Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Spotify anuncia adoção de programa de trabalho remoto para funcionários

Empresa de streaming publicou o comunicado no seu blog, acrescentando que a pandemia e as consequências do combate à Covid-19 aceleraram a tomada de decisão

Por Da Redação Atualizado em 24 mar 2021, 15h03 - Publicado em 12 fev 2021, 16h29

A Spotify anunciou nesta sexta-feira que vai adotar um regime de  home office em caráter permanente para que os funcionários possam trabalhar de qualquer lugar – não por acaso, o nome do programa é Work From Anywhere (trabalhe de qualquer lugar, em tradução livre). A empresa sueca de streaming publicou o comunicado no seu blog, acrescentando que a pandemia e as consequências do combate à Covid-19 aceleraram a tomada de decisão: “Não há melhor momento do que agora para fazer a transição para esse modelo, um local de trabalho que não é construído na premissa de que os funcionários precisam se reunir em um escritório tradicional, com configurações de mesa”.

O movimento da Spotify está em sintonia com várias empresas de tecnologia que planejam manter algumas das novas formas de trabalho que surgiram durante a pandemia. Gigantes como a Salesforce.com e o Twitter já mudaram para modelos de trabalho remoto híbrido ou permanente. A plataforma, que está reavaliando seus espaços de escritórios em todo o mundo, viu um aumento no número de assinantes pagos durante a pandemia, atingindo 155 milhões no quarto trimestre do ano passado – em 2019, no mesmo período, ela somava 144 milhões de ouvintes pagantes.

A nova filosofia se baseia, segundo os suecos, em quatro pontos principais: o trabalho dos funcionários independe da presença deles no escritório; eficiência não se mede por permanência no local de trabalho; flexibilidade só contribui para o melhor equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, além de ajudar na manutenção da equipe e na busca de novos talentos; uma estrutura mais distribuída coloca em discussão práticas, processos e ferramentas de comunicação e colaboração. Até que as vacinas cumpram sua função de imunizar as populações contra o novo coronavírus, a estratégia parece seguir uma tendência forte no mundo empresarial.

Publicidade