Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Venezuela terá de pagar US$ 908 milhões à Exxon

Por Da Redação 1 jan 2012, 17h03

– Caracas, 1 – Um painel internacional de arbitragem concedeu um veredicto favorável à petrolífera norte-americana Exxon Mobil Corp., segundo o qual a empresa deverá receber US$ 908 milhões do governo da Venezuela, relativos à nacionalização de ativos da corporação feita pelo governo do presidente Hugo Chávez. A informação partiu de um porta-voz da Exxon.

A decisão, tomada por tribunal da Câmara Internacional de Comércio, “confirma que a estatal Petróleos de Venezuela SA (PdVSA) possui uma responsabilidade contratual com a Exxon Mobil”, disse Patrick McGinn, porta-voz da Exxon.

O veredicto foi dado quatro anos após a Exxon, maior empresa petrolífera do mundo, deixar a Venezuela em meio a uma disputa com o governo após Caracas decretar que a PdVSA teria participação majoritária nas joint ventures com parceiros estrangeiros.

Na época, a Chevron, segunda maior petrolífera dos EUA, aceitou a participação majoritária da PdVSA e permaneceu na Venezuela.

A Exxon, contudo, queria uma reparação muito maior, de US$ 7 bilhões. Ontem, a agência Bloomberg reportou que o governo venezuelano teria que pagar US$ 749 milhões à Exxon em reparações.

Em setembro do ano passado, o ministro do Petróleo da Venezuela, Rafael Ramírez, disse que o governo via a possibilidade de resolver a questão com a Exxon fora dos tribunais, após outro funcionário ter dito que a Venezuela negociava um acordo ao redor de US$ 6 bilhões. As informações são da Dow Jones. (André Lachini)

Continua após a publicidade
Publicidade