12:27

    Parabéns alunos da Uniban.
    Verdadeiros homens de valor e dignidade.

    Desculpem os têrmos chulos… mas…
    Homem que aprecia prostituta é viado.

  • Silvia

    -

    27/11/2009 às 14:51

    Os rapazes estão reclamando que está faltando mulheres, dizem que as mulheres não querem nada a sério.E as que ainda existem são mal tratadas. Será que precisamos aprender a amar??? Homens e mulheres???

  • Silvia

    -

    27/11/2009 às 14:45

    O Império Persa do rei Xerxes se achavam uma raça superior e queriam dominar o mundo. Encontraram o seu lugar! Com a natureza ninguem brinca. Ou respeitamos ela ou ela mostra-nos o nosso lugar: somos humanos, não somos deuses.
    Doce ilusão…

    Só o tempo para nos mostrar os nossos erros. É uma pena que quando ele mostra já vem com enormes prejuízos, como por exemplo o problemas o que vem acontecendo com a natureza.
    O caso Geyse é uma mostra do estrondo que existe escondido na sociedade, mas não é tudo, é só o começo. Se não cuidarmos estaremos perdidos no futuro.

    Precisamos acordar!!!!

  • anônimo

    -

    23/11/2009 às 13:29

    Será que existe uma fórmula para curar essa doença que quer tomar conta da sociedade?

  • Ana

    -

    21/11/2009 às 14:50

    É preciso priorizar qualidade e não quantidade!
    É uma questão de lógica: quanto mais se prioriza a quantidade, menor a qualidade! Quanto mais, menos e quanto menos, mais!

    O resultado: quanto mais qualidade menos problemas, quanto menos problemas mais qualidade.

    Só assim poderemos progredir para o quanto mais mais:
    Uma sociedade melhor é mais feliz, uma sociedade feliz será cada vez melhor!!!

    Esta é uma fórmula mágica!

  • Ana

    -

    21/11/2009 às 14:42

    Enquanto a educação for uma fábrica de diplomas é isso o que veremos: alunos arrogantes, grande numero de profissionais desqualificados, uma sociedade vazia de sentido e sem esperança de futuro!

  • Ana

    -

    21/11/2009 às 14:32

    Acredito que só temos uma solução: o trabalho deve ser valorizado, um técnico merece ganhar bem, um autônomo deve ganhar bem, um empreendedor deve ganhar bem. Todo trabalho tem a sua importância!
    Para quê tanta gente com diploma, mas sem nenhum conhecimento, sem sabedoria, sem valores ou consciência social???
    Ou como vemos, pessoas formadas em uma área trabalhando em outra.
    Eu pergunto: diploma para quê?
    Quem deve ser valorizado em nossa sociedade é o trabalhador em primeiro lugar,!!!!!!!!… é a pessoa honesta que luta pela sua sobrevivência, de forma digna e justa, sem passar por cima de ninguem e sem prejudicar ninguem !!!!!!!!!!!!!!!!
    São essas pessoas ( e são muitas ) que sustentam a sociedade!!! Mas não tem valor nenhum,não tem proteção e são os mais injustiçados…

  • Ana

    -

    21/11/2009 às 14:15

    Apontar o dedo e julgar é fácil. Tirar o corpo fora e dizer que não tem nada a ver comigo é fácil. Difícil é admitir que erramos, que nos enganamos,que precisamos mudar.
    Se a vítima é indefesa, pobre, mulher ou criança, pior ainda. A superioridade cega a razão.
    O que causa indignação e estranhesa é que se trata de uma aluna, não alguem que estava passando na rua rodando bolsinha…

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados