Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Saiba quais as diferenças entre nota fiscal paulista e paulistana

Consumidores de São Paulo podem receber parte dos impostos de volta ao gastarem seu dinheiro, mas apesar dos nomes parecidos, há dois programas diferentes

Por Da redação
Atualizado em 4 jun 2024, 19h10 - Publicado em 6 mar 2017, 11h10

Quem informa o CPF nas compras feitas em São Paulo pode ter dinheiro a receber sem saber. Isso porque o programa de devolução de dinheiro de impostos municipais (Nota Fiscal Paulistana) tem nome muito parecido com o de tributos estaduais (Nota Fiscal Paulista). Apesar de o método para ganhar crédito ser similar, são dois sistemas diferentes, com regras próprias.

 

Confira as principais diferenças entre os dois programas:

Continua após a publicidade

Embora a Nota Fiscal Paulistana tenha parado de gerar créditos desde quinta-feira (2) – pois o prefeito João Doria publicou um decreto  alterando o sistema – o dinheiro já devolvido ainda pode ser usado. A partir desta segunda-feira, quem pagar por serviços na cidade poderá apenas participar do sorteio mensal de 1 milhão de reais – não haverá mais geração de créditos que podem ser sacados ou abatidos do IPTU.

Para concorrer ao prêmio milionário, é preciso se cadastrar no site (notadomilhao.prefeitura.sp.gov.br), e informar o CPF em cada compra, para ganhar cupons. Atualmente, existem 1,77 milhão de cadastrados na versão antiga do programa municipal.

Os créditos para a Nota Paulistana – que agora se tornarão cupons em vez de dinheiro  são gerados quando o contribuinte pede nota para serviços como estacionamento, escolas e cabeleireiro. Já

Continua após a publicidade

Os consumidores de São Paulo podem receber parte dos impostos de volta ao gastar seu dinheiro, mas apesar de os nomes serem parecidos, há dois programas diferentes

os créditos da Nota Paulista são gerados na compra de mercadorias, como material de construção, alimentos, bebidas.

Na Nota Fiscal Paulista, há expectativa de mudanças em março, e o volume de créditos a ser sacado é de 4,6 bilhões de reais, disponível a 18,9 milhões de pessoas. Há também sorteiros mensais, com premiações que vão de 1.000 reais a 1 milhão de reais.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.