Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Volkswagen suspende produção em 3 de suas 4 fábricas no Brasil

Paralisação faz parte da estratégia da montadora para flexibilizar a produção em meio à escassez de peças e componentes elétricos necessários

Por Luana Zanobia Atualizado em 14 fev 2023, 15h10 - Publicado em 14 fev 2023, 14h20

Mesmo após a retomada econômica do pós-pandemia, as indústrias automobilísticas ainda continuam sendo impactadas pela desorganização nas cadeias de suprimentos causada pela crise sanitária. A Volkswagen vai suspender a produção de forma temporária em três de suas quatro fábricas no Brasil e conceder férias coletivas por dez dias aos funcionários das unidades de São Bernardo do Campo (SP), São José dos Pinhais (PR) e São Carlos (SP).  Apenas a unidade de Taubaté (SP) continuará produzindo normalmente. A parada ocorre a partir do dia 20, para a fábrica de São Carlos, e dia 23 nas demais.

A empresa afirma que as paradas fazem parte de sua estratégia de flexibilização na produção e trabalha para minimizar os efeitos do fornecimento de chips e semicondutores, monitorando continuamente a situação do fornecimento de peças em todo o mundo. A falta de componentes eletrônicos fez com que cerca de 250 mil veículos deixassem de ser produzidos no Brasil no ano passado, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). “Os dias de parada (…) fazem parte da estratégia da montadora de flexibilização nos processos produtivos devido ao fornecimento de componentes”, informou em nota a empresa. As fábricas afetadas produzem vários modelos, incluindo Nivus, Polo, Virtus, T-Cross, Taos, Tiguan e Gol.  

A companhia reforça que trabalha intensamente para minimizar os efeitos do fornecimento de componentes e que todas as unidades da Volkswagen do Brasil voltarão a produzir normalmente após as férias coletivas. “A situação do fornecimento de peças em todo o mundo ainda é volátil, portanto, a situação é monitorada continuamente”, complementa no comunicado. No ano passado, a montadora também adotou um plano de férias coletivas e redução de jornada e salário dos funcionários na fábrica de São Bernardo do Campo. 

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.